segunda-feira, 20 de junho de 2011

Agenda da Semana

20/06 - segunda-feira
Em Belo Horizonte
Reunião do Comando de Greve de Belo Horizonte, 17 h, sede do Sind-UTE (rua Ipiranga, 80, Floresta)
21/06 - terça-feira
Em Frutal (Triângulo Mineiro)
Reunião na cidade de Frutal, 9 h., na Escola Polivalente
Em Juiz Fora (Zona da Mata)
Concentração: Praça Antônio Carlos, Centro, 7:30
Participação na fase regional do Fórum Técnico "Segurança na escola: por uma cultura de paz", promovido pela Assembleia Legislativa de Minas Gerais
Em Natalândia
17:30 - Caminhada pela educação, panfletagem e dialógo com a população

22/06 - quarta-feira Dia D da educação
Em Belo Horizonte
14 h, Concentração Praça da E.E. Barão de Macaúbas (bairro Floresta)
Norte de Minas: Em Montes Claros
Noroeste: Em Unaí, Av. Governador Valadares com Rua Celina Lisboa em frente a E.E Domingos Pinto Brochado, 16:30
Redes Municipais em Greve
Ribeirão das Neves
Aula Pública, dia 22/06, 9h., Praça Central
Assembleia dia 27/06, 9 h., Câmara Municipal de Ribeirão das Neves
Observação: A agenda regional é disponibilizada conforme informações das subsedes.

13 comentários:

Rita disse...

Ei, Beatriz, boa tarde.

Não há nada agendado para conversar com o governador? Somente ele é quem deve marcar a reunião? Ou há uma reunião entre o sindiute e a secretaria da educação? Ah, e há alguma possibilidade de a reunião ser diretamente com o governador?
Abraços

Anônimo disse...

Cláudia - Divinópolis.
E agora Beatriz, o que será desta greve? A greve teria que sair em maio mas o Sindicato trocou o piso pela eleição de diretor. E agora? O pessoal não quer parar nesta semana por que estão a espera do feriadão. A próxima assembléia somente no dia 28 de junho, já próximo de julho, ou seja, próximo das férias. O que vai ser desta greve? Corte de ponto e nada mais.
Cláudia, município de Divinópolis.

Anônimo disse...

Cláudia - Divinópolis.
E agora Beatriz, o que será desta greve? A greve teria que sair em maio mas o Sindicato trocou o piso pela eleição de diretor. E agora? O pessoal não quer parar nesta semana por que estão a espera do feriadão. A próxima assembléia somente no dia 28 de junho, já próximo de julho, ou seja, próximo das férias. O que vai ser desta greve? Corte de ponto e nada mais.
Cláudia, município de Divinópolis.

Anônimo disse...

Beatriz conforme lei do piso o governo teve prazo até 3l de dezembro para adequar os planos de carreiras com vencimento básico inicial das carreiras, e que a partir de 01 de janeiro de 2010 todos deveriam pagar o piso sem nenhuma vantagam. isto é a partir desta data o vencimento básico inicial das carreiras deveria ser conforme o piso e rejustado todo 1º de janeiro. Em nossa luta devemos pedir pagamento retroativo conforme lei do piso. obrigado, juntos chegaremos lá. Sou Idinei Corrêa da Silva de Ipatinga

Anônimo disse...

É incrível ver professores graduados, muitos com pós- graduação, aceitarem que o atual governo de Minas valorize mais um policial que um educador!Não que os servidores da área de segurança não mereçam o aumento, mas e nós? Parece a síndrome do vira-lata, como já dizia Nelson Rodrigues... Será que os fura-greve não percebem o qto é danoso essa política do subsídio oferecida aos profissionais da educação? Pq o governo nem se atreve a oferecer para as demais áreas do funcionalismo(segurança, saúde...) essa política de subsídio? Isso não é carreira! É o engessamento da categoria! Vamos mostrar a cara sem medo de enfrentar ameaças de diretores e inspetoras! Na verdade eles deveriam é entrar na luta, pois fazem parte da mesma classe! Professores de Minas Gerais (efetivos, efetivados e designados)uni-vos! Prof. Eduardo

Professor Helvanio disse...

SUGESTÃO QUE COLABORARIA MUITO!
Penso que se o sindicato divulgasse o índice de paralisação em cada região, com números de escola ou de professores em cada cidade favoreceria muito a adesão de outras pessoas.
A SEE está incumbindo os diretores de dizerem para os funcionários que ninguém está nem aí pra essa greve.
Professor Helvanio - Sobrália - MG

Anônimo disse...

Gostaria de saber como está a greve em Ouro Preto. Será que há grande adesão? Tem comando de greve atuante? Poderiam visitar as escolas em que há maior resitência dos colegas professores.
Me responda por favor...

Anônimo disse...

Olá companheiros! É isso aí a luta tem que continuar, não podemos ficar de braços cruzados esperando, temos que mostrar para Minas que nossos governantes são mentirosos.
Sinto falta desta mobilização aqui na minha região.
Abraços e força.

Anônimo disse...

Acho muito complicado a situação aqui em Manhuaçu - MG, pois como nós profissionais da Educação vamos entrar de greve e lutar por educação e um salário digno se a Diretora do Sind – Ute em Manhuaçu ocupa cargo de confiança em de Escola Estadual, e não aderiu a greve, qual a legitimidade que ela tem para comandar os companheiros e as companheiras, e como nós lideranças explicamos isso aos companheiros e a sociedade??

Abraços,

A luta continua!!!

Vitor Ribeiro de Alvarenga

Anônimo disse...

Oi Beatriz, só uma sugestão. No dia 16 de julho é aniversário de Mariana e neste dia é transferida a capital para lá. Normalmente o governador participa deste evento e tem muita cobertura da imprensa. Não seria uma boa ideia estarmos todos lá. Mas com uma manifestação silenciosa e de luto. Um abraço.

Anônimo disse...

Vespasiano- A verdade sobre essa greve só nós, os combatente podemos anunciar: Vamos-lá! Conforme um colega solicitou:
"Comentário geral do Blog: amigos colegas da luta! Uma boa notícia: a escola pólo de Vespasiano, a E.E. Machado de Assis, decidiu hoje, por maioria, paralisar as atividades a partir de segunda-feira. Houve uma assembleia na escola com educadores dos três turnos, da qual tive o prazer de participar, juntamente com o comandante João Martinho, a diretora da subsede Cláudia Luiza, além dos combativos colegas do próprio Machado que sempre estão presentes nas lutas, greves e assembleias da categoria, como: Alex, Paulão, Anderson, Carlos Alberto, entre outros. A discussão entre os educadores presentes foi muita rica e respeitosa, cada qual expondo seus pontos de vista, contra ou favor da paralisação da escola e adesão à greve que já está em curso no estado desde o dia 08. A escola Machado de Assis é referência para toda a região. Igualmente, a EE Elias Issa, do município de São José da Lapa, é outra importante escola-referência para a região, cujos combativos educadores paralisaram as atividades desde o dia 13. Uma outra escola referência para a região é a E.E. Renato Azeredo, no bairro Morro Alto, que aderiu à greve logo no primeiro momento. Com isso, o quadro de adesão à greve por parte dos educadores da região da subsede de Vespasiano e São José da Lapa caminha para atingir algo próximo de 80%. Algumas poucas escolas ainda funcionam, inclusive algumas com adesão de 50% ou mais dos educadores ao movimento. Esperamos que durante este final de semana e o início da próxima possamos consolidar um quadro que caminhe para 85 ou 90% de adesão à greve.

Um grito de BRAVO! aos combativos educadores de Vespasiano e São José da Lapa que já estavam em greve ou que acabam de aderir ao movimento de paralisação! Que sejam todos bem-vindos à histórica luta dos educadores de Minas e do Brasil pelo piso nacional do magistério, e pela salvação da nossa carreira de educadores. É com a participação de cada um nesta luta que haveremos de construir e conquistar dias melhores para todos nós!"

Fonte- BLOGDOEULER

Beatriz Cerqueira disse...

Prezado Vitor de Manhuaço,
concordo com a sua avaliação. Conversei hoje com a Direção da Subsede de Manhuaçu a respeito deste comportamento. A direção da subsede assim como a direção estadual não tem opção, tem que assumir a responsabilidade de ser direção e acatar a decisão votada em assembleia. Disse isso à diretora da subsede. Disse também que tanto secretários de escola como diretores de escola podem participar da greve. Afinal não defendemos eleição para direção, para termos colegas impedidos pelo exercício do carto de participar do movimento. Espero que esta conversa resolva o problema que estão enfrentando.
Um abraço
Beatriz

Beatriz Cerqueira disse...

Prezado Helvanio,
agradeço a sugestão e estamos organizando um levantamento das cidades atingidas pela greve. Espero divulgar o mais breve possível.
Um abraço
Beatriz