sexta-feira, 9 de setembro de 2011

O que pensa a população

Veja o depoimento de um rapaz que, em função da nossa manifestação do dia 24/08, ficou com o carro parado.

48 comentários:

Anônimo disse...

Companheiros:

Sabemos que o Brasil e minas gerais recebe recursos destinado a educação do BID e outros órgãos internacionais.E a uns tempos atrás
o Brasil vinha recebendo muita pressão desses órgãos porque a educação estava muito mal no país.Portanto o piso e bla,, bla,, bla,,foi por causa dessa pressões.Que tal se denunciarmos os descasos com a educação em minas a esses órgãos.E também aos órgãos internacionais de defesa da criança e adolescente o que esse ditador ta fazendo com essa crianças é algo irreparável .Pense bem se não temos apoio de órgãos nacionais temos que procura os órgãos internacionais , o que esse governador esta fazendo com nós e essas crianças é uma verdadeira catástrofe.Vamos denunciá-lo também a imprensa internacional .Eles não devem nenhum favor a esse ditador e com certeza publicará na íntegra o que falarmos.Se esse ditador se acha maioral é bom ele saber que ta mexendo com a classe pensante desse país e isso não vai ficar barato ou ele nos paga o piso ou verá as consequências.Quem souber email desses órgãos ou jornais coloque aqui para que possamos denunciar( Se uma cabeça pensa ,duas pensam melhor)e somos mais de 153000 vamos unir forças e derrubar esse ditador.O mundo precisa saber disso.Lembrando:
Onde está o dinheiro do pré sal que tanto foi falado que aplicaria na educação e saúde.Em minas também temos pré sal.Como anda o projeto de obtenção desse gás e aplicação desse dinheiro.Veja bem colegas, recurso é o que não falta .É pura covardia mesmo... jogo de poder de um ditador.Quem souber como comece já a denunciar internacionalmente esse ditador e suas comparsas.Alguém tem que ouvir a nossa vós.Tenho certeza que venceremos essa batalha.Aliás pagar o piso ganha todos nós.Só essa gorja de incompetente ainda não percebeu isso.

DOUGLAS FRANCO disse...

CARA COMPANHEIRA NÓS PROFESSORES DE CONSELHEIRO PENA ORGANIZAMOS UMA MANIFESTAÇÃO, PELO PISO NACIONAL, NO DIA 7 DE SETEMBRO. ESTOU ENVIANDO O VÍDEO E AS FOTOS QUE PUBLICAMOS NO YOUTUBE:
VÍDEO http://www.youtube.com/watch?v=TagsqSRxjTg

E FOTOS

http://www.youtube.com/watch?v=yEiYgzVD1nA

Anônimo disse...

Prezada Beatriz,

Eu sou mãe,e tenho varias conhecidas que são prof e sei o qto é miserável o sálario que ganham.Tenho uma amiga que tem 22 anos de magistério,tem pós graduação e ganha depois dos descontos 896,00(pois tem um desconto de empréstimo mensal de 109,00) e sei a luta dela prá criar umafilha e um neto,sendo que nem casa própria ela não possui e nem conseguiu financiar sua casa pois seu salario não da.
Os considerados pobres,ainda tem ajuda da Bolsa família e outras coisas do governo Federal,e os professores além de ganhar muito mal,não consegue nada do Governo Federal.
Se todos os pais que estão de greve e preocupados com o futuro dos filhos ,mandasse email para o Anastasia eles estariam ajudando a resolver essa situação,pois a justificativa do mesmo não é a preocupação com os filhos deles?
Qto mais rápido resolver ,melhor para todos.
O Governador está tão equivocado pensando só em resolver a situação do 3º ano do EM,por causa doENEN,pois esta preparação começa desde a ED.Infantil e segue até o final do EM.
PAIS VAMOS AJUDAR A RESOLVER ESSA SITUAÇAO ,FAZ UM ABAIXO ASSINADO OU MANDA EMAILS PARA O GOVERNADOR MOSTRANDO O DESCASO NÃO SO PELA CLASSE DOS PROFESSORES MAS PELOS SEUS FILHOS TAMBEM...ACORDA ANASTASIAMUITOS PROFESSORESPASSAM MUITAFALTA ATE MESMO DE ALIMENTAÇAO...
UMA MAE INDIGNADA E REVOLTADO COM O DESCASO DO GOVERNADOR ANASTASIA

PROFESSORA ELIZABETH -AIMORÉS-MG disse...

http://blogdoeulerconrado.blogspot.com/2011/09/blog-do-euler-simula-perdas-com-o.html .

OlÁ beatriz!! Este link acima é um post do blog do Euler ,onde ele faz uma simulação do pagamento do professor no subsídio e no plano de carreira . Eu estarei enviando para todos os deputados e órgãos federais , como também para os colegas que ainda não compreenderam ( misericórdia!!!) , a diferença financeiramente do subsidio e plano de carreira da lei 15.293/de 05 de agosto de 2004, que foi assinada pelo ex-governador Aécio Neves.

Aqui está a prova :http://www.youtube.com/watch?v=6pbjMCWhgpg

Também tem aqui a explicação do João Filocre Secretário Adjunto de Educação de Minas em dois períodos: 1997 a 1998 e 2003 a 2010-

http://www.joaofilocre.com.br/?p=451

DEPOIS DE TODAS ESSAS EXPLICAÇÕES , SE VC PROFESSOR , AINDA NÃO SABE Q O MELHOR É TODOS ESTAREM NO PLANO DE CARREIRA DE 2004 , NÃO SEI O QUE PRECISAMOS FAZER AINDA COM VC . ESPERAMOS QUE OS 70.000 PROFESSORES QUE AINDA NÃO FIZERAM SUA OPÇÃO JUNTO À SECRETARIA DE SUA ESCOLA , QUE VC FAÇA O MAIS RÁPIDO E PEÇA O NÚMERO DO PROTOCOLO . DEPOIS DE TANTAS OPORTUNIDADES E VC AINDA FIZER SUA ESCOLHA P O SUBSÍDIO , NÃO VENHA CHORAR E PEDIR SOCORRO , COMO OS PROFESSORES DO ESP. SANTO ESTÃO FAZENDO . OS QUE FICARAM NO SUBSIDIO NO ESP,. SANTO ESTÃO ARREPENDIDOS E NÃO PODEM MAIS FAZER ESCOLHA . AGUARDAMOS POR VC.

UM FORTE ABRAÇO BEATRIZ E DEUS LHE ABENÇOE JUNTAMENTE COM OS QUE LHE DÃO SUPORTE .

Anônimo disse...

Beatriz, boa noite, na pior das hipóteses, caso o governo consiga via justiça pagar o mínimo para todos que optaram pelo vencimento básico, mesmo assim ele ainda é a melhor opção. fazendo uma estimativa digo uma projeção daqui a 5 anos:

vencimento básico:
janeiro de 2012 712,20 x 22% = 868,88
janeiro de 2012 868,88 x 20% = 1042,66
janeiro de 2013 1042,66 x 20% = 1251,19
janeiro de 2014 1251,19 x 20% = 1501,43
janeiro de 2015 1501,43 x 20% = 1801,71

* optando pelo regime de vencimento básico todos tem direito a biênios 5% a cada 2 anos,pode estudar e fazer uma pós-graduação e receber 10% em cima do vencimento básico ou fazer mestrado e receber 30% em cima do vencimento básico, infelizmente quinquênio que é 10% é só para quem ingressou antes de 2003. Sugestão caso a secretária da escola negue a pedir biênios para quem ingressou depois de 2003, peça por escrito e entre com uma ação pelo sindiute.

pelas projeções veja o subsidio:

Abril de 2012 1320,00 x 5% = 1386,00
Abril de 2013 1386,00 x 5% = 1455,30
Abril de 2014 1455,00 x 5% = 1528,06
Abril de 2015 1528,06 x 5% = 1604,69
Abril de 2016 1604,69 x 5% = 1684,69

* No subsídio a remuneração é parcela única não admite gratificações nem pagamento atrasados.
observe que a pelas projeções em 2016 o vencimento básico já supera o subsidio. então quem optou pelo subsídio receberá o valor mínimo exigido pela lei do piso. E quem optou pelo vencimento básico receberá o mesmo valor mais vantagens adquiridas. Conclusão na pior das hipóteses o vencimento básico é melhor para todos. Independente do tempo de serviço.

Abraços a todos que estão na luta por dias melhores,
Idinei Corrêa de Ipatinga.

Westerley Santos disse...

Olá Beatriz,
Segue sugestão de atividade na manifestação:

“AULAS PÚBLICAS TEMÁTICAS”
Na Praça 7 ou de preferência na praça da liberdade, simular no mínimo duas salas de aulas com cadeiras e quadros negros, convidar o público para assentar e assistir uma aula pública.

Tema da aula: “A precarização salarial do Professor”

Os professores destas duas aulas simultâneas devem mostrar os seguintes cálculos:
1- Quanto custa se formar para professor em 4 anos de licenciatura em universidade particular ou pública?
1.a - Considerando gastos de 4 anos com: mensalidade, passagem, alimentação, material de estudo, livros etc...
2- Com o atual salário, quanto tempo de trabalho o professor da ativa precisará para repor seu investimento de 4 anos de formação?
3 – Qual a percentagem do atual salário o professor gasta para cumprir minimante sua função em sala, sem apoio do governo. Por exemplo:
Qual a porcentagem do salário o professor gasta do seu bolso com material para aula (cópia, papel, livros, vídeos, material pedagógico, revistas, jornais etc...)
4- Nos governos Aécio e Anastásia, quais foram a perdas de poder aquisitivo dos professores?
5 – Com a proposta de subsídio qual será nossa perda de poder aquisitivo para os próximos anos?

Lembrando:
1 - Mesmo com o piso integral o salário do professor não chegará a dois salários mínimos no próximo ano!

2 -Freqüentemente esquecemos de denunciar que por falta absoluta de apoio do governo à Educação, muitos professores tiram do próprio bolso, uma parcela significativa de seu salário (mínimo) para comprar, papel que falta nas escolas, pagar cópias, livros para sua atualização e para atividades com os alunos, entre outros! É este subsídio que nós precisamos e que o governo não dá!

Bem, caso a proposta seja aceita e funcione: o Sindicato poderia organizar um calendário com as “AULAS PÚBLICAS TEMÁTICAS” elegendo temas de nossa reivindicação e de esclarecimento sobre a realidade vivida nas escolas , inclusive com telão em praça pública mostrando a situação.

Anônimo disse...

Acho que vocês deveriam ouvir a parte da população que esta revoltada com a greve tambem...




eu sei que você nao vai aceitar meu depoimento,pelo fato de nao ter aceito outros q ja postei aqui...

Coom esses 3 meses de greve vocês nao perceberam que o governo nao esta nem ai para a educação nao ?

e para finalizar,esse papo dos professores estarem lutando por uma melhor educação não cola mais,voces estão lutando por melhores salarios ,pensando em uma melhora financeira para a categoria e não por uma melhora da educação !

Fica aqui meu Desabafo de um aluno que esta prestes a perder o ano letivo por um descaso do GOVERNO,e da Ignorancia dos professores

Anônimo disse...

Beatriz,

Aqui em Uberlândia estamos mandando muitos emails para os deputados estaduais cobrando o nosso piso e já temos resposta de alguns, veja:


O deputado Ulysses Gomes apoia o movimento dos professores mineiros pela aplicação do piso nacional aqui em Minas
Gerais e discorda da atitude do Governo de Minas que insiste em não cumprir a Lei Federal do piso.

Agora, o governador enviou Projeto de Lei para a Assembléia Legislativa admitindo o piso proporcional para 24 horas como
vencimento básico, o que consideramos já ser uma conquista do movimento dos professores. No entanto, na forma que foi enviado, o
Projeto de Lei do governo não respeita a carreira do magistério, com o que não podemos concordar.

O deputado Ulysses Gomes, em conjunto com a Bancada do PT, vai apresentar emenda ao Projeto do Governador, com o objetivo de
reconstituir a tabela da carreira, isto é, 3% de um grau para outro e 22% entre um nível e outro da carreira.

Sabemos o quanto a greve é prejudicial a todos, sobretudo aos estudantes mineiros e aos próprios professores.
Por isso, o deputado Ulysses tem trabalhado arduamente pelo entendimento das partes e a retomada do ano letivo.

Atenciosamente,

Mandato Parlamentar do Deputado Estadual Ulysses Gomes
Fone: 31 - 2108 5855
Fax: 31 - 2108 5859

Vou anexar a lista dos emails dos deputados, se você achar interessante postar para que outros também possam nos ajudar a cobrar deles o nosso piso.






dep.adalclever.lopes@almg.gov.br; dep.adelmo.carneiro.leao@almg.gov.br; dep.alencar.silveira.junior@almg.gov.br; dep.almir.paraca@almg.gov.br; dep.ana.maria@almg.gov.br; dep.andre.quintao@almg.gov.br; dep.anselmo.jose.domingos@almg.gov.br; dep.antonio.carlos.arantes@almg.gov.br; dep.antonio.genaro@almg.gov.br; dep.antonio.julio@almg.gov.br; dep.antonio.lerin@almg.gov.br; dep.arlen.santiago@almg.gov.br; dep.bonifacio.mourao@almg.gov.br; dep.bosco@almg.gov.br; dep.bruno.siqueira@almg.gov.br; dep.carlin.moura@almg.gov.br; dep.carlos.henrique@almg.gov.br; dep.carlos.mosconi@almg.gov.br; dep.cassio.soares@almg.gov.br; dep.celinho.do.sinttrocel@almg.gov.br; dep.celio.moreira@almg.gov.br; dep.dalmo.ribeiro.silva@almg.gov.br; dep.deiro.marra@almg.gov.br; dep.delio.malheiros@almg.gov.br; dep.delvito.alves@almg.gov.br; dep.dilzon.melo@almg.gov.br; dep.dinis.pinheiro@almg.gov.br; dep.doutor.viana@almg.gov.br; dep.doutor.wilson.batista@almg.gov.br; dep.duarte.bechir@almg.gov.br; dep.duilio.de.castro@almg.gov.br; dep.durval.angelo@almg.gov.br; dep.elismar.prado@almg.gov.br; dep.fabiano.tolentino@almg.gov.br; dep.fabio.cherem@almg.gov.br; dep.fred.costa@almg.gov.br; dep.gilberto.abramo@almg.gov.br; dep.gustavo.correa@almg.gov.br; dep.gustavo.perrella@almg.gov.br; dep.gustavo.valadares@almg.gov.br; dep.helio.gomes@almg.gov.br; dep.hely.tarquinio@almg.gov.br; dep.inacio.franco@almg.gov.br; dep.ivair.nogueira@almg.gov.br; dep.jayro.lessa@almg.gov.br; dep.joao.leite@almg.gov.br; dep.joao.vitor.xavier@almg.gov.br; dep.jose.henrique@almg.gov.br; dep.juninho.araujo@almg.gov.br; dep.leonardo.moreira@almg.gov.br; dep.liza.prado@almg.gov.br; dep.luiz.carlos.miranda@almg.gov.br; dep.luiz.henrique@almg.gov.br; dep.luiz.humberto@almg.gov.br; dep.luzia.ferreira@almg.gov.br; dep.maria.tereza.lara@almg.gov.br; dep.marques.abreu@almg.gov.br; dep.neider.moreira@almg.gov.br; dep.neilando.pimenta@almg.gov.br; dep.paulo.guedes@almg.gov.br; dep.paulo.lamac@almg.gov.br; dep.pompilio.canavez@almg.gov.br; dep.romel.anizio@almg.gov.br; dep.romulo.veneroso@almg.gov.br; dep.romulo.viegas@almg.gov.br; dep.rosangela.reis@almg.gov.br; dep.sargento.rodrigues@almg.gov.br; dep.savio.souza.cruz@almg.gov.br; dep.sebastiao.costa@almg.gov.br; dep.tadeu.martins.leite@almg.gov.br; dep.tenente.lucio@almg.gov.br; dep.tiago.ulisses@almg.gov.br; dep.ulysses.gomes@almg.gov.br; dep.vanderlei.miranda@almg.gov.br; dep.ze.maia@almg.gov.br;

VAMOS MOSTRAR AOS DEPUTADOS A NOSSA FORÇA.

Um grevista de Uberlândia

benhur disse...

Grito de união
Nobres colegas, devemos manter a partir de então uma visão mediata (olhar e entender a realidade que se apresenta),mantermo-nos para sempre unidos e diante de qualquer situação política, agiremos de forma coletiva em prol da nossa classe; sem cometermos outro erro de cálculo a ponto de votarmos em um ditador.Ao longo do tempo o que tem caracterizado habilidade política é simplesmente: administração de conflitos e desagravos sob coação , superação de dificuldades porém, pessoais, capacidade de articulação através de um não dourado, onde a cortesia enche o vazio do favor e as boas palavras suprem a falta de ação, tudo encoberto pela mídia manipulada. Sabemos que políticos em geral não merecem confiança e por muito tempo nos mantivemos apáticos, contudo, como classe pensante lutaremos por uma política de busca e socialização de benefícios, pois a economia é produzida socialmente, tornando-se justa a partilha igualitária; em combate a essa economia existente: concentrada, episódica,paradoxal , que divide os brasileiros em POUCOS RICOS E MUITOS POBRES.
Observação: estaremos então, de forma coletiva, atentos às campanhas políticas para deputados e governador, sob o olhar do Sindute MG

Anônimo disse...

Brasília o mais rápido possível!!!

benhur disse...

http://www.scielo.br/pdf/es/v30n109/v30n109a10.pdf dê uma olhada . O porque da péssima educação em minas !!!

benhur disse...

UNICEF - São Paulo - responsável pelos projetos em São Paulo, Minas Gerais e Região Sul
Rua Pedro de Toledo, 1529 - Vila Clementino
Cep: 04039-034- São Paulo, SP
Telefone: 11 5904 6677
Fax: 11 5084 5577
E-mail: saopaulo@unicef.org

UNICEF - Fundo das Nações Unidas para a Infância
UNICEF - Brasília - Escritório da Representante do UNICEF no Brasil - responsável pelos projetos nacionais e no Distrito Federal, nos Estados de Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Tocantins
SEPN 510, Bloco A - 2º andar
Cep:70750-521-Brasília, DF
Caixa Postal: 08584 - CEP 70312-970
Telefone: 61 3035 1900
Fax: 61 3349 0606
E-mail: brasilia@unicef.org
Representante do UNICEF no Brasil: Sra. Marie-Pierre Poirier

Presidência da República / Secretaria Especial dos Direitos Humanos/ Departamento da Criança e do Adolescente
Esplanada dos Ministérios - Bloco T - Sala 420
Edifício Sede do Ministério da Justiça
Cep: 70064-900 - Brasília - DF
Tel. 61 2025-3142 / 3454
Fax: 61 3223.2260
E-mail: direitoshumanos@sedh.gov.br (objetivo é denunciar a estas entidades o descaso com a educação em Minas Gerais).

Anônimo disse...

Que decepção:

Uma turma de colegas em Cel Fabriciano na Escola Estadual Alberto Giovanninni resolve trair a categoria e volta as aulas ,parabéns ao grupo de profs dessa escola e da região que ainda permanecem na luta.Que decepção colegas que voltaram, que exemplo de cidadania vocês podem dar para esses alunos.Reflita seus atos porque no futuro podem cair sobre vocês mesmo.

João Paulo Ferreira de Assis disse...

Prezada companheira de luta Beatriz Cerqueira

Num dos comentários no Blog do Euler, um anônimo levantou uma questão que eu considero importante:

Ele disse que possivelmente a estratégia do governo seria deixar para decidir por pagar o nosso Piso para depois do dia 31 de outubro. Hoje estamos ainda em 11 de setembro. Eu tenho consciência que a cada dia que passar a pressão sobre nós vai aumentar e muito. Talvez até nossa greve seja considerada abusiva.
Por isso eu creio necessário que tomemos uma atitude para forçar o governo a nos dar uma resposta antes do dia 31 de outubro. Surgiu então a minha ideia: QUE TAL SE TODOS NÓS QUE OPTAMOS PELO VENCIMENTO BÁSICO FAZERMOS UM DOCUMENTO NO CARTÓRIO DE TÍTULOS E DOCUMENTOS DA COMARCA RESPECTIVA DE CADA SUBSEDE, REITERANDO QUE NÓS QUEREMOS O PAGAMENTO PELO VENCIMENTO BÁSICO E QUE NÃO QUEREMOS O SUBSÍDIO. O documento seria assinado por todos aqueles que optaram pelo vencimento básico, e registrado no Cartório de Títulos e Documentos, ao qual pediríamos para NOTIFICAR O GOVERNADOR E AS SECRETÁRIAS ANA LÚCIA E RENATA. Seria de bom aviso ouvir o jurídico do Sindicato.
Creio que se conseguíssemos as 153 mil assinaturas, seria um grande passo para a vitória. E além do mais, poderia ser mais um documento na ação pelo pagamento do Piso.

Saudações e ATÉ A VITÓRIA!!!!

João Paulo Ferreira de Assis.

Anônimo disse...

Oi Beatriz, te admiro muito. Mas quando fica sem atualizar o seu blog o meu coração fica apertado. Fico pensando se é porque vc está trabalhando em silênciou ou porque as coisas não estão boas. Gostaria de fazer uma pergunta: Existe uma luz no fim do túneo? Mas sem precisar desses deputados? Um grande abraço e que Deus de proteja e te abençoe. Paula.

Anônimo disse...

PQ PARA PAGAR O NOSSO PISO CAI NA LEI DE RESPONSABILIDADE FISCAL! MAS E O AUMENTO EXORBITANTE QUE ELE DEU PARA O SEU PROPRIO SALARIO E O DO VICE NAO CAI NAO NÉ...CRIA VERGONHA GOVERNADOR....

Cristina Costa disse...

Conversando com Cristovam Buarque no twitter agorinha, ele me deu a seguinte resposta após falar da nossa greve e do que estamos vivendo aqui: "Precisam entrar no MP pedindo cassação do mandato do governador por descumprimento de lei.Chamam Lei Buarque."

Beatriz vamos ver o que pode ser feito!

Acho que talvez seja a hora de legar nossa greve para fora de MInas Gerais!

Ir a Brasília:

Visitar a Secretaria Nacional dos Direitos Humanos; as comissões de Direitos Humanos e de Educação da Câmara dos Deputados e do Senado Federal; a CNBB; a OAB nacional, o Ministro da Justiça, a Ministra chefe da Casa Civil e outros...

Sendo que a principal visita deverá ser feita ao STF e ao gabinete o Ministro Joaquim Barbosa.

Porém não temos muito tempo e as decisões se fazem urgentes.

Obrigada e aguardo seu posicionamento a respeito!

Cristina Costa disse...

Beatriz, acho que comecei este assunto aqui, mas por via das dúvidas...

Quando fizemos a opção pelo vencimento básico, antigo plano de carreira(ELE JÁ EXISTIA) e tinha já os índices de promoção, logo devemos bater nesta tecla. Nossa assinatura INDICAVA NOSSO retorno ao PLANO EXISTENTE E NÃO OUTRO CRIADO PELO GOVERNO agora.

Sendo assim o governo não pode nos obrigar a ficar em uma CARREIRA CRIADA AGORA, ELE TEM QUE APLICAR O PISO NA CARREIRA EM OPTAMOS!!


Após fazer este comentário no blog do Euler (http://blogdoeulerconrado.blogspot.com/2011/09/nosso-11-de-de-setembro-96-dias-de.html#comment-form) , um companheiro de luta teceu o seguinte comentário:



" Cara Cristina Costa,

Sempre vi neste fato uma brecha para requerermos e consolidarmos todos os nossos direitos.

VEJA:

O Governo nos ofereceu como opção o regime remuneratório VIGENTE em até 10/08/11.

O Ministério Público é nossa testemunha, pois foi lá no dia 16/08/11 que o governou reconheceu que 153.000 professores fizeram opção pelo regime remuneratório VIGENTE em até 10/08/11.

Além disto no dia 24/08/11 foi publicado o acórdão.

Adquirimos mais direitos LEGAIS.

O governo não pode mexer no regime remuneratório que ELE mesmo nos ofereceu como opção em até 10/08/11.

Isto cabe um mandado de segurança, para preservar todos os nossos direitos.

Tenho batido nesta tecla várias vezes neste blog.

Agora ouvi uma voz consonante e peço que você e todos os professores procurem maiores informações a respeito desta situação.

Cristina Costa, você é uma das primeiras a pescar esta ideia, por favor vamos levantar este tema para discussão.

Minha opinião é que esta é NOSSA GRANDE OPORTUNIDADE.

É A NOSSA GRANDE OPORTUNIDADE.

Sempre soube que ELES cometeriam alguns erros.

A maldade quando é muita se tropeça nela.

Precisamos de muita atenção com as leis.

Pequeníssimos detalhes podem nos dar a vitória ou a derrota.

ESTA GREVE SERÁ DECIDIDA NOS TRIBUNAIS.

Vamos procurar a opinião, uma consulta a vários juristas, para nos embasarmos e termos relatos importantes e variados para serem analisados.

NÃO SE VENCE UMA GUERRA SOMENTE COM O NÚMEROS DE GUERREIROS MAS TAMBÉM COM A QUANTIDADE DE CONSELHEIROS.

Conto com você.
Aguardo contato, neste blog."





Pessoal do NDG(Núcleo Duro de Greve com diz nosso amigo Euler)precisamos realmente, levar este tema para discussão principalmente agora que o Governo enviou o projeto de lei para que seja homologado na Assembleia .



Precisamos levar esta linha de pensamento para os Deputados que nos apoiam, para que seja mais uma arma para eles defenderem a aplicação do piso na nossa carreira, fazendo as emendas necessárias para que nossa carreira seja preservada.

Minha sugestão é que ao fazermos as visitas aos Gabinetes possamos levantar esta bandeira e também através dos emails.



Vou postar no blog da Beatriz estes comentários e pedir que observe estas argumentações!



O que não podemos é desistir!! Sigamos firmes e confiantes!!

A vitória será nossa e terá um sabor inigualável!!! é uma pena que muitos(educadores) que estão ainda dentro das salas não poderão saboreá-la conosco!! Mas, fica mais uma vez o convite: se juntem a nós e faça parte desta história!!

Até a vitória!!!

Beatriz o que você acha disto???

Cristina Costa disse...

Por que o sindicato não pede a ajuda do advogado Gustavo Ramos da CNTE?

Veja o que ele diz:

"Gustavo Ramos foi categórico ao afirmar que não há mais motivos para que a Lei não seja cumprida.

"Qualquer estado ou município que continue pagando menos que o valor do Piso, após a publicação da ata de julgamento do acórdão do Supremo (13/04/11), justifica que os professores - preferencialmente de forma coletiva - ajuizem ação local e também reclamação constitucional no STF para buscar o integral cumprimento da lei do piso". " (Fonte: site CNTE)

Ou seja, essa tal Reclamação constitucional já deveria ter sido encaminhada junto ao STF há muito tempo.

Fonte: http://blogdoeulerconrado.blogspot.com/2011/09/nosso-11-de-de-setembro-96-dias-de.html#comment-form

Anônimo disse...

Na minha opinião, estamos no ápice da greve, momento onde o governo já está todo enrolado, grande possibilidade de que esse ano letivo se perca (esse é até outro assunto que gostaria que você abordasse, pois com o corte, não vamos repor, e agora NÃO queremos repor. Ninguém mandou ele cortar nosso salário. Não queremos novas folhas de pagamento, pois o dinheiro está fazendo falta, mas já que cortou o salário, não queremos repor em sábados, domingos, feriados, natal, ano novo, janeiro afora, fevereiro aos sábados e etc. Quem deixou a greve chegar a esse ponto foi o governo, ele que fique sabendo que não iremos sacrificar nossos finais de semana e férias porque ele foi intransigente e deixou a greve chegar onde chegou.. Não queremos repor.)Continuando, esse ápice da greve tem mexido e comovido a sociedade pare que muitos agora que começaram a acordar para que quem está errado é o governo. GREVE ATÉ O PISO!!!!!!!!!

Anônimo disse...

Se essa m... de subsídio prestasse, o governo faria o contrário, pagaria o piso. Mas como ele que arruinar a educação e nossa carreira, quer nos enfiar subsídio guela a baixo. NÃO VAMOS ACEITAR, OU PAGA O PISO OU A GREVE CONTINUA. SE CHEGAMOS ATÉ AQUI, NUNCA QUE VAMOS DESISTIR E VOLTAR COM PROPOSTA INDECENTE DO GOVERNO, VAMOS CONTINUAR EM DIFICULDADES, MAS A GREVE PERMANECE ATÉ ESSE GOVERNADOR SEM VERGONHA PAGAR NOSSO DIREITO: PISO!!!!!!! GREVE ATÉ O PISO, ENQUANTO NÃO TEM PISO, TEM GREVE!!!!

Atahualpa disse...

Vídeo de apoio:

http://www.youtube.com/watch?v=2MXLMiubNoU

Jose Paulo Netto é professor emérito da Universidade Federal do Rio de Janeiro e um importante teórico e militante marxista brasileiro. Em evento da Editora Expressão Popular, realizado em 09/09/11 no Centro Universitário UNA, o professor declara todo seu respeito e apoio ao movimento dos/as trabalhadores/as da Educação de MG.

Anônimo disse...

Beatriz, o sindicato terá de repensar suas atitudes. O Governa esta passando no rádio de minuto em minuto que já paga o piso,desmerecendo nós q estamos em greve e colocando lá em cima os q estão dando aulas. Estão colocando a população contra a gente... Sinto q com isso ele mostra q não irá pagar de jeito nenhum o piso. Revejam as estratégias para q não percamos essa batalha!

Lenise Motta disse...

Beatriz, bom dia.
Achei muito boa a materia paga colocada no Estado de Minas , neste domingo, no entanto não encontrei a mesma matéria no Jornal O TEMPO.
O Estado de Minas tem batido corriqueiramente na gente enquanto o jornal O Tempo tem noticiado nossa luta. Pergunto: Não seria produtivo comprar espaço nesse jornal, também?
abraços

Anônimo disse...

Logo, já está na hora do departamento jurídico do sindicato ingressar no STF com um Reclamo Constitucional pelo menos para estes 153 mil educadores que optaram pelo antigo sistema de VB. Claro que devemos continuar a luta para que todos os educadores tenham tal direito - e para isso é fundamental que a ADI 4631 seja vitoriosa.

Anônimo disse...

Menos um alienado. Naturalmente q esse depoimento não foi ao ar.

Cláudio Vilaça
AJOSP

Antônio Jerônimo Neto disse...

Meu Deus! Será que tão difícil assim perceber que para ter, no mínimo 153 mil eleitores a seu favor é só cumprir a lei federal, pagando o piso nacional sem desprezar o plano de carreira dos professores, criado pelo próprio governo em 2005? Depois ficam dizendo por aí que os professores é que não querem conversar e já estão ganhando acima do que manda a lei.O governo e suas secretárias sabem muito bem da mentira que vem passando para a sociedade através da mída comprada. Outra mentira é dizer que o percentual de paralisação é mínimo e não faz diferença. Ah não faz!
Prof Antonio Jeronimo Neto 12/09

Anônimo disse...

Beatriz,

BH vai sediar a festa dos 1000 dias para copa nesta sexta-feira dia 16. É uma excelente data para mostrarmos nossa greve para o mundo.
Não podemos perder esta oportunidade!

Anônimo disse...

Beatriz, bom dia
Gostaria de saber que medidas devo tomar. O meu contracheque neste mês ainda veio com o vencimento em subsídio. Neste caso o governo pode ter me deixado fora do levamento feito dos 153 mil servidores que retornaram para a carreira que aplica o piso. O que devo fazer?
Abraços Edivar

Professores Espinosa disse...

Bom dia a todos(as),

RECADO AO SIND UTE.


Sou totalmente contra esta morosidade de ações do Sind UTE.

ESTAMOS TENDO MUITAS OPORTUNIDADES.

Aquelas que não aproveitarmos ELES as aproveitarão.

Eles estão jogando o jogo duro, para vencerem.
Eles já erraram bastante e parece que de agora em diante estão se preparando melhor.

Parece que nós estamos querendo perder.
As nossas omissões nas ações, podem nos levar a derrota.

O que está sendo feito pelo Sind UTE, a respeito da omissão do MPE?

Será que já foi montada uma agenda de visitas para Beatriz em Brasília?

Que dia vamos visitar o STF e o gabinete do Ministro Joaquim Barbosa?

Já fazem 26 dias da publicação do acórdão.

ESTA GREVE SERÁ DECIDIDA NOS TRIBUNAIS.
O MPE SÓ ESTÁ ESPERANDO A PRIMEIRA OPORTUNIDADE PARA DECLARAR ESTA GREVE ILEGAL.
A PARTIR DAÍ ENTÃO, PERDEREMOS NOSSA CORAGEM, A FORÇA DA LEI, IMPERARÁ.
DEPOIS NÃO ADIANTA CHORAR.

SERÁ QUE O SIND UTE, ESTÁ ESPERANDO UM MILAGRE?

SÓ A GREVE NÃO BASTA, ISTO ESTÁ VISTO, PRECISAMOS DE MUITAS, VÁRIAS AÇÕES, IMEDIATAMENTE.
TEMOS QUE SER CONSISTENTES PARA COMBATER COM O GOVERNO.

NÃO TEMOS TEMPO E AS AÇÕES SE FAZEM URGENTÍSSIMAS.

Não tenho o menor interesse de fazer esta greve se alongar.
QUERO VENCER O MAIS RÁPIDO POSSÍVEL.

... E O SOL NASCE NOVAMENTE;
... E A LUTA CONTINUA;
... ASSIM É A VIDA.

FIRMES NA LUTA, COMPANHEIRAS(OS).

COM DEUS, VENCEREMOS.
Abraços a todos e firmes na luta.
Não podemos recuar a gora...

Anônimo disse...

Aqui em Ipatinga o impasse só foi resolvido quando duas professoras representantes da subsede do SINDUTE entraram em GREVE DE FOME.
Nós conseguimos 10% de aumento salarial para toda a classe, que já está sendo pago e a implantação do PISO em março/2012. Foi feito um documento Legal assinado pelo Prefeito se comprometendo a cumprir a LEI do PISO.
Por que vocês não fazem o mesmo?
Fica minha sugestão.
Um grande abraço a todos.
Renata Ipatinga

Anônimo disse...

Boa tarde Beatriz!!!!!
Veja qual a resposta do senador Cristovam , qdo lhe perguntam o que deve se fazer para q o governador cumpra com a lei 11.738.

yossua4gotten Josue Castilho
@Sen_Cristovam Como se posicionar a respeito do Gov MG que insiste em não pagar o piso nacional para os professores?


@Sen_Cristovam
Cristovam Buarque
@yossua4gotten

Pedir ao MP que entre com recurso pedindo a cassaçao do governador.se fazer para q o governador cumpra com a lei 11.738.

Essa pergunta foi feita no twitter Beatriz e copiei e estou lhe passando . Temos q tomar medidas mais drásticas p q tenhamos a resposta o mais rápido.

PROFESSORA ELIZABETH -AIMORÉS-MG disse...

O post q enviei sobre a resposta do senador Cristovam foi como anônimo . Então estou enviando outra Beatriz porq gostaria q me respondesse , sobre ações mais drásticas para resposta também mais rápida .Força na luta !!!!

Anônimo disse...

Beatriz acho q está na hora de convidar o cqc da tv band p acompanhar a nossa luta pois eles sao companheiros c quem e trabalhador.Eu já enviei a eles um apelo, mas acho q deveríamos divulgar isso p os outros colegas, asssim todos fariam a mesma coisa e o nosso belo governador n teria como escapar.Vamos a luta pessoal, agora é a hora!!!!!!!!!!!!!!!!!!!Convoque o cqc e o governador n terá escapatória!

Antônia disse...

Recebi uma ideia de uma colega de enviar um apelo p o cqc e achei válida.Beatriz ajude-nos a divulgar isso p q os nossos colegas tb o faça e só assim o nosso belo governador vai sentir na pele o q é ser mentiroso.

Antônia disse...

Recebi uma ideia de uma colega de enviar um apelo p o cqc e achei válida.Beatriz ajude-nos a divulgar isso p q os nossos colegas tb o faça e só assim o nosso belo governador vai sentir na pele o q é ser mentiroso.

João Carlos disse...

Olha Beatriz, sou professor há 12 anos, estou em greve,e sei que voces estão fazendo tudo que é possivel, mas sinto que podemos agir com mais "atrevimento" por exemplo o relator da ADI ja deu as dicas, basta uzá-las...o juridico do sind ute tem que entrar com o Reclamo Constitucinal, pois se dependermos da boa vontade do sr governador vamos ficar em greve até 2015,data em que ele deixara o governo...aqui em sete lagoas ja estou sentindo os professores desanimados com o desenrolar da greve... confio em vc, força, poe o juridico pra frente...

Anônimo disse...

Nem tudo está perdido,o jovem que prestou o seu depoimento em favor da greve, é um estudante e cidadão consciente.É preciso lutar e acreditar na democracia porque mais dias,menos dias iremos colher os frutos da plena democracia,vamos ter uma mídia social, comunitária e popular.Não podemos deixar de acreditar nos sonhos,que venha a utopia!

Cristina Costa disse...

Beatriz, olha eu aqui mais uma vez.

O Ministério Público ingressou nesta segunda-feira, 12, com ação civil pública na Vara da Fazenda Pública, para que o Estado do Rio Grande do Sul atenda imediatamente a Lei 11.738/2008, que institui o piso salarial nacional dos profissionais do magistério público da educação básica.

Veja a matéria:http://www.mp.rs.gov.br/noticias/id26151.htm

Temos que pressionar também!

Anônimo disse...

Bia,
Pelo amor de Deus, precisamos de uma notícia que acalme os nossos corações. Escreva uma mensagem de esperança para nós, por favor.
Eu sei que você não deve levar a público as estratégias do Sind Ute, mas uma palavra boa, você pode nos dar, não pode?
Com carinho.
Que Deus a abençoe.
Lu

Anônimo disse...

Bia, olha a resposta do STF p/ mim.
Protocolo de nº 73432
À Senhora
ELENICE VIDAL PRATA
Prezado (a) Senhor (a),

Em atenção à sua manifestação referente à ADI 4167, que questiona dispositivos da Lei nº 11.738/08, instituiu o piso nacional dos professores de ensino básico das escolas públicas brasileiras, permitimo-nos trazer os seguintes esclarecimentos:

O Plenário do Supr emo Tribunal Federal (STF) concluiu no dia 27.04.2011 o julgamento da Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 4167, que trata do piso nacional dos professores da rede pública e sua jornada de trabalho.

Esta Corte julgou a Ação improcedente, sem, contudo, conferir efeito vinculante à decisão quanto ao juízo referente à jornada de trabalho.

O julgamento teve início no dia 06.04.2011, quando por maioria de votos o Plenário reconheceu a constitucionalidade do estabelecimento de um piso nacional para os professores do ensino básico da rede pública, conforme previsto na Lei 11.738/2008.

No segundo dia de julgamento, Suas Excelências os Senhores Ministros do STF decidiram pela improcedência da Ação no que se refere ao § 4º do artigo 2º da lei questionada, dispositivo que diz que, "na composição da jornada de trabalho, observar-se-á o limite máximo de 2/3 (dois terços) da carga horária para o desempenho das atividades de interação com os edu candos".

Com o voto de Sua Excelência o Senhor ! Ministro Cezar Peluso, Presidente do STF, o resultado do julgamento, quanto a este dispositivo - parágrafo 4º do artigo 2º da Lei 11.738/2008 - acabou com cinco votos por sua constitucionalidade e cinco votos por sua inconstitucionalidade, haja vista que Sua Excelência o Senhor Ministro Dias Toffoli declarou-se impedido de julgar a causa, uma vez que atuou na referida Ação quando ocupava o cargo de Advogado-Geral da União.

Em razão do empate de votos, os Senhores Ministros decidiram julgar a ação improcedente, mas sem atribuir efeito vinculante quanto ao que decidido no tocante à jornada de trabalho.

O acórdão da ADI 4167 foi publicado no Diário da Justiça Eletrônico (DJe) em 24.08.11 e pode ser acessado por intermédio do sítio desta Corte (www.stf.jus.br), menu JURISPRUDÊNCIA - INTEIRO TEOR DE ACÓRDÃOS.

Para sua comodidade, segue o endereço eletrônico da referida decisão:

http://redir.stf.jus.br/paginadorpub/paginador.jsp?docTP=AC& docID=626497

Entretanto, para que a decisão produza efeitos é necessário o esgotamento de todas as vias recursais. Ressaltamos, que foram interpostos recursos de embargos de declaração por algumas unidades da federação. Por fim a decisão do plenário do Supremo Tribunal Federal só poderá produzir efeitos após o julgamento dos referidos recursos, que estão sob análise do Ministro Relator, Sua Excelência o Senhor Ministro Joaquim Barbosa.
A Central do Cidadão e Atendimento agradece o seu contato, em nome de Sua Excelência o Senhor Ministro Cezar Peluso, Presidente do Supremo Tribunal Federal. Atenciosamente,
STF

Beatriz Cerqueira disse...

Prezado colega, se uma estratégia jurídica em nossa greve ainda não foi feita, é porque ela não é o melhor caminho neste momento. O motivo do Sind-UTE não recorrer ao STF para uma reclamação tem motivos que foram discutidos em reunião do Comando de Greve e do Seminário com as subsedes realizado no dia 03/09.
Vamos parar de achar defeitos e problemas entre nós. Adotamos todas as estratégias, políticas, jurídicas e de mobilização. A dificuldade de negociação se deve a outros fatores como o perfil e objetivos do atual governo do estado. Quanto à avaliação de que esta greve será decidida nos tribunais, todos os resultados dos tribunais até o momento mostraram que esta greve será decidida pela força de pressão e resistência da categoria.

Professores Espinosa disse...

bia,
Será que não se faz que vc e toda força judiciária do SINDUTE e marque uma audiencia em Brasilia com a presidenta Dilma, com o STF, com o senado e com a camara federal e mostre o que está acontecendo em Minas. Não é possível que todos esses poderes aceitem ser desprestigiados e afrontados pelo governo mineiro. Será o que pensa a presidenta ver sua lei sancionada e aprovada jogada no lixo, bem como o senado e a camara federal, assim como o Supremo que julgou aprovou e publicou o acórdão, ver o que esse governo fora da lei pratica. Acho que eles viriam isso como uma afronta aos poderes federais. Pense, acho que atitude tranquila do sindute está deixando a desejar. É hora de agir com mais força intelectual e pressão. Em Minas, já não acredito que os orgãos da justiça e legislatura resolvam nada. estão todos comprados

Anônimo disse...

Beatriz,

Porque vocês não usam as estratégias daqui de Ipatinga?
Acampamento dentro e fora da prefeitura, greve de fome.
VALE A PENA TENTAR!!!!!!!!!
Converse com a subsede daqui, eles podem ajudar!!!
Renata

Anônimo disse...

É isso aí. Chegamos até aqui e nada nos tirará da greve sem o PISO. Ninguém aqui é sem juízo de voltar sem a vitória! Greve até o piso. E Anastasia que acorde, porque ele está brincando com uma categoria à beira de um ataque de nervos, está pagando para ver até onde vamos, Minas tem história de luta, e ele não deveria mexer com a categoria irada não... Ele vai pagar nosso piso nem que seja vencido pelo cansaço, pois nós estamos incansáveis atrás do nosso direito e só voltamos para a escola com o PISO. Do contrário, greve, greve, greve!!!!!

Beatriz Cerqueira disse...

Prezada Lenita,
organizamos uma estratégia de veiculação de peça publicitária de acordo com as características de cada jornal. Não faremos apenas no Jornal Estado de Minas. Nesta terça, teremos uma veiculação no Super e continuaremos...

Anônimo disse...

BEATRIZ ATENDA O MEU APELO POR FAVOR

Caros representantes das regionais dos sindicatos, acho que vcs deveriam visitar todas as escola e mostrar realmente que é o momento de nos unirmos.
A hora é agora ele quer resultado com o SIMAVE então vamos todos entrar de greve para dar para ele o resultado esperado.
PS: Na minha região que é da 8ª SRE de Concelheiro Lafaiete, na minha escola não temos nem noticias acho que o sindicato tem que fazer visitas e mostrar ou seja, explicar muitos desconhece ate que letra deveria estar por falta de informação, men os informativos chega a escola.
Só assim consegue mais gente para filiar.

Beatriz Cerqueira disse...

Prezado Edivar,
em relação ao contracheque, sugiro que aguarde o próximo mês. De acordo com a Secretaria de Educação o numero de 153 mil foi levantado "manunalmente" pelas Superintendências Regionais de Ensino, de acordo com o documento protocolado por cada servidor.
Atenciosamente,
Beatriz