domingo, 31 de julho de 2011

Em respeito a verdade: o nosso contracheque

Sabemos que o Governo de Minas não paga o Piso Salarial.
O Governo afirma que paga o Piso Salarial ao pagar o subsídio.
A estratégia está clara: nos desmoralizar diante da sociedade e não negociar o cumprimento da Lei 11.738/08.
A melhor maneira de provar o que recebemos é o contracheque.
Faço novamente o apelo aos colegas que possam enviar o último contracheque com o vencimento básico. Quem enviar está nos autorizando a publicá-lo (retiraremos as informações pessoais). Ao enviá-lo faça um rápido histórico como tempo de estado, formação acadêmica. Precisamos de contracheque até as 10:00 desta segunda-feira (dia 01/08).
Obrigada

65 comentários:

César Pedroso disse...

É Bia, agora eles vão pegar pesado, fiquei sabendo através da diretora da minha escola Inês, que a SEE suspendeu todos que iam sair de férias prêmio agora no mês de agosto.Na escola que eu trabalho E.E.Júlia Lopes de Almeida, "muitos" não entraram em greve(que acho uma hipocrisia) porque tinham feito planos de viagem...Temos que intensificar as vizitas nas escolas que não estão paradas, e tentar que parem--no mínimo na quarta-feira pra que consigamos motivá-los na nossa assembléia. Não devemos recuar agora, vamos ocupar e acampar nas metropolitanas "A', "B" e "C", na ALMG. Fica como sugestão na reunião do conselho na 4ª de manhã, por favor coloque essa proposta. Mas não podemos esmorecer agora, "prefiro morrer afogado que morrer na praia". Um abraço pra categoria.

Prof. Geraldo César M. Pedroso

Anônimo disse...

Temos que fazer os varais de contracheques em todos os cantos de minas e também publicá-los em todas as formas de mídias.Os contracheques são provas incontestes da farsa remuneratória do subsídio e da miséria salarial paga aos trabalhadores em educação de MG.
Também podemos fazer as comparações antes e depois do subsídio, em que fica clara a subtração dos direitos adquiridos pela carreira dos efetivos.Os contracheques maquiados são provas da fraude e da má-fé do gov.Anastasia, o fora da lei.

César Pedroso disse...

Bia, acabei de abrir o meu contracheque, tentei mandar pro site do sindute, mas não consegui.Urgentemente, "vocês" poderiam postar no site os passos pra gente enviar, obrigado.

César

Anônimo disse...

Beatriz, bom dia!
Hoje estou triste, pq fiquei sabendo que na cidade de Ipatinga(Vale do Aço) a única escola Estadual que estava totalmente parada:Escola Maurílio Albanese Novaes, retornou às atividades normais hoje(01/08/2011). O sindicato precisa investir na greve no Vale do Aço, pq lá praticamente não existe greve.

Um abraço e força na luta.

Poliana

Anônimo disse...

Beatriz,

Meu contracheque está aparecendo em branco no portal do servidor. Por que isso está ocorrendo?
Obrigada.

Anônimo disse...

Beatriz,
O governo mentiu novamente,hoje, no jornal da Itatiaia. Eles estão sentindo o cerco se fechando contra eles e cada vez se enredam mais numa teia de mentiras. Essa história deles dizerem que vão analisar a possibilidade de designar professores para a vaga dos grevistas, caso não voltemos, há alguma possibilidade de acontecer? Sabemos que isso é ilegal, mas diante do Judiciário que temos fico cismada. O que você tem a dizer sobre isso? Gostei de sua fala no Jornal da Itatiaia. Devemos ficar atentos, mas não retroceder. A sociedade que pressione quem deve ser pressionado - o governo.

Beatriz Cerqueira disse...

Prezado Cesar,
envie o contracheque não através do site do sindicato mas para o e-mail que informei.
Abraço
Beatriz

Jaqueline Carla disse...

Bom dia Beatriz! Engraçado, acordei bem cedo e acessei com facilidade meu contracheque. Ao tentar acessar a página novamente para enviá-lo a vocês, não consegui, pois a página está fora do ar. Será que é algo ocasional ou estratégia do governo?

Rita disse...

Olá, todos que quiserem mandar o contracheque e não conseguem:
depois de abrir o contracheque, aperte as teclas CTRL+P do seu computador. Escolha a opção "salvar PDF" na janela que vai abrir. Escolha uma pasata onde deve ser salvo e clique em "OK". Depois é só anexar o PDF no e-mail, assim como acabei de fazer agora pouco.
Essa dica serve para qualquer navegador de internet.
E força a todos até o pagamento do piso.
Rita

Anônimo disse...

O portal do servidor...não serve....não abre.....enrolado igualzinho o governo.....
Elenice Vidal Prata

Anônimo disse...

Bom dia gente,
eu "hoje" fui dormir tarde, então consegui enviar meu cc para Bia- às 01:30min (madrugada). Professores lindo de MG nós vamos desmascará esse governo, acabar com a farsa dele. Não recuem, ligue seus colegas, façam eles enxergar com seus olhos a realidade e vms parar BH quarta- feira, acabar com esse "cara"almofadinha ai!!!

Anônimo disse...

Bia,
Parabéns ao Sindicato por ouvir a nossa prece! Tantas vezes afirmamos que bastaria publicarmos os nossos contracheques porque eles falam por nós, eles revelam toda a VERDADE em relação ao salário pago pelo desgovernador. Não precisamos mais ficar discutindo com a imprensa que esse AnastAZIA e sua cúpula são MENTIROSOS, pois agora a máscara caiu! Todos já sabem quem fala a VERDADE E QUEM MENTE! Todos já sabem que nós EDUCADORES NÃO TEMOS PISO SALARIAL. Que o governador de Minas é um FORA DA LEI! E agora Governador, vai continuar MENTINDO ou vai CUMPRIR A LEI, PAGAR O NOSSO PISO?!

PROF. PEDRO LUIZ disse...

MEU DEUS DO CÉU, OPTEI PELA CARREIRA ANTIGA E ABRÍ HJ MEU CONTRA CHEQUE, DOU 24 AULAS E VOU RECEBER O ABSURDO DE R$ 1.168,00, COMO CUIDAREI DE MEUS DOIS FILHOS, MAS NÃO RECUAREI NA LUTA POIS RALEI MUITO PARA PAGAR MEUS ESTUDOS, ESCOLHI SER PROFESSOR PORQUE MINHA MÃE DEDICOU SUA VIDA Á EDUCAÇÃO DO ESTADO, APOSENTOU EM 2000, MORREU EM 2001, CUIDOU A VIDA TODA DE FILHOS DOS OUTROS E NÃO CONHECEU SEUS NETOS, GOVERNADOR VOTEI EM VC NÃO NOS ABANDONE AGORA, SOMOS A VACINA DESSA SOCIEDADE QUE ESTÁ DOENTE.

Anônimo disse...

Que beleza! Cortou nosso salário. Que beleza governador, agora vai arrumando professores para nos substituir nas reposições, POIS NÃO VAMOS REPOR. GOVERNO COVARDE!!!!!

Anônimo disse...

Divino - MG
Beatriz,
o que o sindicato está esperando para entrar com mandato de segurança contra o estado, pedindo direito de resposta as mentiras a respeito do piso,divulgadas na mídia?
Ou já foi feito?

Anônimo disse...

Bia,
Desde que levantei hoje estou tentando abrir o site do portal para ver meu contracheque e ele está fora do ar. Será por que heim????

Julius disse...

Acabei de olhar o contraceque desse mes. Tenho 2 cargos de 24 horas cada e tive um corte de 46 aulas em cada cargo. Mesmo assim não podemos desistir!

Professor Odair José disse...

COMPANHEIROS DE LUTA, BOM DIA!

Nesse final de semana tivemos a oportunidade de assistirmos mais um ATO COVARDE DO (DES) GOVERNO DE MINAS, marca registrada do anestesista.
Com a maior cara de pau, gasta o suado dinheiro do contribuinte mineiro... e agora TENTANDO DESESTABILIZAR A NOSSA GREVE . MENTE MAIS UMA VEZ PARA A SOCIEDADE MINEIRA, E O PIOR TENTANDO DESQUALIFICAR O NOSSO SINDICATO E MENOSPREZANDO A INTELIGÊNCIA DE TODOS OS MINEIROS. SERÁ SE NÓS EDUCADORES NÃO SABEMOS O QUE É MELHOR PARA NÓS?
SERÁ SE NÓS NOS DEIXAMOS SER MANIPULADOS?
SERÁ SE NÃO SABEMOS A DIFERENÇA DE PISO E SUBSÍDIO?
Sr. dês(governo), nos poupe, o povo mineiro, não vai cair nesse golpe baixo. E FALAR QUE A GREVE DOS EDUCADORES É MOTIVAÇÃO POLÍTICA. Sr. (DES) GOVERNO , VSA. REALMENTE SABE O QUÉ É POLÍTICA?
TODA AÇÃO QUE POSSA CONSERVAR OU MUDAR ALGO , ISSO É POLÍTICA ,Sr. (DES)GOVERNO... TODOS NÓS SOMOS CIDADÃOS POLÍTICOS.

AGORA, EXPERIMENTE SOBREVIVER UM MÊS COM ESSE SALÁRIO (MENTIROSO) PROPAGADO POR VSA. QUE DIZ QUE O PROFESSOR MINEIRO NÃO GANHA MENOS DE R$1000,00 MENSAL. ALÉM DE VERGONHOSO PORQUE O VALOR PROPAGANDO É MISERÁVEL , AINDA É MENTIRA...BASTA QUALQUER PESSOA OLHAR OS CONTRA CHEQUES DOS PROFESSORES...
A NOSSA GREVE É LEGÍTIMA, É LEGAL, É NECESSÁRIA...REIVINDICAMOS DIGNIDADE!
Companheiros, não tenho duvidadas que essa ação desequilibrada , desesperada do (dês)governo vai mexer com os brios dos colegas que ainda não aderiram ao nosso movimento. A GREVE FORTALECE! COM LUTA, COM GARRA , O PISO SAI NA MARRA!
É HORA MOSTRARMOS A FORÇA DO EDUCADOR MINEIRO! A POLITICAGEM COVARDE DO ( DES)GOVERNO DE MINAS NÃO HÁ DE NOS INTIMIDAR.
PS. Para o (dês)governo não esquecer :NÓS SABEMOS A DIFERENÇA ENTRE POLÍTICA E POLITICAGEM E A FORMA COMO MINAS ESTÁ SENDO CONDUZIDA É SIM UMA POLITICAGEM.(Ação de uns poucos , que querem viver da miséria dos demais...)
ESPERAMOS UMA ASSEMBLÉIA LOTADA NO DIA 03 DE AGOSTO.
FORÇA NA LUTA...! E ATÉ A VITÓRIA.
Professor Odair José – Montes Claros

Anônimo disse...

Olá caros professores,

Quer dier que agora eu sou mentiroso???

o Governo além de não cumprir uma lei federal, mente descaradamente e , ainda, me imputa atos que não cabem a mim.? Mesmo tendo provas contra ele??

Não cabe processo de injúria ou calúnia neste caso????

E a minha desmoralização, sendo que o sem moral é ele???

como fica???

como fico diante de meus vizinhos, alunos e sociedade???

EU SOU O MENTIROSO????

Além de não cumpri uma lei gerando transtorno, vai me causar danos morais????

Beatriz, a quem devemos processar???

Não sou mentiroso, não recebo piso salarial, não recebo nem minha vantagens por lei.

COMO FICA ESSA SITUAÇÃO???

Se ele pode trangredir a lei, posso eu também.já que ele que deveria dar o expmlo e não dá, eu deveria dar exemplos, sem exemplo?

Professor Felipe dos Santos

Escola EtadualOlegário Maciel

Mr. Tilt's disse...

cara beatriz,
cortaram o salário, estou entrando em contato com o promotor de minha cidade para esclarecimento, uma vez que a liminar do desembargador, disse que caberia recurso, desta maneira sugiro a todos que apresentem a lei de greve http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L7783 e o parecer do stf sobre a adequação do funionário público a tal lei http://colunas.imirante.com/platb/gastaovieira/2011/04/05/integra-da-decisao-do-supremo-sobre-greve-dos-professores-do-maranhao/
Além da jurisprudÊncia no Rio de Janeiro. Afinal, Minas gerais faz parte do Brasil?

julia disse...

Olá Bia!
Hoje fomos as escolas para levar o boletim e cartaz da assembléia dia 2 aqui em Leopoldina. Sai meio desanimada de casa, mas quando cheguei na minha escola fomos super bem recebidos tendo como notícia a paralisação do turno da manhã e nos pediram para ir a tarde junto com alguns professores da manhã para tentar paralirar o turno da tarde.
Os colegas estão revoltados com o velho salário e com a notícia de sábado.
O tiro está saindo pela culatra.
E AGORA OU NUNCA. QUE DEUS NOS DÊ FORÇAS E CORAGEM PARA ENFRENTAR ESSE TUCANO.
NEM O DIABO QUIZ ELE NO INFERNO.KKK...
ATÉ DIA 03/08 NA LUTA EM BH.
Profª Julia Senra Leopoldina

Anônimo disse...

E agora, JUSTIÇA MINEIRA? Como fica a situação do servidor mineiro, com a maior prova de que precisava, o contracheque. Vejam os salários de miséria! Como procederá a IMPRENSA E A JUSTIÇA? Estamos todos aguardando, quem vai se pronunciar, quem vai confrontar o discurso do Sindicato com o discurso do Governo, agora? Mas com o contracheque dos servidores nas mãos.

Débora Martins disse...

Bia, o portal não abre...

César Pedroso disse...

É Pedro, eu nem isso recebi, pois cortaram o meu pagamento porque estou de greve desde o início sozinho na minha escola, mas nunca abaixei a minha cabeça e, também nunca votei em candidatos do PSDB. Agora é segurar as consequências de seu voto!!!!

Anônimo disse...

PARABÉNS PELA INCIATIVA DE ENVIAR OS JORNAL DA REALIDADE DA EDUCAÇÃO DENTRO DOS JORNALECOS MINEIROS.MUITO BOA ESSA AÇÃO.

Anônimo disse...

Gente, além de fora da lei o governo dá um tiro no próprio pé. Mostra à todos como mente de forma deslavada. Voltei para a carreira antiga e tá lá: cadê o piso? Cadê que já paga mais que o piso? Que falta de vergonha! E também não vamos repor esses dias cortados. O governo que se vire para contratar substitutos para trabalhar sábados e feriados. Bia, coloque isso na Assembléia do dia 03/08, encoraje a categoria à não repor. A voz do sindicato será muito importante nesse momento. E o fato de não repormos será no mínimo vergonha na nossa cara, dignidade, respeito para conosco mesmos, uma resposta ao governo. Mostre a categoria que não temos que repor faltas/greve uma vez que tivemos esses dias cortados. Sem piso não pisamos nas escolas e com corte de pagamento não vamos repor os dias parados. Esse governinho precisa nos respeitar. GREVE ATÉ O PISO!

Anônimo disse...

Cortaram nosso salário!!!!!!! não vamos repor nadaaaaaaaaaaaaaa

CELSO - MONTES CLAROS disse...

Número do processo: 1.0024.08.942689-4/002(1)Númeração Única: 9426894-02.2008.8.13.0024
Processos associados:clique para pesquisar
Relator:Des.(a) ALEXANDRE VICTOR DE CARVALHO
Relator do Acórdão:Des.(a) ALEXANDRE VICTOR DE CARVALHO
Data do Julgamento:23/03/2011
Data da Publicação:29/04/2011

INCIDENTE DE INCONSTITUCIONALIDADE. ARTIGO 7º, INCISO V DA LEI COMPLEMENTAR 100/07 DO ESTADO DE MINAS GERAIS. PROFESSOR. FUNÇÃO PÚBLICA. TITULARIZAÇÃO EM CARGO EFETIVO. INCLUSÃO NO REGIME PRÓPRIO DE PREVIDÊNCIA DO ESTADO. AFRONTA AOS ARTIGOS 37, II E 40, §§ 13 E 14 DA CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA. INCONSTITUCIONALIDADE DA NORMA DECLARADA INCIDENTALMENTE. - Ao transformar em titular de cargo efetivo, sem submissão a concurso, servidor ocupante da denominada ""função pública"", o artigo 7º, inciso V, da Lei Complementar nº 100/07 viola frontalmente o artigo 37, II, da Constituição Federal, que estabelece depender a investidura em cargo ou emprego público de aprovação prévia em concurso público de provas ou de provas e títulos, de acordo com a natureza e a complexidade do cargo ou emprego, na forma prevista em lei, ressalvadas, apenas, as nomeações para cargo em comissão declarado em lei de livre nomeação e exoneração. - Noutro vértice, se o dispositivo pretende incluir no regime próprio de previdência do Estado servidor não titular de cargo efetivo, afronta o artigo 40, §§ 13 e 14 da Constituição da República, que vincula os servidores ocupantes, exclusivamente, de cargo em comissão declarado em lei de livre nomeação e exoneração bem como de outro cargo temporário ou de emprego público, ao Regime Geral de Previdência Social - Rel. Des. Herculano Rodrigues, publicação em 12 de fevereiro de 2010).

Colega, observe este parecer. Já foi julgado inconstitucional desde 2009 o artigo 7º, inciso V, da Lei Complementar nº 100/07. Pesquise pelo número do processo e encontrará na Net.
Veja com um advogado, pois este artigo fala da efetivação sem concurso. Enfim, não sei nada de direito, mas creio queo Governo está enganando os efetivados prometendo direitos que eles não possuem.
Não desanime nem acredite em tudo que o governo publica. Busque seus direitos.
ALGUÉM SABE ME DIZER, PORQUE ESTA LEI NÃO FOI CUMPRIDA? E REFLITAM COMIGO: SE O DESGOVERNADOR NÃO CUMPRIU ESTA LEI, SERÁ QUE ELE CUMPRIRÁ A LEI DO PISO?
DEVEMOS NOS MOBILIZAR E LUTAR PELA LEI COMO UM TODO. ACABAR COM A LEI 100 E EXIGIR O PAGAMENTO DO PISO IMEDIATAMENTE. SOBRETUDO AGORA EM QUE MILHARES DE PAIS DE FAMÍLIA ESTÃO PERDENDO SEUS EMPREGOS POR CAUSA DESTA REMOÇÃO DESLEAL E ILEGAL DOS EFETIVADOS. DEVEMOS FAZER ALGO, OU CASO CONTRÁRIO NOSSO MOVIMENTO SERÁ CONDENADO PELO CRIVO DA HISTÓRIA.

CELSO - MONTES CLAROS disse...

Número do processo: 1.0024.08.942689-4/002(1)Númeração Única: 9426894-02.2008.8.13.0024
Processos associados:clique para pesquisar
Relator:Des.(a) ALEXANDRE VICTOR DE CARVALHO
Relator do Acórdão:Des.(a) ALEXANDRE VICTOR DE CARVALHO
Data do Julgamento:23/03/2011
Data da Publicação:29/04/2011

INCIDENTE DE INCONSTITUCIONALIDADE. ARTIGO 7º, INCISO V DA LEI COMPLEMENTAR 100/07 DO ESTADO DE MINAS GERAIS. PROFESSOR. FUNÇÃO PÚBLICA. TITULARIZAÇÃO EM CARGO EFETIVO. INCLUSÃO NO REGIME PRÓPRIO DE PREVIDÊNCIA DO ESTADO. AFRONTA AOS ARTIGOS 37, II E 40, §§ 13 E 14 DA CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA. INCONSTITUCIONALIDADE DA NORMA DECLARADA INCIDENTALMENTE. - Ao transformar em titular de cargo efetivo, sem submissão a concurso, servidor ocupante da denominada ""função pública"", o artigo 7º, inciso V, da Lei Complementar nº 100/07 viola frontalmente o artigo 37, II, da Constituição Federal, que estabelece depender a investidura em cargo ou emprego público de aprovação prévia em concurso público de provas ou de provas e títulos, de acordo com a natureza e a complexidade do cargo ou emprego, na forma prevista em lei, ressalvadas, apenas, as nomeações para cargo em comissão declarado em lei de livre nomeação e exoneração. - Noutro vértice, se o dispositivo pretende incluir no regime próprio de previdência do Estado servidor não titular de cargo efetivo, afronta o artigo 40, §§ 13 e 14 da Constituição da República, que vincula os servidores ocupantes, exclusivamente, de cargo em comissão declarado em lei de livre nomeação e exoneração bem como de outro cargo temporário ou de emprego público, ao Regime Geral de Previdência Social - Rel. Des. Herculano Rodrigues, publicação em 12 de fevereiro de 2010).

Colega, observe este parecer. Já foi julgado inconstitucional desde 2009 o artigo 7º, inciso V, da Lei Complementar nº 100/07. Pesquise pelo número do processo e encontrará na Net.
Veja com um advogado, pois este artigo fala da efetivação sem concurso. Enfim, não sei nada de direito, mas creio queo Governo está enganando os efetivados prometendo direitos que eles não possuem.
Não desanime nem acredite em tudo que o governo publica. Busque seus direitos.
ALGUÉM SABE ME DIZER, PORQUE ESTA LEI NÃO FOI CUMPRIDA? E REFLITAM COMIGO: SE O DESGOVERNADOR NÃO CUMPRIU ESTA LEI, SERÁ QUE ELE CUMPRIRÁ A LEI DO PISO?
DEVEMOS NOS MOBILIZAR E LUTAR PELA LEI COMO UM TODO. ACABAR COM A LEI 100 E EXIGIR O PAGAMENTO DO PISO IMEDIATAMENTE. SOBRETUDO AGORA EM QUE MILHARES DE PAIS DE FAMÍLIA ESTÃO PERDENDO SEUS EMPREGOS POR CAUSA DESTA REMOÇÃO DESLEAL E ILEGAL DOS EFETIVADOS. DEVEMOS FAZER ALGO, OU CASO CONTRÁRIO NOSSO MOVIMENTO SERÁ CONDENADO PELO CRIVO DA HISTÓRIA.

Anônimo disse...

Beatriz,
Enviei um texto para o quadro "PROTESTE JÁ" do programa CQC da BAND falando sobre nossa greve. Não sei se vc conhece, eles visitam as cidades que denunciam problemas com governantes e todos que eu assisti eles conseguiram resolver. Pense bem, é tudo que precisamos, um espaço grande e GRATUITO na MÍDIA TELEVISIVA.
CONVOCO aos colegas que postam seus recados aqui, a entrarem no site:cqc.band.com.br e deixarem suas denúncias lá e passar a ideia adiante para o máximo de colegas que puderem.
"A UNIÃO FAZ A FORÇA" Meu texto sozinho pode não surtir efeito, mas, se todos enviarem, ganharemos credibilidade.
Beatriz, se vc acha a ideia válida, divulgue tb, tá?
E um favor: avisem-me através de posts aqui, se enviaram, ok? Quero saber.
Abraços a todos.

Ana

Anônimo disse...

O corte de salário-já era esperado!

Escolas com fura-greve- defendendo seu mísero salário- Não é novidade desde 2010

Mídia comprada- qual é a novidade nisso?

Falta de respeito dos representantes do governo-
Nada de novo nisso!

Praça da ALMG- GREVE! greve! GREVE!
Essa última é a novidade! GREVE! greeeeeve!!!

O que nós devemos temer? Tudo q tinha que ser feito foi feito!
Só nos resta; NÃO FUGIR À LUTA!!!
E temos AQUI UM ESPAÇO SÓ NOSSO!!

Hoje na minha região mais uma escola q estava funcionando (mais ou menos) pois uns aderiram outros não, RESOLVER PARALISAR A PARTIR DE HOJE!

E repito: cortaram nosso salário NÃO vamos repor os dias parados!

Anônimo disse...

Parabéns ao Sind-UTE pelo encarte colocado no jornal "Super Notícias"! Sou professor da rede municipal de Contagem e hoje tive a oportunidade de fazer uma reflexão com os alunos dos 8° e 9° anos através desse encarte. Como muitos desses alunos tem parentes na rede estadual, mostrei a eles o verdadeiro "valor" que esse governo dá a educação e a seus professores! Todos concordaram com a greve. Penso que todos que trabalham em alguma rede municipal deveriam fazer esse debate em sala de aula. Um abraço a todos!
Prof. Eduardo

Maria Amélia disse...

Cara Beatriz, antes nenhum professor tinha coragem de revelar o seu voto nesse FORA DA LEI, agora que viram o que significa esse GOVERNO, admitem o engano que cometeram. Pelo menos esse pecado não levo comigo. Mas tudo bem, consciência política se adquire ainda que na marra. Mas é isso ai, se votaram agora têm um motivo a mais para cobrar. Vamos continuar a nossa luta e que Deus nos ajude a suportar o corte nos sálarios. As ameaças. A ignorância de muitos.
"OUSAR LUTAR, OUSAR VENCER". Abraços.

Anônimo disse...

tentei tbém acessar a página do contra chegue e não abre!!!Claro que estratégia do governo!!
Maria do carmo

Anônimo disse...

consegui agora abrir meu contra chegue!!descontou 658,00 de falta greve?precisarei pagar issoja que descontou?

Rodrigo Souza disse...

Boa noite!
Bia, podiamos aproveitar esse momento de corte de ponto e fazer um ato onde podemos recolher alimentos não pereciveis nas grandes cidades de minas. O que acha? professores sem pagamento professores sem alimento. Abraço

Anônimo disse...

Acho que o governador somente poderá negociar se o SIND-UTE agir com mais firmeza e usar da realidade para provar que não estamos recebendo o Piso salarial. Acho que deveriam abrir um contra cheque em rede nacional porque as pessoas que estão de fora acham que os professores estão sendo bem remunerados sim. Só não entendi porque o sindicato não negociou o piso e nos deixou até então recebendo pelo subsídio. Tive um desconto de 768,13 em meu pagamento neste mês em relação ao mês passado e até quando vai ficar assim? Claro que assim como outros funcionários também não estou satisfeito.

delduque disse...

Cara Beatriz, isso não é um comentário, mas algo para nós refletirmos. É importante levar a greve até depois do dia 10. No dia 10 termina o prazo para optar pelo plano antigo. Para o governo, menos gente no plano antigo, melhor. No dia 10 é que ele vai ter o levantamento dos custos e apresentar alguma proposta. A próxima assembléia deverá ser dia 11. Um abraço. Delduque.

Anônimo disse...

companheiros do 1º ao 5º ano, pelo amor de DEUS! Precisamos entrar na luta! Voltar para a carreira antiga, imediatamente, e entrar nessa GREVE. VOCÊS SÃO IMPORTANTES E TAMBÉM FAZEM PARTE DA CARREIRA.

Mirtes disse...

Parabéns, Bia! Com a publicação dos contracheque fica provado quem é o pinóchio desse tensinamento que a Educação de Minas vivencia. Quem sabe o Governo venha dizer publicamente que o nosso contracheque é mentiroso, o seu conteúdo, não condiz com o salário pago pela 2ª maior economia do país.

Anônimo disse...

bia,
o sindicato precisa apresentar nosso contracheque no horário nobre, bem grande, grifado, será um golpe definitivo na MENTIRA do governo. Não há argumento contra uma prova como esta...

Anônimo disse...

Vou enviar o meu contracheque vergonhoso.
Leopoldina está de greve, Beatriz!

Abraço,

Rodolfo.

Anônimo disse...

È Beatriz. parece que estra greve vai ter uma conquista histórica: redução de salário.
E Agora, o que o sindicato vai fazer com isso tudo???
vamos ter o salário diminuído???

Antônio Augusto disse...

Gente, ainda vivemos no Brasil tirano?Por que em Minas a mídia morre de medo desse desgoverno?Um aluno me disse que o pai dele foi demitido da emissora porque falou mal do governo. Meu Deus! Que país é esse onde uma Constituição Estadual está acima de uma Federal.

Anônimo disse...

Beatriz,
conforme fala do vice-governador, hoje(02/07/11), no jornal da Itatiaia(1ª edição), uma lei de nível nacional, (ele se referia à lei do PISO) não pode provocar a situação que se encontra a educação em Minas, hoje. Que temos que sentar e negociar respeitando as condições do estado. Pergunte a ele, no momento em que apresentar a PROPOSTA DESRESPEITOSA E MENTIROSA que tem em mente, porque não recorre ao governo federal, que já propôs completar a receita que faltar para pagar o PISO, já que ele insinuou na fala de hoje que o estado não tem recursos para pagar.
Eles querem nos ludibriar e forçar-nos a voltar para a sala de aula a todo custo e para isso substimam a lei federal e pensam que o estado de Minas pode agir soberanamente, no que diz respeito ao cumprimento de leis.Até a CF ele tem a ousadia de desrespeitar. Não tem desconfiômetro mesmo, esse governo. É tolo e pensa que também o somos. Penso que já passou da hora de uma intervenção federal nesse estado, em que a CF é desrespeitada a todo momento e nada é feito.

Anônimo disse...

Bom dia Beatriz!

Por que não tem nada no seu Blog nem no site do Sindute sobre o corte do pagamento dos dias não trabalhados no mês de junho? Já que o governo cortou o ponto nós não temos que repor esses dias correto?

Beatriz Cerqueira disse...

Prezado colega,
a questão do corte do ponto está no nosso site. Veja os Informas 37 e 38. Além de estar no site, é enviado para toda a nossa mala direta de e-mail.
Atenciosamente,
Beatriz

Anônimo disse...

DENUNCIA
Entrei com pedido de mudança para o regime antigo de remuneração desde o dia 17 de Abril e até hoje, nada. O meu contra cheque ainda veio como subsídio. Não fui reposicionada até hoje.Moro em Ipatinga e superintendência é a de Cel Fabriciano. Já fui até lá e quem me atendeu afirmou que esse mês meu contra-cheque já viria reposicionado na carreira antiga, mas não veio. O que devo fazer? Protocolar um outro pedido de mudança? Estou ficando ansiosa com a demora.( tenho o protocolo do pedido).Beatriz, por favor, me dê uma resposta.( Maria Helena)

Anônimo disse...

Sem salário, sem reposição.

Anônimo disse...

Cara Beatriz, fale amanhã sobre a não reposição dos dias cortados. Seria interessante que toda a categoria não pagasse esses dias cortados, seria uma resposta à nossa indignação ao governo. Eu eu te peço: NÃO PROPONHA FIM DE GREVE SEM O PISO, POIS SE NA GREVE O GOVERNO FINGE DE MORTO, SEM GREVE ELE ESQUECERÁ QUE EXISTEM PROFESSORES EM MG! Greve até o piso!!!!!!!!

Anônimo disse...

COLEGAS, pq não estão postando no site do CQC? Eu deixei o site pra vocês, fiz meu post, a Cris tb e mais uma colega, mas, só três pessoas é muito pouco!
Vamos engrossar essa fileira para que sejamos ouvidos!
E vc Bia, fez seu post?
VAMOS GENTE, VAMOS AGIR.

Ana

chris disse...

Boa tarde a todos. Sou de Montes Claros e a escola que trabalho ainda resiste à greve. Mas, além desse fato lamentavel, mais ainda é saber que colegas nossos acreditam no que o Governo coloca na midia.
Acorda colegas educadores!

PACHECAO disse...

boa tarde gente! já que o governo atua como tirano cortando o ponto porque não todos nós os grevistas tirarem licença saude e tera que fazer dois pagamentos um nosso e outro dos que assumerem as aulas.

benhur disse...

Acordão do STF ???? Greve !!!!! Força galera!!!

Wilma - São Miguel do Anta - MG disse...

Bia,
A partir do dia 03 de agosto, nós Educadores da E.E. Pedro Lessa - São Miguel do Anta, estaremos em GREVE. É importante unirmos e lutarmos para que o governador nos atenda e PAGUE LOGO O NOSSO PISO! Unidos venceremos esta BATALHA!

CARLOS - MONTES CLAROS disse...

Número do processo: 1.0024.08.942689-4/002(1)Númeração Única: 9426894-02.2008.8.13.0024
Processos associados:clique para pesquisar
Relator:Des.(a) ALEXANDRE VICTOR DE CARVALHO
Relator do Acórdão:Des.(a) ALEXANDRE VICTOR DE CARVALHO
Data do Julgamento:23/03/2011
Data da Publicação:29/04/2011

INCIDENTE DE INCONSTITUCIONALIDADE. ARTIGO 7º, INCISO V DA LEI COMPLEMENTAR 100/07 DO ESTADO DE MINAS GERAIS. PROFESSOR. FUNÇÃO PÚBLICA. TITULARIZAÇÃO EM CARGO EFETIVO. INCLUSÃO NO REGIME PRÓPRIO DE PREVIDÊNCIA DO ESTADO. AFRONTA AOS ARTIGOS 37, II E 40, §§ 13 E 14 DA CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA. INCONSTITUCIONALIDADE DA NORMA DECLARADA INCIDENTALMENTE. - Ao transformar em titular de cargo efetivo, sem submissão a concurso, servidor ocupante da denominada ""função pública"", o artigo 7º, inciso V, da Lei Complementar nº 100/07 viola frontalmente o artigo 37, II, da Constituição Federal, que estabelece depender a investidura em cargo ou emprego público de aprovação prévia em concurso público de provas ou de provas e títulos, de acordo com a natureza e a complexidade do cargo ou emprego, na forma prevista em lei, ressalvadas, apenas, as nomeações para cargo em comissão declarado em lei de livre nomeação e exoneração. - Noutro vértice, se o dispositivo pretende incluir no regime próprio de previdência do Estado servidor não titular de cargo efetivo, afronta o artigo 40, §§ 13 e 14 da Constituição da República, que vincula os servidores ocupantes, exclusivamente, de cargo em comissão declarado em lei de livre nomeação e exoneração bem como de outro cargo temporário ou de emprego público, ao Regime Geral de Previdência Social - Rel. Des. Herculano Rodrigues, publicação em 12 de fevereiro de 2010).

Colega, observe este parecer. Já foi julgado inconstitucional desde 2009 o artigo 7º, inciso V, da Lei Complementar nº 100/07. Pesquise pelo número do processo e encontrará na Net.
Veja com um advogado, pois este artigo fala da efetivação sem concurso. Enfim, não sei nada de direito, mas creio queo Governo está enganando os efetivados prometendo direitos que eles não possuem.
Não desanime nem acredite em tudo que o governo publica. Busque seus direitos.
VAMOS ACABAR COM O DESGOVERNO DO DESGOVERNANDOR. TEMOS DE EXIGIR O FIM DA LEI 100 E O PAGAMENTO DO PISO SALARIAL NACIONAL. NÃO HÁ COMO EXIGIRMOS APENAS O CUMPRIMENTO DE PARTE DA LEI E DESCONSIDERAR A OUTRA PARTE. O GOVERNO JÁ DISSE PARA AS SUPERINTENDENCIAS QUE ASSIM QUE A GREVE ACABAR IRÁ PUBLICAR LEIS COMPLEMENTARES QUE IRÁ EQUIPARAR DE VEZ OS EFETIVADOS PELA LEI 100. ISSO É UM ABSURDO. E SE O SINDIUTE PERMITIR ISSO, ESTAREMOS TOTALMENTE DESAMPARADOS. AÍ É QUE O CONCURSO NÃO SAIRÁ MESMO. TEREMOS DE PRESTAR CONCURSO E IR PARA AS ZONAS RURAIS TRABALHAR COM CARGOS FRACIONADOS, ENQUANTO OS EFETIVADOS PELA LEI 100 FICAM NAS CIDADES TRABALHANDO SEM HABILITAÇÃO COM OS CARGOS BEM COMPLETOS. ACORDA SINDIUTE. ACORDA MINAS. ACORDA BRASIL.
(FAVOR PUBLICAR E COMENTAR, UMA VEZ QUE AS OUTRAS QUE ENVIEI NÃO FOI NEM PUBLICADO NEM COMENTADO)
GRATO!

Anônimo disse...

Adorei a publicação do contracheque lá no site do Sindiute!!Agora vincular em todas as mídias!!principalmente depois da propaganda do Sr. Governador!!

Anônimo disse...

Cara Beatriz,

Fui informado de que hoje a SEE convocou todos os diretores das Escolas Estaduais da RMBH para uma reunião. Pelo que me contaram, rolaria uma "pressãozinha" em cima dos Diretores para ajudarem a acabar com a greve. Gozado para quem afirmava que não mais de 2% da rede estava parada,não é mesmo??
Contudo, vos chamo a atenção para o seguinte: mesmo justificada e louvável a atual greve, essa indefinição já não durou tempo demais?? O que o Governo anda colando na mídia e anda fazendo com o Magistério já estava delineado desde seu primeiro encontro com a Profa. Gazzola, que mal instalada no cargo já vos chamou para conversar. Das duas uma: ou tentaria colocar mais ou menos sob controle o SindUte com essa "abertura" e "manutenção" de dialógo para que situações como a de 2010 que decerto pôs a perigo as pretensões eleitorais do atual Governo não surgissem novamente ou caso acontecessem o Governo usaria como argumentos a intransigência e a falta de dialógo da representação dos professores para tratarem seus pleitos. E ao que parece o que está dando no momento é a segunda hipótese. Antes de deflagada a atual greve deveria ter sido feita uma prévia demolição dos argumentos ora usados pelo Governo, pois era obvio que o subsídio seria usado para "informar" a opinião pública que Minas cumpre a Lei Federal. O informativo que SindUte distribuiu agora deveria ter sido feito no começo da atual greve.
E agora face aos descontos que os professores estão tendo, o que o SindUte pretende fazer além de recorrer a decisão da Justiça que negou a suspensão dos descontos?? Os bravos professores que levam essa greve com uma vontade admirável não podem viver só de promessas de uma vitória que parece que nunca chega. Não desmerecendo o instrumento da greve, mas durar assim indefinidamente, parecendo uma guerra de trincheiras à la 1ª guerra mundial não é interessante para os interesses do Magistério. É possível sim o êxito da atual greve, mas a que preço para os professores?? Não esqueça da responsabilidade social que o professor tem para com a sociedade, mesmo que nos tempos de hoje ela não reconheça isso na formação moral e intelectual de seus filhos e filhas.
No mais, pelo que tudo indica, essa querela vai ser resolvida nos tribunais. E rogo que seja a favor do Magistério.

Luciano

Anônimo disse...

ATENÇÃO GUERREIROS: NÃO VAMOS NOS ILUDIR COM QUALQUER TENTATIVA DE FALSAS PROMESSAS, LUDIBRIAÇÕES, PROPOSTAS DE FIM DE GREVE SEM O PISO. É O PISO OU O PISO. QUALQUER OUTRO ACORDO DEVE SER NEGADO PELA CATEGORIA. CHEGA DE PALHAÇADA. JÁ QUE ESTAMOS NA CHUVA VAMOS MOLHAR. E NÃO VAMOS MENDIGAR O SALÁRIO DE JULHO PARA ESSE GOVERNO. SIMPLESMENTE NÃO VAMOS REPOR OS DIAS PARADOS E DEIXÁ-LO NA MÃO. QUE ELE SE VIRE.

Anônimo disse...

Beatriz,
achei ótima a ideia do Rodrigo de Souza( recolher alimentos não perecíveis nas grandes cidades de Minas). Mas penso que em vez de ser apenas nas grandes cidades de Minas, deveria ser também em Brasília, na porta do Palácio do Planalto, na frente do MEC, do Congresso Nacional,do STF, pois assim chamaríamos a atenção para nós em nível nacional.Talvez assim a sociedade e o governo federal vê a situação caótica em que se encontram os trabalhadores em educação em Minas. Devemos fechar o cerco, pois parece que estamos na reta final dessa greve. Pense na proposta e se possível apresente-a na assembleia de amanhã.

Anônimo disse...

Bom dia Bea,
Deus a ilumine na condução da assembléia de hoje. Continue firme e forte!
SEM PISO NINGUEM PISA NA ESCOLA!
Gostaria de saber qual Tribunal julgou inconstitucional a Lei 100 que o Carlos de M.Claros postou.
Grata!
Maria da Glória

Anônimo disse...

Beatriz,
achei ótima a ideia do Rodrigo de Souza( recolher alimentos não perecíveis nas grandes cidades de Minas). Mas penso que em vez de ser apenas nas grandes cidades de Minas, deveria ser também em Brasília, na porta do Palácio do Planalto, na frente do MEC, do Congresso Nacional,do STF, pois assim chamaríamos a atenção para nós em nível nacional.Talvez assim a sociedade e o governo federal vê a situação caótica em que se encontram os trabalhadores em educação em Minas. Devemos fechar o cerco, pois parece que estamos na reta final dessa greve. Pense na proposta e se possível apresente-a na assembleia de amanhã.(2)

adorei a ideia!tem muitos professores que voltam por não ter realmente o que alimentar seus filhos!!Hoje é muito comum o professor abastecer sua casa somente com o sala´rio do estado, sem receber fica como? por isso que muitos voltam!!é o meu caso, não tenho outro tipo de renda!!estou resistindo mas não sei ate quando aguento!poderia fazer hj na assembleia a proposta para amanhã já começar!!com certeza segurará muitas famílias!!
OBS. NÃO SÓ NAS GRANDES CIDADES,EM TODAS AS CIDADES DE MINAS!!
Maria do Carmo

Anônimo disse...

Na Assembléia de hoje(03/08) em BH está o futuro do nosso movimento. Eu penso que a greve deve continuar. O governo não aguenta mais 10 dias. O ano letivo já está comprometido mesmo. O corte do ponto já foi feito. Eu não pretendo repor esses dias cortados.
Abraço!

Anônimo disse...

Boa noite a todos!
É incrível esse nosso governo:
- Tem dinheiro (bilhões!) para investir em estádios de futebol;
- Tem dinheiro (bilhões!) para construir uma cidade administrativa;
- Tem dinheiro para cumprir a lei e pagar aos nossos digníssimos deputados estaduais os 75% do salário de um deputado federal;
- Tem dinheiro pra fazer propagandas a todo instante, em todas as mídias: tv, jornal, rádio e etc;
- Term dinheiro para pagar as polícias (civil e militar) e garantir um salário inicial de (vejam bem: SALÁRIO e não SUBSÍDIO!) R$ 4000,00 nos próximos anos, através de aumentos suceessivos;
- Tem dinheiro pra pagar pessoas sem formação necessária e nomeá-los "Professor da Família";
- E agora, a cereja do bolo, ameaça contratar e pagar professores para os alunos do 3° ano do ensino médio, substituindo os grevistas!
É revoltante! Existe dinheiro pra tudo, menos para cumprir uma simples lei; pagar O PISO aos professores...
É lamentável que se o governo realmente contratar professores, tem colegas não pensarão duas vezes e aceitarão o contrato...
Essa era pra ser uma briga de DAVI x GOLIAS, onde os professores seriam o lado mais forte dessa corda. O problema e que muitos se acovardam e não tem coragem de entrar em greve e exigir um direito que é o nosso por lei federal: O PISO SALARIAL!!!
Sugiro que o sindicato, através de suas subsedes, produza material e convoque um mutirão entre os grevistas! Já que não podemos pagar propagandas carìssimas como o governo, que façamos panfletagem próximo as escolas, mostrando o nosso verdadeiro salário, nossas condições de trabalho e gastança desse governo com tudo o que foi citado acima e ainda se diz "preocupado com a educação dos nossos jovens". Não vamos desistitr nunca!
Prof. Eduardo
B.H>

Anônimo disse...

oi