sexta-feira, 5 de agosto de 2011

Você tem fome de quê?


Desde o anúncio de que as diretoras do Sind-UTE/MG – subsede de Ipatinga, Cida Lima e Feliciana Saldanha iniciaram uma ‘GREVE DE FOME’ contra o descaso da administração municipal com a Educação, seus profissionais, pais, mães e alunos, tem ouvido diversas análises e indagações.

A principal delas tem relação com os efeitos desse ato. Os questionamentos são decorrentes da constatação do assombroso grau de irresponsabilidade política e da falta de sensibilidade da administração municipal com as demandas populares.

Além disso, a sociedade capitalista vê sempre a vida como um ato de sobrevivência, o trabalho como batalha para ganhar o pão e a relação humana como concorrência. Numa cultura assim, a luta coletiva e a busca do bem comum parece ser mais do que utopia. Parece ingenuidade, falta de maturidade política.

Neste contexto, importa a seguinte indagação: Qual o significado político do ato pacifista e extremado, materializado pelas companheiras Cida e Feliciana, através de uma greve de fome?

Nas guerras contemporâneas os combatentes utilizam armas atômicas, químicas e biológicas, um arcabouço repressivo aniquilador de vidas, com um poder de destruição sem paralelo na história da humanidade. Nesta luta, em defesa da Educação e de uma série de postulados construídos ao longo das últimas décadas pelo movimento docente,lançamos mão apenas da crença mobilizadora. Uma verdadeira profecia de fé e confiança no futuro.


Nossas companheiras apresentam-se, assim, movidas por ideias, sensibilidade e amor pela vida... no limite de suas forças.


Quem diria que os rumos da greve dos educadores de Ipatinga, bem como a simulação da abertura ao diálogo , iria conduzir-nos nos dias de hoje, a revitalizar uma das mais terríveis artes de que é capaz o ser humano: A ARTE DA FOME. Tal como o protagonista kafkiano, elas também o fazem por falta de gosto para as comidas existentes, dieta com gosto de opressão, sem possibilidade de escolha - preparada no tacho das mais nefastas disputas políticas .

No gesto de Cida e Feliciana os educadores de Ipatinga dizem em uníssono: Privo-me da comida porque me privam da palavra que tem fome de ser. Privo-me da comida porque tentam tirar-me os direitos, o salário, o respeito, a dignidade e a autoestima. Tenho fome de verdade. Tenho fome de saber. Tenho fome de justiça.



Grande abraço,

Leida

51 comentários:

Anderson- Pará de Minas disse...

Cara Beatriz

Nós , trabalhadores em educação de Pará de Minas, estamos desde o dia 08 de junho no movimento de greve . A cidade tem 13 escolas estaduais e com uma população de 85 000 habitantes . O índice de adesão ao movimento na cidade é aproximadamente 70% , inclusive os números aumentaram em 01 de agosto com novas adesões .
Como atividade de greve para esclarecimento da população , organizamos um ato público na principal praça da cidade para o próximo sábado 06 de agosto às 11 horas da manhã , onde realizaremos panfletagens , exposição de contracheques , e espaço para fala dos nossos apoiadores . Convidamos padres , líderes comunitários , sindicalistas , alunos , pais , políticos locais , deputados .

Convidamos você para participar do evento . Sua presença e apoio serão muito importantes . Confirmando : o evento acontecerá no sábado dia 06/08 às 11 horas na Praça Padre José Pereira Coelho ( Praça da Matriz ) em Pará de Minas .

Desde já agradecemos e contamos com sua presença .

Anderson Oliveira Viana
Coordenador Subsede Pará de Minas

Élida Barros disse...

Muito boa a análise da greve de fome das companheiras, pois a primeira coisa que vem a mente da maioria é: que loucura! Sim, é possível chegar a loucura onde não há compreensão. Temos na história exemplos de revoluções que acabaram em tragédias... Será que o governo não percebe que não dá mais para enrolar e repetir sempre a mesma mentira(pergunto). Nossa greve não reivindica apenas dinheiro, mas dignidade, valorização, legalidade, moralidade, verdade, liberdade...
Um abraço também de fome para as companheiras.

Wilma disse...

Bia,
Quero prestar a minha solidariedade a colega Leida e demais colegas, pois faço minhas as palavras dela. Uma belíssima carta, acompanhada de uma triste realidade! Somos EDUCADORES e como tal, não desistimos nunca! Continuaremos firmes na LUTA até o pagamento do nosso PISO! Espero o dia em que teremos pessoas SENSÍVEIS NO PODER!!!

Marly Gribel disse...

Muito bom o post. Espero que o impasse termine e os servidores não morram de fome.

mora disse...

Bia, o jornal "Hoje em Dia" na edição desta sexta feira, 05/08, publica matéria enorme acerca da GREVE. O mais interessante é o que disse o advogado Henrique Ausgusto Mourão, especialista em direito do trabalho. "...de acordo com julgamento do STF, o GOVERNO MINEIRO NÃO CUMPRE A LEI (do PISO). Uma Ação Direta de Inconstitucionalidade, julgada em Abril, definiu que a composição do PSPN corresponde ao VENCIMENTO BÁSICO inicial da carreira do professor, excluídas quaisquer vantgens e gratificações." Precisa dizer mais????

Anônimo disse...

EU TENHO FOME DE JUSTIÇA. E não só a justiça que pode me parecer conveniente, mas todas as formas de justiça. NA NOSSA ATUAL SITUAÇÃO TENHO FOME QUE A JUSTIÇA DO PAGAMENTO DO PISO SEJA FEITA E TAMBÉM QUE A JUSTIÇA CONTRA ESSE LEI 100 TAMBÉM SEJA FEITA. Não sejamos incoerentes.

Anônimo disse...

Colegas,
Por favor, nem pensem em voltar para a escola sem o nosso PISO! Não chegamos até aqui para nada. Queremos alcançar o nosso objetivo que é o PAGAMENTO DO PISO SALARIAL! A negociação é o PISO!".

Anônimo disse...

Caros combatentes sem luta, sem greve, não haverá conquista. Não podemos renunciar, sob qualquer pretexto, ao nosso direito e dever moral até de lutar pelos nossos direitos. Aos colegas que estão em dúvida, lembrem-se: antes de pensar em voltar para a escola com cara de derrota, pensem em permanecer em greve, porque quem está na luta é já um vitorioso, teve coragem moral para lutar, quando muitos se calaram. Tenho orgulho de travar este combate ao lado de vocês, guerreiros e guerreiras da Educação que estão em luta, e vou permanece em greve o tempo que for necessário para que alcancemos os nossos objetivos. Disseram aqui que o governador apresentará uma nova proposta para segunda-feira. Vamos considerar que isso seja uma primeira vitória do nosso movimento, pois o governo, antes, sequer aceitava a hipótese de negociar. Com a proposta nas mãos, se for apresentada, é claro, vamos estudá-la com calma. Não temos pressa para terminar a greve e voltar para a escola insatisfeitos. Se julgarmos que a tal proposta não nos satisfaz, devemos apresentar nossa contra-proposta e deixar claro que sem atingir os nossos objetivos, a greve continua. E que a última palavra será sempre da categoria em greve. Um forte abraço e força na luta!

Anônimo disse...

O governador pensou que havendo o corte do salário, iríamos recuar e retornar! Para surpresa dele, estamos resistindo. Afinal, EDUCADOR tem "crédito", estamos acostumados a cumprir com as nossas obrigações. Ficaremos firmes na luta até que PAGUEM O NOSSO PISO!"

Anônimo disse...

A rádio itatiaia informou agora às 12:50hs, que o governador Anastasia não garantiu que vai abrir negociações com os grevistas, mas vai tomar medidas administrativas para não trazer maiores prejuizos aos alunos, principalmente os do 3ºano.

Também a associação de Pais e Alunos irão até ao ministério público pedir o fim da greve.

NÃO VAMOS CEDER À PRESSÃO. ELE QUE FAÇA O FAVOR DE CUMPRIR A LEI. SINDICATO, NÃO CEDA, NÃO VOLTAREMOS SEM O PISO. DEIXE O GOVERNO SE VIRAR PARA ARRUMAR SUBSTITUTOS. A IDÉIA DE ARRECADAR CESTAS BÁSICAS PARA PROFESSORES ARRIMO DE FAMÍLIA DEVE COMEÇAR, POIS ELE PODE CORTAR NOSSO SALÁRIO, MAS SEM O PISO NÃO VOLTAMOS. É AGORA OU NUNCA! NÃO VAMOS VOLTAR DERROTADOS, SENÃO ADEUS CARREIRA, DIGNIDADE, RESPEITO, SORRISOS, CREDIBILIDADE PRAZER EM DAR AULA ETC.

Anônimo disse...

Beatriz, NÃO ceda às pressões do governo. Se ele não anunciar o piso a greve vai continuar por tempo indeterminado. Agora já é questão de moral da nossa classe e credibilidade do sindicato. NÃO VOLTAMOS SEM O PISO. NÃO CEDA ÀS PRESSÕES/CHANTAGENS DO GOVERNO. MILHARES DE PESSOAS ESTÃO CONFIANDO EM VOCÊ, NA SUA GARRA.

Anônimo disse...

Medidas administrativas não resolverão os problemas da categoria e da Educação Pública. O governador continua mal assessorado. Mas, se insistir nessa linha de conduta, como dissemos no texto acima, vai colher tempestade. A categoria não vai se intimidar. Se ele quiser pagar para ver, vai conhecer a ira de milhares de educadores, com um apoio muito expressivo da comunidade, que está se revoltando contra este governo. Além disso, profissional da Educação que aceitar "cobrir" as aulas de quem está em greve não é digno deste nome.

Anônimo disse...

Caros companheiros

Dia 10 de agosto é a data final para o retorno ao sistema de remuneração "antigo" e na fala da digníssima Secretária de Educação Ana Lúcia Gazzola no Jornal da Rádio Itatiaia pela manhã sistema extinto. Vale a pergunta:
-Como o governo disponibiliza como opção para seus respeitados servidores uma opção que já foi extinta? Por que ele e seus dirigentes façam da seguinte maneira:
. opção 1: Piso Salarial Nacional
. opção 2: Subsídio

"Governo de Minas estuda nova proposta para professores em greve A proposta deve ser apresentada nesta segunda-feira."
http://www.itatiaia.com.br/site/noticias/noticia/4361 Hoje foi o governador que disse no Jornal da Itatiaia que Minas já paga o PISO. Ele ainda não entendeu, PISO não é SUBSÍDIO.

"Sem o PISO, não PISO na escola."

NÃO podemos e NÃO voltar para o trabalho sem o PISO. Piso é LEI FEDERAL.

Anônimo disse...

Enquanto lutamos por um modesto piso, os salários de ministros de +- R$ 26000,00 passarão para +-R$ 30000,00. "Brasil, mostra a tua cara...

Anônimo disse...

Interessante a fala da secretária Gazolla a radio itatiaia.

Falando que o sistema antigo esta e extinção no estado. Será porque? Porque o professor nao caiu na lorota do governo? Somos politizados e sabemos que voces do governo estao nos querendo passar a perna. Não somos bestas de vender nossos direitos de decadas de carreira por aumento irrisorio de R$ 100,00, R$ 200,00 diferença esta que encontramos em nossos salarios, quando fala que foi incorporado as vantagens, descobrimos que recebemos o mesmo tanto de um inciante. Deixa de ser besta governo, voce esta subtraindo direito para nao deixar claro, outro termo popular. Não trocamos direitos por subtração de valores reais em beneficios conseguidos aos longo da carreira, queremos continuar recebendo nossos bienios, quinquenios, pos, nao abramos mao disto. Sistema remuneratorio antigo, nos garante isto, nao caia na conversa fiada do governo, implemente o piso proporcional ao numero de horas que vc nos paga e resolve este problema de uma vez por toda. Para de prejudicar nossos alunos, estamos dispostos a trabalhar para repor, sabe Deus la quando, agora vai ser feito e para vcs, explicar porque os alunos de minas foram mal nos resultados do ENEM, Vestibulares e o IDEB como vai ficar? Acorda Minas, vcs se complicam cada vez mais. PISO E LEI FEDERAL. CUMPRA-A. SEM O PISO NO SISTEMA REMUNERATORIO ANTIGO NAO VOLTAMOS."

Anônimo disse...

Obtive uma informação que na reunião com os diretores o governador pretende investir pesado em aumento do subsidio para forçar o retorno dos professores que optaram pelo regime antigo. Ele tem consciência (será que tem) que o piso é lei e que tem que pagar. Portanto colegas com isso afirmo que vem chumbo grosso por ai. NÃO VAMOS CEDER! PISAR NA ESCOLA SÓ COM O PISO.

Anônimo disse...

O governador não tem que injetar dinheiro no Subsídio mas sim PAGAR O NOSSO PISO! Antes dele (governador) inventar que irá aumentar o subsídio, só para enganar alguns e fazê-los optar por este regime, terá que justificar o por quê não há dinheiro para PAGAR O PISO mas tem para aumentar o subsídio! Não nos interessa nenhuma notícia tendenciosa a respeito de Subsídio, que isto é coisa do GOVERNO. Ele está desesperado ao ver que a maioria dos servidores já escolheram o ANTIGO SISTEMA REMUNERATÓRIO e está tentando "pegar bobo" pra cair na rede. Falar de subsídio agora é agradar ao governo e tentar manipular os servidores. Ninguém acredita neste governador, sabemos o quanto ele é mentiroso, maldoso e covarde com os EDUCADORES. Queremos o PISO!"

Paula disse...

Que coisa em colegas!!! Que coragem... é de arrepiar! Só nós, professores, sabemos o significado da atitude das nossas colegas de Ipatinga. Que Deus lhes dê forças! E que a mídia mostre, né gente???
Abraço a todos(as)!

César Pedroso disse...

Minha solidariedade as companheiras...
Cida e Feliciana, vamos lá, calar os anúncios divulgados pelos poderes executivos desse país...

César Pedroso

Anônimo disse...

Prezada Beatriz,
Por favor, poste um comentário acerca do Acórdão do STF, nos esclarecendo sobre o que está travando a sua publicação.
Agradecido,
Paulo

Anônimo disse...

Que DEUS as abençoe,mas em nosso pais so da resultado se for com o mal do outro,coragem e força

Rejane Figueiredo disse...

Nós educadores(as) de Minas Gerais e do país inteiro temos fome de justiça, de salários dignos,de liberdade de expressão,de respeito e dignidade.
Enquanto o governados Anastasia e demais governantes brasileiros têm fome de poder,de vaidade e de perseguição.Podem nos privar do salário,da comida, mas não da fome e sede de justiça!
A gente não quer só comida,
A gente não quer só bebida,
A gente quer saída,
a gente quer a vida.
A gente quer por inteiro
e não pela metade.
Piso inteiro ,já!

Professor Welshman disse...

O ato da greve de fome, praticado pelas companheiras Cida e Feliciana em Ipatinga, demonstra a coragem que falta em muitas pessoas e através da fome elas estão garantindo para o futuro o alimento que a sociedade precisa: dignidade, respeito, humanidade, conceitos distantes na vida daqueles que governam e estão distantes da verdade e do bem!

Anônimo disse...

Beatriz,
Quais são as últimas sobre a publicação do Acórdão ?

Sandro - BH

Anônimo disse...

Beatriz Cerqueira,

Sou ATB efetiva e na minha SRE me explicaram que se o Piso Salarial sair, será somente para professor, que o sindicato fala que é pra gente tb para que continuemos no movimento, mas a garantia é somente para o professor...
Fiquei muito triste, pq sou graduada em Pedagogia, pós graduada em Gestão Escolar, lutei tanto por uma carreira que pra mim não existe.... Será que o sindicato tem coragem de enganar a gente assim? Pq aqui na minha região(Vale do Aço) sou uma das únicas ATBs que trabalha na greve, me dedico mesmo...
Conto com vc pra me ajudar a ter certeza sobre isso, pois o Filocre em seu site afirma que não tenho direito ao piso, o professor Euler tb não tem certeza se os ATBs terão direito ao piso(claro que em sua proporcionalidade). Preciso e mereço ser esclarecida sobre isso.
Muito obrigada.
Júlia

Anônimo disse...

Caríssima Beatriz,
Existe a possibilidade do Acórdão da ADI 4167 ser publicado na próxima semana ?
Abraços,
Tarcísio

Anônimo disse...

Eu estou disposta a ficar em greve até o ano que vem se for preciso. Tenho fome de justiça. Se for preciso, lutar para tirar esse governador do poder. Estou com o gás total atrás do piso (que convenhamos, é uma bela de uma mixaria, mas já que nos é direito, EU QUERO, EU EXIJO E SÓ SAIO DA GREVE COM O PISO). Sinto muito pelos alunos, mas estou no Estado há 5 anos e sei que se eu não lutar pela valorização da minha categoria, da minha profissão, eu não aguento mais 5 anos. Então, como todos os grevistas, estou sofrendo com a pressão da greve, com os comentários idiotas contra nossa classe, com falta de pagamento (que por sinal não vou e acho que ninguém deve repor os dia cortados). Mas estou tentando enxergar mais longe, meu futuro, não quero daqui 1 ano e meio está ganhando um salário mínimo. Não me formei para pedir esmola. EU QUERO SALÁRIO DIGNO! É HORA DE COLOCAR ESSE GOVERNO CONTRA A PAREDE E EXIGIR ATENÇÃO À EDUCAÇÃO. E NÃO SÓ ESSE ANASTASIA. QUALQUER GOVERNADOR DE MG TEM QUE ESTAR CIENTE QUE NÃO VAMOS MAIS TOLERAR SER A CATEGORIA MAL PAGA, MAL VESTIDA, PENDURADA EM ÔNIBUS, TRABALHAR 3 TURNOS. ELES VÃO TER QUE NOS RESPEITAR. NEM QUE ARRANQUEMOS ESSE RESPEITO NA MARRA, NA REVOLUÇÃO. IR PARA AS RUAS DE FORMA INCANSÁVEL, COLOCAR FAIXAS, SINDICATO COMPRAR HORÁRIOS NA MÍDIA, ALUNOS PERDEREM O ANO... E O QUE MAIS TIVER QUE ACONTECER. NÃO DEVEMOS TEMER NADA. SOMOS O CÉREBRO DO BRASIL. SOMOS RESPONSÁVEIS PELO FUTURO DA NAÇÃO. SOMOS OS PROFISSIONAIS DIGNOS DE APLAUSOS POIS POR NÓS PASSAM MÉDICOS, ADVOGADOS, CIENTÍSTAS, POETAS. SEM PROFESSOR UMA NAÇÃO, UM POVO NÃO É NADA. NÃO SABE NEM USAR NÚMEROS PARA DAR UM TELEFONEMA. QUEREMOS DIGNIDADE. O BRASIL VAI TER QUE OLHAR PARA MG E VER QUE FIZEMOS A HISTÓRIA EM 2001. A EDUCAÇÃO VAI TER QUE MUDAR, A HORA É ESSA. ESPERAR MAIS O QUE? MAIS QUANTOS ANOS? FICAR ASSIM PARA SEMPRE OU PIORAR? NÃO!!! O BRASIL SE RENDERÁ AOS PROFESSORES DE MG, POIS NEM QUE TIREMOS FORA ESSE GOVERNO ELE VAI TER QUE NOS RESPEITAR. ELE NÃO VAI TER SOSSEGO. ESTUDEI, FORMEI, ESPECIALIZEI E QUERO ATUAR NA MINHA ÁREA E NÃO SERÁ ESSE GOVERNO DE MEIA TIGELA QUE VAI ME DESMOTIVAR. JUNTOS SOMOS MAIS. O POVO UNIDO JAMAIS SERÁ VENCIDO. VAMOS MARCAR A HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO EM MG, NÃO SÓ POR CONSEGUIRMOS O PISO, MAS POR MOSTRARMOS QUE NEM NOS DEIXANDO NA MISÉRIA SEM SALÁRIO NOS ACOVARDAMOS. O GOVERNO SE RENDERÁ A NÓS.

Anônimo disse...

Penso até na sugestão do IMPEACHMENT deste governador mineiro. Afinal, ele não está exercendo o seu cargo a contento. O que ele e suas secretárias estão fazendo com a EDUCAÇÃO e com os EDUCADORES é uma aberração, suas atitudes tem afetado toda a população, principalmente os menos favorecidos. Já falei e repito, os políticos são eleitos pelo POVO, devem portanto, trabalhar para o POVO, atendendo aos interesses do POVO. Cabe ao POVO fiscalizar, acompanhar, criticar, sugerir, mudar de governo quando este não cumpre com suas funções. Já provamos que não somos idiotas. O governador precisa compreender que ele está governador, é passageiro. Político não é "profissão" apesar que muitos gostariam que fosse. Agora, PROFESSOR é uma PROFISSÃO muito digna e importante para o crescimento da NAÇÃO! Portanto, concordo plenamente com você Euler, se continuarmos sendo ignorados, desrespeitados e massacrados por este governo e suas secretárias, vamos nos organizar e ir para as ruas gritar: FORA ANASTASIA!"

E.E. Manuel Inácio Peixoto disse...

A que ponto chega um trabalhador para obter o que lhe é de direito.
Infelizmente vivemos em uma sistema capitalista do iníco do século XIX.
O trablhador não é tido como um ser, mas como uma máquina a ser explorada até o limite e depois descartada por uma outra.
Até quando uma país que quer ser potencia conviverá com tamanha barbaridade? O quanto de sofrimento teremos que suportar para alcançar a tão almejada dignidade salarial?

Anônimo disse...

Aos companheiros de luta,

Há boatos de que o Acórdão será publicado essa semana. Alguem sabe se essa informação procede?

LEIA: o Jornal do José Elias Issa disse...

Que a justiça seja feita

Piso Salarial é Lei Federal

MINAS SEM CENSURA
Anastasia, EDUCAÇÃO é coisa séria

http://www.minassemcensura.com.br/files/Insensato%20governo.pdf

"Professores mineiros não recebem o PISO SALARIAL PROFISSIONAL NACIONAL Lei Federal 11.738/08 . De acordo com o SindUTE/MG, além de o Estado descumprir a Lei Federal, ainda responde a mais de 3 mil ações judiciais e por isso, e não estabelece nenhum processo de negociação." http://www.minassemcensura.com.br/files/Insensato%20governo.pdf

abraços
Gleiferson Crow
LEIA: O Jornal do José Elias Issa
http://leiajeissaeemg.blogspot.com/

REDEGEOAMBIENTAL disse...

PARABÉNS COMPANHEIRAS, AQUI UM PROFESSOR EM GREVE E EM VÁRIAS LUTAS SOCIAIS QUE, TAMBÉM, SÃO CONSUMADAS COMO BANAIS PELOS SEM INFORMAÇÃO. SAÚDE, EDUCAÇÃO, MEIO AMBIENTE, REFORMA AGRÁRIA, ETC, SÃO ESPRESSÕES DE LUTA PARA QUEM PENSA O FUTURO MELHOR.
FAÇO UMA PROPOSTA PARA O FIM DE SEMANA EM BELO HORIZONTE. TERÁ APRESENTAÇÃO DE JAZZ NA PRAÇA DA LIBERDADE E PRAÇA DO PAPA, QUEM FOR A ESTES EVENTOS LEVAR OS CONTRACHEQUES GIGANTES E DIALOGAR COM A POPULAÇÃO. APROVEITAR A POSTURA DO ESTADO E MUNICÍPIO QUE QUEREM FAZER UM TÚNEL NA SERRA DO CURRAL E VÁRIAS COMUNIDADES E ENTIDADES JÁ SE MANIFESTARAM CONTRÁRIAS, INCLUSIVE, COM PROPOSTA APRESENTADA PELA SENHORA CLAUDIA FERREIRA (PRESIDENTE DOS ARQUITETOS DE MINAS). SERIA UMA POSSÍVEL INTERVENÇÃO. OBRIGADO E, LUTEMOS ATÉ O FIM.

Anônimo disse...

Se nós formos falar da fome que sentimos nesse brasil ficamos aki muito tempo mais Beatriz vc precisa ir na rede senado ou seja em uma rede daqueles em que os deputados ficam votando leis emais leis falar da nossa situação porque não é possível que os deputados não vão fazer nada por nossa luta!! as eleições virão novamente e vão precisar de nós .

Anônimo disse...

Bia, bom dia!
Teremos gente de fora em MG. Acredito que seria interessante agente participar.
"Escolas da rede estadual de ensino de Minas Gerais recebem na próxima semana a visita de uma diretora norte-americana que participa do Programa de Intercâmbio de Diretores Escolares Norte-Americanos ao Brasil. A agenda de visitas de Mary Beth Pelosky tem início no dia 07 de agosto, quando a educadora, acompanhada da secretária de Estado de Educação, Ana Lúcia Gazzola, e da Chefe de Gabinete da Secretaria, Sueli Pires, conhecerá um dos cartões postais mineiros, o Instituto Inhotim. Já na segunda-feira (08-08), a diretora participa de uma reunião na Secretaria de Estado de Educação (SEE), onde irá conhecer o sistema educacional mineiro e os projetos que são desenvolvidos pela SEE. A diretora fica no Estado até o dia 11 de agosto.

Ainda na segunda-feira, após conhecer um pouco sobre o panorama atual da educação em Minas Gerais, Mary Beth Pelosky irá visitar escolas da rede estadual de ensino. A primeira será a Escola Estadual Helena Pena, no bairro Sagrada Família. Na terça-feira, a docente viaja para a cidade histórica de Mariana, onde irá visitar a Escola Estadual Dona Reparata Dias de Oliveira. Na ocasião, a gestora também conhecerá pontos turísticos da cidade de Ouro Preto. Já na manhã do dia 10 de agosto Mary Beth Pelosky visita a Escola Estadual Duque de Caxias, em Belo Horizonte, e durante a tarde o Museu de Artes e Ofícios. No último dia de sua visita a Minas Gerais a diretora americana conhecerá a Escola Estadual Paschoal Comanducci, em Belo Horizonte, e retornará para a SEE onde fará uma avaliação do intercâmbio no Estado."

Vanderléia disse...

Bia, eu também Tenho fome de verdade. Tenho fome de saber. Tenho fome de justiça ,tenho fome de salário digno, por isso continuarei na luta até o fim. Vou rezar e pedir a Deus que dê força a nossas companheiras de Ipatinga e que eese prefeito reconheça os direitos dos profissionais em educação.

Anônimo disse...

Gostaria de abraçar essas professoras guerreiras e altamente espiritualizadas. Felizes os que comungam de suas convivências, pois tem, bem perto um exemplo de corangem e coerência... De que vale viver de qualquer jeito, viver mais ou menos.

"Eu vim para que todos tenham vida, que todos tenham vida plenamente"

Me envergonho de não ter tanta coragem. Somente aqueles de espírito elevado podem privar de si mesmos para que todos se salvem. Que Deus interfira como o fez em Abrão e possamos enterrar de vez a arrogãncia daqueles que insistem em substimar a capacidade de indignação das (os) educadoras (es) e devolver a essas guerreiras o dom da vida.
A vocês duas toda minha admiração e e respeito...Muito obrigado por esse exemplo de dignidade e altruismo.
Luciano José Rodrigues - Curvelo

Anônimo disse...

Estou enviando a mesma mensagem que postei no site do Sindute.
Estou na luta pelo piso assim como onde trabalho, Escola Estadual Presidente Dutra. Estou diariamente pela internet buscando informações e gostaria de alertar que no site do Sindute, assim como este blog, são os locais onde mais se demora para obter as informações. O responsável pelo site está muito lento para nos informar. O site tem que ser mais dinâmico. Ocorreu reunião da diretoria, informa-se; Ocorreu encontro em alguma subsede, informa-se; Ocorreu movimento na rua informa-se. Todas as notícias são importantes nesse momento.
Um grande abraço e até a vitória.
PS: Sei que para você Bia, não deve ser fácil atualizar devido a intensa mobilização, mas você precisa colocar alguém responsável por essa atualização.

Anônimo disse...

Beatriz,
Nos dê notícias do Acórdão !

Cleomar

Anônimo disse...

EM MINAS GERAIS ATÉ A “INCOMPETÊNCIA” ESTÁ INCOMODADA (parte 1)


A greve dos professores da educação da rede estadual de Minas Gerais em 2011 ficará na história. De um lado, uma nova sociedade que emerge dos efeitos de um mundo que se reinventa (e nele é preciso considerar que todos devem estar e não apenas “os poucos” de uma elite maléfica e violenta); de outro, esta elite (representada pela tucanada de plantão) que utiliza de artifícios retirados das doutrinas imperialistas europeias para se manter no poder. Diga-se: o autoritarismo doutrinário transvestido de modernidade: coerção pela mídia; pela polícia, judiciário e legislativo subserviente; por dados estatísticos mentirosos; por discursos pífios; pelo empobrecimento da democracia, se é que ela já existiu.
Neste turbilhão de eventos que acontecem nesta greve dos professores fica evidente que até mesmo a “incompetência” deve estar incomodada com o governador de Minas Gerais Anastasia (PSDB). Ser incompetente, conforme nos ensina Aurélio é “a falta de autoridade ou dos conhecimentos necessários para o julgamento de alguma coisa”. Vejamos: como autoridade eleita pelo povo de Minas Gerais deveria o dito saber 1) que vivemos em um estado de direito, logo regido por leis; 2) que a interpretação das leis não se refere apenas ao que deseja aqueles que se apropriam do poder para usufruir das riquezas da sociedade; 3) que, no mundo contemporâneo, as informações não circulam apenas por meio da mídia comprada (Globo, Estado de Minas, Rádio Itatiaia, Band Minas e outros). As redes sociais e outros canais, sobretudo, da web disseminam informações e ideias com rapidez e eficiência; 4) que, embora na República o legislativo e o judiciário sejam importantes, a vida de desenvolve, em grande medida, fora da “truculência” de seus ditames; 5) que em cada indivíduo, existe um ser pensante, reflexivo, que vive a realidade e o sonho, que possui desejos e autonomia para escolher e para decidir.

Anônimo disse...

EM MINAS GERAIS ATÉ A “INCOMPETÊNCIA” ESTÁ INCOMODADA (parte 2)

Dito isto – e poderíamos dizer muito mais –, tem-se: 1) a explicitação do que é o neoliberalismo (política adotada por Anastasia, Aécio, FHC, Serra e os partidários do PSDB e Democratas), infelizmente ainda presente em nosso cotidiano. E é simples explicar: é preciso esfacelar os serviços públicos universais (aqueles que realmente atendem aos mais pobres) para que sobre dinheiro para enriquecer a minoria que está no poder e os seus apadrinhados; 2) o ideal de liberdade que durante mais de 200 anos tem íntima relação com o Estado de Minas Gerais, considerado um dos berços da política no Brasil, sucumbe diante da truculência de um poder medíocre e temporário, pois esquece Anastasia e os seus que logo darão adeus ao palácio da (in)liberdade; 3) Se a autoridade maior do Estado não é capaz de respeitar as leis, a legalidade e os anseios da sociedade que o elegeu, o que se esperar dos cidadãos desta mesma sociedade: desobediência às leis, negação destas “autoridades”, violência (salve-se quem puder).
Como consequência, a “incompetência” está incomodada. As trapalhadas da tucanada em Minas Gerais chegam ao ridículo. Não é a falta de “autoridade” ou “conhecimento” em “julgar” os efeitos da greve que motiva tão descalabro comportamento de Anastasia, Gazolla (Secretária de Educação) Villela (Secretária de Planejamento) e trupe, pois autoridade e conhecimento têm. Então como explicar o prejuízo que impõem aos mineiros, à liberdade e a democracia? 1) O ano letivo está, praticamente, perdido para aqueles que dependem dos serviços públicos (também isto não faz diferença para Anastasia e Aécio. Por que defender os interesses do povo?); 2) os professores estão com os salários cortados (mesmo que a lei impeça que em estado de greve ocorra à suspensão do pagamento ou qualquer outra forma de retaliação aos grevistas, em Minas Gerais o poder judiciário se comporta como se estivesse acima da Constituição); 3) quando, exatamente agora, a sociedade clama por educação formal para vencer os desafios do crescimento econômico e do desenvolvimento social, centena de milhares de pessoas (estudantes) é privada de um dos mais importantes bens da humanidade: a educação.
Já que nem “incompetência” é suficiente para explicar o que a dupla Anastasia-Aécio fazem em Minas Gerais, a ideia do IMPEACHMENT (como já se manifesta em várias partes do Estado) do governador Anastasia deve realmente ser considerada.


Rômulo Neves
Doutor em Ciência Política

Anônimo disse...

Beatriz,
A rádio Itatiaia hj pela manhã, divulgou um comunicado sobre a Greve dos educadores de Ipatinga, dizendo que o MP julgou a greve ilegal e que os professores contratados na sexta e hj(06/08), pq a prefeitura fez plantão pra contratar; vão assumir na segunda 08/08.
Que absurdo! Será que esse tal prefeitinho de Ipatinga é parente do nosso "Timotinho das Alterosas?"
No blog do Euler tem uma boa sugestão para os professores de Ipatinga, irem pra dentro das salas assistirem as aulas dos contratados, "provarem seus conhecimentos" kkkkkkk. Afinal, são professores que estão traindo outros da sua própria classe.
A que ponto chegamos gente!!!!!!!!
Gilda

Leandro Martins disse...

Uma pequena reflexão.

http://www.youtube.com/watch?v=Jb-HwGud0_k

Beatriz Cerqueira disse...

Prezada Gilda,
os trabalhadores em educação da rede municipal de Ipatinga realizaram assembleia na tarde deste sábado e já decidiram o que fazer sobre isso.
Um abraço,
Beatriz

REDEGEOAMBIENTAL disse...

DIZEM QUE A FALTA DE AULAS NO ENSINO MÉDIO PREJUDICA OS ALUNOS PARA O ENEM. ENGRAÇADO, O FATO DOS ALUNOS TEREM QUE ESCOLHER NO PRIMEIRO ANO DO ENSINO MÉDIO O CURRÍCULO NOS ANOS SEGUINTES, RETIRANDO CONTEÚDO QUE SERÁ COBRADO NO ENEM, NÃO PREJUDICA OS ALUNOS TAMBÉM?
GOVERNANTES PODRES, PROFESSORES QUE NÃO FAZEM GREVE PODRES, TODOS ESTÃO CEGOS MAS VAMOS ILUMINAR SEUS CÉREBROS.

Beatriz Cerqueira disse...

Prezada Kátia,
obrigada pela dica.
Por questão de estratégia, não vou publicar a data.
Um abraço
Beatriz

César Pedroso disse...

Eu TEnho FOME é de PISO, se não for eu VOMITO!!!
Corta pagamento, corta as possibilidades, corta as esperanças, corta com navalha os nossos pulsos, mas TRANQUILAMENRE eu continuo de greve que comecei no dia 08/06, só aceito o PISO, ....ou paga o piso, ou paga o piso....
Vamo lá categoria....vcês são um saco de batatas ou são educadores com as caras erguidas, Bia um beijão e vamos Lá!!!! rumo a vitória....PORRAAAAAAAAAAAA!!!!!!!
Prof. César

Anônimo disse...

Boa noite a todos!
É incrível esse nosso governo:
- Tem dinheiro (bilhões!) para investir em estádios de futebol;
- Tem dinheiro (bilhões!) para construir uma cidade administrativa;
- Tem dinheiro para cumprir a lei e pagar aos nossos digníssimos deputados estaduais os 75% do salário de um deputado federal;
- Tem dinheiro pra fazer propagandas a todo instante, em todas as mídias: tv, jornal, rádio e etc;
- Term dinheiro para pagar as polícias (civil e militar) e garantir um salário inicial de (vejam bem: SALÁRIO e não SUBSÍDIO!) R$ 4000,00 nos próximos anos, através de aumentos suceessivos;
- Tem dinheiro pra pagar pessoas sem formação necessária e nomeá-los "Professor da Família";
- E agora, a cereja do bolo, ameaça contratar e pagar professores para os alunos do 3° ano do ensino médio, substituindo os grevistas!
É revoltante! Existe dinheiro pra tudo, menos para cumprir uma simples lei; pagar O PISO aos professores...
É lamentável que se o governo realmente contratar professores, tem colegas não pensarão duas vezes e aceitarão o contrato...
Essa era pra ser uma briga de DAVI x GOLIAS, onde os professores seriam o lado mais forte dessa corda. O problema e que muitos se acovardam e não tem coragem de entrar em greve e exigir um direito que é o nosso por lei federal: O PISO SALARIAL!!!
Sugiro que o sindicato, através de suas subsedes, produza material e convoque um mutirão entre os grevistas! Já que não podemos pagar propagandas carìssimas como o governo, que façamos panfletagem próximo as escolas, mostrando o nosso verdadeiro salário, nossas condições de trabalho e gastança desse governo com tudo o que foi citado acima e ainda se diz "preocupado com a educação dos nossos jovens". Não vamos desistitr nunca!
Prof. Eduardo
B.H>

Cidinha/Jaíba disse...

Minha oração, meu respeito e reconhecimento ao ato de fé e de coragem das companheiras Cida e Feliciana.
Quem é esse prefeito de Ipatinga?
Acho que está na hora de assumirmos os cargos públicos. Chega de gente má, corrupta e incompetente lidando com o bem comum.
Isso não é para qualquer pessoa.
Saiam os políticos MAUS que os BONS querem entrar.
Por uma questão de JUSTIÇA!

César Pedroso disse...

Meninas param com isso... já chegaram longe demais...por favor...parem...vocês acabam de falar pra todos que gostam de ensinar e essa atividade é diferente de ser outras profissões, vocês gritaram para o mundo: Nós gostamos de ensinar, entenderam.....nós gostamos de ensinar.....entenderam....e vamos continuar....ensinando independentemente de salários...vamos continuar ensinando...ensinamdo...

César Pedroso disse...

PAREM....PAREM.....PAREMM.....meninas, parem....paremmm......Meninas...parem e obrigado pela força, raçaaaaaaaaaaaaaaaaaa.....pela disposição, mas parem, parem, por favor.....

cesinha

Anônimo disse...

"Primeiro eles te ignoram, depois riem de você, depois brigam, e então você vence."
Mahatma Gandhi


GENTE É GREVE ATÉ O PISO. SE ATÉ AMANHÃ NÃO TIVER NENHUMA NEGOCIAÇÃO REFERENTE AO PAGAMENTO DO PISO, NÃO VOLTAREMOS DE MANEIRA ALGUMA! É NOSSO SALÁRIO, NOSSA CARREIRA, DIGNIDADE, MORAL, RESPEITO QUE ESTÁ EM JOGO. NÃO VAMOS FAZER PAPEL DE PALHAÇOS. GREVE ATÉ O PISO. ABRAÇOS