quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Notícias do dia

O MINISTÉRIO PÚBLICO ESTADUAL REALIZARÁ HOJE, 14:30, REUNIÃO COM O SIND-UTE ME E A SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO.

ESPERAMOS TER NOTÍCIAS AINDA HOJE DO QUESTIONAMENTO QUE FIZEMOS À JUSTIÇA A RESPEITO DAS CONTRATAÇÕES ANUNCIADAS PELA SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO.

AS SEDES DE VÁRIAS SUPERINTENDÊNCIAS REGIONAIS DE ENSINO ESTÃO LOTADAS COM A CATEGORIA ENTREGANDO O PEDIDO DE RETORNO À REMUNERAÇÃO DE VENCIMENTO BÁSICO.

EM VÁRIAS REGIÕES DO ESTADO O GOVERNO NÃO CONSEGUIU REALIZAR DESIGNAÇÕES PARA SUBSTITUIÇÃO DOS SERVIDORES EM GREVE.

Postagem feita as 11:45.


151 comentários:

Anônimo disse...

Olá Bia, mesmo com toda pressão conseguimos a adesão de uma escola que atende 1800 alunos na cidade de Santana do Paraíso. E.E.Herbet. Escola onde a Feliciana é lotada.
Usamos o argumento da solidariedade com aqueles que estão 64 dias de greve e com pagamento cortado. tchau. e com muita luta venceremos.
Idinei Corrêa de Ipatinga

Anônimo disse...

Que Deus te abençoe, Que a justiça seja feita. Estarei com o pensamento positivo. Vá você é forte. A luta continua até o piso. Se Deus é por nós quem será contranós?

Waender disse...

http://sind-utegovernadorvaladares.blogspot.com/2011/08/assembleia-estadual-dia-09-de-agosto-de.html#comments

Veja o comentário de uma anonima no blog de Governador Valadares mandou para você. Se for para apagar me avise!
waenderss@gmail.com

Não publique este comentário.
Força e coragem!!!

Yara Lucia Ituiutaba disse...

Olá Beatriz!
Gostei muito da sua entrevista ao Azenha e da declaração do Deputado Rogério Correia(tanto que postei um comentário para ele lá no Vi o mundo)
Acredito que, como no ano passado as superintendências terão que "desdesignar" esses professores que estão designando para colocar no nosso lugar!
Estou absolutamente certa da nossa vitória que não é nada mais e nem menos que o PISO da CNTE!
Abraços!

Leo Soares disse...

Não desistam professores, o Piso é um direito de vocês.

Anônimo disse...

então, quer dizer que em algumas regiões ele conseguiu? Hêeeeeee classe hein!! não aguento isso!!

Anônimo disse...

Beatriz, quem sabe você pode usar a notícia do site da see como uma prova contra eles. Lá estão dois contra cheques , um no subsídio e outro no outro modelo de remuneração. E na redação está escrito que o TOTAL no subsídio é maior que no outro.( Logo: Total é soma e não piso). O peixe morre pela boca.

Anônimo disse...

Beatriz, no site da see está postado dois contra cheques; um no subsídio e o outro no outro sistema de remuneração, para um comparativo. E na redação diz que o TOTAL no subsídio é maior que o total do outro( se é total, logo é teto e não piso).Será que você pode usar essa prova contra eles mesmos? ( O peixe morre pela boca)

Anônimo disse...

E aí Beatriz, como foi a reunião com o MP? O que podemos esperar daqui pra frente? O que o sindicato fará para impedir o retorno do pessoal? Pois tenho notícias de várias escolas que estão voltando....
Um abraço e aguardo respostas.
Gilda.

Anônimo disse...

Bia
Aqui estão telefonando para Professores em Greve e perguntando se querem terminar a greve pois caso contrário vão designar. Os que receberam telefonema da escola informaram que vão continuar em greve. Vamos barrar estas designações. Abraço. Firmes na Luta
Sidilúcio Ribeiro Senra
Leopoldina

Antônio Augusto disse...

Bia,precisamos gritar e pedir intervenção Federal em Minas. Esse governo já foi longe de mais.

Gracieusa Brito disse...

Bia, um Sr. de BH. Falou que ele tem sexta série, é lixeiro e recebe R$1.222,00 por 16 horas de trabalho. Não tem como você checar essa informação e pedir um contracheque para mostrar ao Ministério Público. Já tentei reler o coméntário, tava no jornal EM. Contudo não consigo encontrar. Ele ficou consternado com a nossa situação.

Anônimo disse...

Beatriz, você não está desanimada não?
Eu estou em pânico!
Por favor, leia as considerações do Professor Euler Conrado, em seu BLOG (no dele - rsrsrs). Ele tem pontos de vista muito lúcidos e práticos. Precisamos todos de muita informação. Você entende que, muitas vezes, a opinião de terceiros é importante para vermos aquilo que não conseguimos enxergar direito, por estarmos "emocionalmente" envolvidos com um assunto, ainda mais com a sua RESPONSABILIDADE nesse combate.
Por favor, leia o Blog do Euler.
Paz e bem!

Laurinha disse...

Beatriz, bom dia!
Por favor, faça um relato minucioso no seu Blog a respeito da reunião com a Secretaria de Estado da Educação. Sua exposição no site foi muito sintética. Você acha que foi produtiva? Consegue enxergar uma luz no fim do túnel? Quais são as suas reais expectativas? Por que você insiste nas negociações, exigindo o piso do MEC que, com certeza, o governador pode dizer que não reconhece? O que o Sindicato tem feito para que o tal e famigerado Acórdão seja publicado? É possível que se extinga o Sistema Remuneratório Antigo, como sugere a Secretária de Educação? O Governador tem poder para isso?
Você nos REPRESENTA. Temos o direito de saber o que você pensa em relação a essa verdadeira queda de braço. Estamos no limite. Infelizmente. Mas não podemos recuar agora. Seria o mesmo que declarar publicamente o nosso fracasso e o fracasso do Sindicato que nos representa.
Por favor, leia o Blog do Euler. Quem sabe, você encontra "subsídio" para a nova reunião? Sim, é importante que você ouça outras opiniões, principalmente aquelas que nos alertam, como se a gente dissesse: "Por que não pensei nisso antes?"
Um grande abraço e muita fé!
Se puder, responda.
Obrigada e tenha força, Beatriz.
Laurinha.

Silvio Geografia disse...

Cara Beatriz, parabenizo todos que estão juntos em prol do pagamento da lei do piso. Tivemos um grande avanço quando da reunião com o Ministério Público, mas ATENÇÃO: em nenhum momento o governo sequer acenou para o pagamento do piso nacional. Citou em "aprimoramento do subsídio", o que não é do interesse da grande maioria da categoria. Li agora no blog de euler algumas passagens que acho serem de grande utilidade para uma nova jogada de negociações no próximo dia 16. Sei da competência do judiciário do sindicato e também de seus conhecimentos mas não custa dar uma lida no blog citado. Com grande esperança de uma breve vitória att, Silvio.

Rafael disse...

Jamais poderemos e devemos voltar as salas de aula sem o pagamento do PISO! Jamais! Que a Greve seja Eterna! Mas não podemos recuar!!!

BARRETO disse...

CUIDADO ! BEATRIZ -

OLHA O QUE STÁ POSTADO NO SITE DA EDUCAÇÃO, PRESTE BEM ATENÃO NA FALA DA PROMOTORA :


A promotora de Justiça Maria Elmira do Amaral Dick, coordenadora estadual do Ministério Público para a Educação, considerou relevante o número de cargos que já estão posicionados no novo modelo implementado pelo Governo de Minas.

Está tendenciosa a postura dessa Promotora - ao ponto que chegou - seria preciso um plebiscito com dos os educadores - eu sou a favor no antigo sistema.

Prof. Lídio Barreto - São João do Paraíso.

Professores Espinosa disse...

O sindicato nem a categoria não irá ceder a essas conversinhas do governo não é Beatriz. Nada de implementação, melhoramento de subsídio. Nossa luta é pelo PISO!!!
Não traga essa proposta para reunião do conselho na terça feira(16).
Grande abraço...
Vamos está firmes na luta companheiros.
Professores de Espinosa(MG)

Anônimo disse...

Beatriz,
Ótima notícia: Mais uma escola de I)patinga que aderiu à greve hj(11/08)"E.E.Nacif Selim de Sales", felismente os colegas de Ipatinga estão acordando para o movimento.

Carla

Leonita disse...

Que bom que houve negociação, porém penso que precisamos esclarecer bem , quanto ao subsidio os servidores designados não puderam optar ,os aposentados uma grande parte também não e levando em conta alguns dos mesmos que não foram informados da escolha, para então diminuir o nº dos optantes e não generalizar dizendo que 75% ficaram no subsidio.

Anônimo disse...

Olá, Beatriz...
Tô passando aqui só pra lembrar uma coisa:
Estou na greve desde o início. Participando ou não das assembléias, acato as decisões tiradas nela.
Por isso quero lembrar: entrei na greve pelo PISO; subsídio não interessa... E me preocupa esse papo de "melhoria do subsídio".
Espero que o Sindicato não mude o rumo da prosa. QUEREMOS O PISO.
Abraços

Leonita disse...

Bom , já que assim entendo então se o governo quer mesmo o subsídio ,pensei, na greve de 2010 nos queriamos acrescer a lei do subsídio alguns artigos então se aqueles artigos forem incorparados a lei as vezes ficaria bom para nós ,pense nisso

Maria Inês Garcêz Fonsêca disse...

Beatriz,
Gosto muito do seu modo de conduzir o movimento.
Em Divino estamos trabalhando bastante. Conseguimos um espaço diário na Rádio Positiva FM, na programação local. Fizemos hoje o primeiro programa e foi um sucesso, recebemos ligações de pais nos apoiando.
Boa sorte aí!Confio em você.
Abraços,
Maria Inês

chris disse...

Boa tarde Beatriz. Estou decepcionada e temerosa, pois ansiei muito em ver a audiencia com o MPE acontecer, e quando esta ocorreu a resposta que as secretarias deram diante de voces foi para mim um balde de agua fria. Aquela conversa de que o governo está aprimorando o novo modelo e de que a maioria dos profissionais aderiram ao subsidio, isso segundo fala da promotora foi para mim de uma grande tristeza. Tinha muita esperana de que receberiamos pelo piso salarial, mas agora já começo a ter a certeza que esse piso morreu antes mesmo de ser aplicado. Aprecio sua coragem Beatriz, de fato voce deu muita dignidade a nossa classe com sua luta e bravura, mas sinto que perdemos essa guerra.Peço que leia o blog do Euler, lá ele fez inteligentes colocações.Não sou entendida do assunto, mas o que ele postou vale a pena ser lido e fazer nossas reflexões.
Peço a Deus que dê a voce sabedoria. E nos dê esperanças.
Abraços,
Chris.

Anônimo disse...

Bia, gostaria de dar uma sugestão:
Como a nossa greve é pela implementação do piso para os que optaram pela tabela de vencimento básico, não justifica discutir subsídio em assembleia. Você deve comunicar para assembleia o pedido da SEE. mas essa discussão será feita após a greve com aqueles que optaram pelo subsidio e para aqueles que não tiveram direito de optar.Saudações a todos Idinei Corrêa de Ipatinga. Aqui a adesão ´continua aumentando.

Anônimo disse...

Beatriz,

Um dado muito importante que tem que ser levado ao ministerio público, é o fato de que os professores designados não tiveram opção de escolha, portant não podem fazer parte dos numeros - também todos os efetivados foram posicionados e com muita pressão.
Linder - Manhuaçu

JPV disse...

Sei que existem uma infinidade de normas de fiscalização; e que uma delas diz respeito ao não cumprimento das obrigações; como por exemplo seguir a constituição. assim nao entendo o pq o sindicato nao toma providencias para punir o governador mineiro q insiste em nao cumprir as leis.... isso é improbidade administrativa... é passivel de cassação... espero q o juridico do sind ute tome tb essas providencias ..

Anônimo disse...

Subsídio 'MELHORADO'???
Nossa conversa só aceita PISO.
Espero que o Sindicato não mude o rumo da nossa prosa!!!
Espero que o sindicato permaneça firme no PISO...
Se o Sindute trair a categoria agora, depois de 2 meses de luta e sacrifício, é melhor enterrar de vez esse sindicato!!!!
PISO! PISO! PISO!!!

Anônimo disse...

BOAS NOTÍCIAS COMPANHEIRADA!

NÃO HÁ PROFESSORES PARA NOS SUBSTITUIR!!! QUEM NÃO ACREDITAVA, PODE VER COM SEUS PRÓPRIOS OLHOS NO JORNAL "O TEMPO" DE HOJE.

ANASTASIA-GAZOLIN(A)HA FORAM PEGOS COM AS CALÇAS NAS MÃOS.

ACABOU!!! É O FIM PARA O GOVERNO!!!!

NÃO TENHAMOS MEDO COLEGAS EDUCADORES!

100% DE GREVE JÁ!!! E SÓ ACEITAMOS O PISO. NÃO QUEREMOS MELHORIAS NO SUBSÍDIO, VIU SINDICATO?

FORÇA NA LUTA COMPANHEIRADA!

Anônimo disse...

ISSO AÍ COMPANHEIRADA! FIRMES NA LUTA,. ATÉ QUE SAIA O PISO.....QUEREMOS É O PISO! NÃO VAMOS RETROCEDER! A VITÓRIA É NOSSA.
GRANDE ABRAÇO A TODOS OS COMPANHEIROS EM LUTA!
ACREDITO QUE A GREVE ESTÁ COMEÇANDO A TOMAR PROPORÇÕES AINDA MAIORES. AQUI EM GV ALGUMAS ESCOLAS ESTÃO COMEÇANDO A ENTRAR NA GUERRA CONTRA ESTE GOVERNO FORA DA LEI.
ATÉ A VITÓRIA COMPANHEIROS.

Anônimo disse...

COMPANHEIROS ATENÇÃO:

Quero fazer um comentário a respeito das reuniões realizadas e as que estão para acontecer, pela negociação da implantação do piso com o Governo. Ao meu ver, acho que a palavra subsídio deveria ser excluída durante as negociações. A greve está sendo feita pelos professores que optaram em retornar ao antigo sistema remuneratório. O Governo criou pela própria lei do subsídio duas formas de remuneração, então tem que respeitá-las, dando tratamento diferenciado. A promessa do Governo em fazer aprimoramento do novo modelo, tem que ser feita com a categoria que está no subsídio, mais isto em outro momento e não agora. Dizer que a sistemática de remuneração antiga está em extinção é brincadeira de mau gosto, pois com a lei do subsídio ele poderia ter acabado com ela. Agora querendo ou não, ele tem que conviver com os dois tipos de remuneração, pelo menos até o julgamento da ADI 4631. De acordo com meu comentário, acho que a Beatriz não deveria levar para os profesores na assembléia do dia 16/08, nenhuma proposta do governo a respeito do subsídio.

Anônimo disse...

O QUE ESTÁ EM PAUTA DESDE O INICIO DA GREVE É O PAGAMENTO DO PISO, SEM O PISO NÃO PISAMOS NA ESCOLA. NÃO ENTRAMOS EM GREVE POR OUTRO MOTIVO. SÓ VOLTAREMOS COM O PISO. ESPERAMOS QUE O SINDICATO NÃO NOS VENHA COM OUTRAS PROPOSTAS.

Anônimo disse...

ATENÇÃO!!!!!!!!!

O pagamento do PISO NÃO DEVE SER VINCULADO AO NÚMERO DE ADEPTOS AO ANTIGO SISTEMA. AINDA QUE APENAS 1 PROFISSIONAL TIVER FEITO A OPÇÃO PELO ANTIGO SISTEMA REMUNERATÓRIO, ESSE DEVE RECEBER O PISO. NÃO ENTRAMOS EM GREVE POR OUTRO MOTIVO. ACREDITO QUER CERCA DE 150 MIL SERVIDORES OPTARAM PELA CARREIRA ANTIGA. ENTÃO, QUE O PISO SEJA PAGO. E AINDA QUE MAIS GENTE PERMANEÇA NO SUBSÍDIO, PROBLEMA DELES QUE NÃO ENXERGAM À LONGO PRAZO, QUE O GOVERNO NEGOCIE MELHORIAS NO SUBSÍDIO COM ELES. CONOSCO, QUE VOLTARAM PARA A ANTIGA CARREIRA, SÓ UMA OPÇÃO: O PISO. GREVE ATÉ O PISO. NÃO ACEITAREMOS OUTRA PROPOSTA.

Anônimo disse...

Na minha opinião é hora de radicalizar(ai, odeio essa palavra); mas agora não temos outra alternativa. Sugiro que se até dia 16 próximo o governo não se comprometer a pagar o piso, o sindicato deveria organizar uma ROMARIA de todos os grevistas até Brasilia e por lá acampar até a presidenta tomar uma atitude favorável a nós. Ou será que até a presidenta vai desconsiderar um lei federal?
Vamos lá, ver o que a Dilmete tem a dizer... ou será que ela não sabe o que está acontecendo no país que ela "governa"???

Anônimo disse...

Hoje vi na internet que o governador Anastasia está exigindo uma CPI no governo de Dilma. Olha só que audácia, ele exigindo CPI. A Dilma tinha que ficar sabendo, assim ela entra na nossa briga. Quem é esse governadorzinho de meia tigela. Ele mesmo precisa de um CPI.

Anônimo disse...

O que importa a quantidade de pessoas que retornaram ao antigo sistema de remuneração para que o ministério público exija cumprimento da Lei do piso? Isso foi uma forma de protelar. Se apenas 1 funcionário estivesse no sistema antigo, ele teria direito ao piso no vencimento básico. Ou o governo vai obrigar todos a voltarem para o subsídio? Outra coisa, se o antigo sistema está acabando, como diz a secretaria, por que os diretores não foram colocados no subsídio desde o começo? É muita enrolação pro meu gosto. Só espero que não aconteça como no ano passado, pois eu estava na assembleia e houve uma pressão enorme para que a greve acabasse, inclusive pelo próprio sindicato. Aquele documento que o governo assinou foi mesmo que nada, pois o Anastasia anunciou o subsídio quando o sindicato ainda estava reunido com o governo. Agora ficam dizendo que o sindicato concordou. Precisamos ficar atentos na Assembleia do dia 16 para que não aconteça o mesmo. Se a proposta não for o piso, não vamos nos deixar levar e não vamos aprovar o fim
da greve.

Anônimo disse...

Não posso nem sonhar em melhorias no subsídio para nós que estamos em greve, e que GREVE! O sindicato não pode aceitar outra coisa que não seja o piso salarial, é a nossa bandeira de luta. Estaria ele jogando por terra toda nossa luta e esforço.

Eduardo disse...

Beatriz, achei pouco esclarecedora a nota publicada após a reunião no MP. De fato não é possível reduzir o mérito da carreira antiga a uma questão de adesão numérica àquele sistema. Creio ser necessário uma análise mais acurada das posições do governo e do próprio MP, bem como da posição da direção sobre os encaminhamentos. A categoria precisa estar esclarecida.

Anônimo disse...

GENTE FIM DA GREVE SÓ COM O PISO. NÃO TEM CONVERSA, NÃO TEM OUTRA PROPOSTA. É O PISO E PRONTO. QUE O SINDICATO NEM VENHA COM CONVERSA DE MELHORAS NO SUBSÍDIO. NÃO QUEREMOS SABER DISSO NÃO. É O PISO E PRONTO. É POR ESSA CAUSA QUE ESTAMOS EM GREVE DESDE DO DIA 08/06. JÁ SOFREMOS DEMAIS, COM CALÚNIAS, FALTA DE RESPEITO, CORTE NO SALÁRIO. NÃO FAREMOS PAPEL DE PALHAÇO E NÃO SAIREMOS DA GREVE SEM O PISO. AH! E NÃO VAMOS REPOR OS DIAS CORTADOS. GOVERNO DESAFORADO, COVARDE, VAI TER QUE APRENDER A NOS RESPEITAR NEM QUE SEJA NA MARRA.

Anônimo disse...

SOCORRO!!!
NÃO PODEMOS ABRIR MÃO DO NOSSO SOFRIDO PISO! JÁ PERDEMOS O DIREITO DAS FÉRIAS PRÊMIO ( O SINDICATO NEM FALA DISSO.),DESIGNADOS GANHARAM DE PRESENTE O "SUICÍDIO" E VAMOS SÓ PERDENDO...
NÃO VOLTO SEM MEU PISO!
QUERO VER A LEI NESSE PAÍS VERGONHOSO FUNCIONAR A NOSSO FAVOR!

Alisson Lobo disse...

Pois é, parece que finalmente chegamos a um momento crucial do movimento de greve. É realmente importante os representantes do sindicato continuarem com firmeza, até emparedarem os agentes desse governo escroto!
Descartar totalmente a conversação sempre que eles vierem com a palavra subsídio. Definitivamente isso não serve para nós! (E o servidor que, após tanto tempo para refletir e escolher, resolveu não retornar para a carreira antiga, só tenho a lamentar a sua falta de esperteza).
Quanto às designações, espero mesmo que seja indeferido esse edital e as possíveis designações de professores para as turmas de 3ºano. Penso que nem professores esses daí talvez sejam: melhor seria chamá-los de pelegos! Será que conseguirão dormir à noite, se raciocinarem bem o que estão fazendo?

Anônimo disse...

Saudações a todos gueirreiros e guerreiras, não devemos preocupar com melhorias no subsídio. Estamos de greve pela implementação do piso nacional para os que optaram pela tabela de vencimento básico. Negociação é negociação, o governo fará sua parte e nós faremos a nossa, lógico que tudo que for apresentado em mesa é obrigação da Beatriz apresentar para categoria e tenho certeza que a mesma induzirá a todos a votarem contra uma proposta diferente da implementação do piso. Em greves futuras estaremos lutando por duas carreiras melhorias no piso e melhorias no subsídio caso ele seja julgado constitucional, mas nessa greve estamos lutando contra o subsidio. Com certeza a Beatriz sabe disso. Greve até a implementação do piso nacional.Sem ele não voltamos para escola.
Abraços a todos.

Gracieusa Brito disse...

MAIS UMA INVERDADE:300 MIL OPTARÃO PELO SUBSIDIO.
http://admgeral.otempo.com.br/webeditores/editorsimples/20110811fotoavulsa_10082011211538.jpg

MENTIRA DE NOVO, BASTA PEDIR O REQUERIMENTO(DOCUMENTO) ASSINADO NO MODELO DO NOSSO QUE RETORNAMOS AO SISTEMA DE VENCIMENTO BÁSICO. VOLTAMOS SEM A TABELA OFICAL QUE ERA NOSSO DIREITO PARA NÃO OPTARMOS NO ESCURO COMO FOI FEITO. HONESTAMENTE FALANDO O GOVENO DEVERIA TER FEITO AS TABELAS E DEIXADO OS FUNCIONÁRIOS OPTAREM ENTRE AS DUAS DE FORMA DEMOCRÁTICA. POIS NÓS FIZEMOS OS CÁLCULOS E VIMOS O SEQUESTRO DOS NOSSOS SALÁRIOS E NOSSOS BENEFÍCIOS. NÓS FOMOS TODOS JOGADOS COMPULSÓRIAMENTE NO TAL SUBSÍDIO, QUE É UMA MAQUIAGEM MAL FEITA PARA NÃO CUMPRIR A LEI 11.738/08 QUE INTITUIU O PISO = SALÁRIO BASE = SALÁRIO MÍNIMO. ESSA LEI MANDA O GOVERNO APRESENTAR O PLANO DE CARREIRA COM A LEI DO PISO, E O GOVERNO NÃO APRESENTOU E AINDA POR CIMA REBAIXOU O SALÁRIO DOS QUE VOLTARAM PARA QUE TODOS TIVESSEM MEDO DE OPTAR PELO O SALÁRIO BASE. SEM CONTAR QUE MUITOS FUNCIONÁRIOS APOSENTADOS NEM SABIAM, E CONTRATADOS QUE NEM PUDERAM OPTAR.
ESSA IMAGEM ESTÁ NESSA MESMA PÁGINA
http://www.otempo.com.br/noticias/ultimas/?IdNoticia=179167,OTE

Anônimo disse...

Beatriz! cadê vc fala alguma coisa estive lendo que a reunião será 10h, com o MPE então qual a proposta que o governo apresentou ? qual o dia que você irá mostrar para nós colegas? pois estou ansiosíssima nunca vi uma greve que me tirou até o sono. fico no computador só 24 hs do dia só pra ver as notícias meu marido fala que vou elouquecer.Um abraço!

Ohiamahc11 disse...

Ola Bia sou aluno da faculdade de História da UNIFAl um futuro prof sou de Ipatinga e estava acompanhando nas férias o movimento de greve la tanto municipal qto estadual quando voltei p Alfenas resolvi fazer algo em prol da greve mobilizei os alunos e profs do meu curso de história e vamos fzaer uma nota de repudio as atitudes do Anastásia e de apoio aos profs o movimento auqi foi bem aceito q levei isto a todos so curso de licenciatura da UNIFAL e esta vai ser só a primeira atitude q vamos fazer no mais gostaria q vc me mantem informado das ações da greve e das notícias pois aki no sul de mg a mídia vem de SP e não passa nada meu e mail é ohiamahc@hotmail.com e tbm no meu blog vou colocar as informações http://ohiama11.blogspot.com
Ohiama
OBS sou filho do Prof Jacomar de Ipatinga creio q vc o conhece

Ohiamahc11 disse...

Ola Bia sou aluno da faculdade de História da UNIFAl um futuro prof sou de Ipatinga e estava acompanhando nas férias o movimento de greve la tanto municipal qto estadual quando voltei p Alfenas resolvi fazer algo em prol da greve mobilizei os alunos e profs do meu curso de história e vamos fzaer uma nota de repudio as atitudes do Anastásia e de apoio aos profs o movimento auqi foi bem aceito q levei isto a todos so cruso de licenciatura da UNIFAL e esta vai ser só a primeira atitude q vamos fazer no mais gostaria q vc me mantem informado das ações da greve e das notícias pois aki no sul de mg a mídia vem de SP e não passa nada meu e mail é ohiamahc@hotmail.com e tbm no meu blog vou colocar as informações http://ohiama11.blogspot.com
Ohiama
OBS sou filho do Prf Jacomar de Ipatinga creio q vc o conhece

Geovano disse...

VAMOS MANDAR EMAILS PARA A CÂMARA DOS DEPUTADOS, É MUITO FÁCIL DESCOBRIR O EMAIL DO ÚLTIMO DEPUTADO EM QUE VOTAMOS.
Veja o exemplo:

Prezado xxxxxxxx
Como seu eleitor no último processo eleitoral, me sinto do direito de lhe fazer um questionamento: o que o Sr. fez ou está fazendo em relação a greve dos professores?
Até hoje, desculpe, mas não ouvi nenhuma palavra sua e nenhum posicionamento em relação a sitruação tão desagradável.
Vc concorda em um militar, com 2 grau completo, ganhar 2041 reais e um professor com ensino superior ganhar 1320?
Numa boa, se alguma coisa não for feita, esqueça meu voto em uma provável futura eleição.
Aguardo uma resposta de sua parte.
Conto com sua colaboração
Geovano

Anônimo disse...

Não entendo tamanha preocupação do governo com os alunos do 3º ano, segundo informações do próprio governo o nº de grevista não é mínimo? Então não está faltando professor a ponto de atrapalhar o Enem

Anônimo disse...

Não entendo tamanha preocupação do governo com os alunos do 3º ano, segundo informações do próprio governo o nº de grevista não é mínimo? Então não está faltando professor a ponto de atrapalhar o Enem

Anônimo disse...

Boa tarde!!!

Sinceramente, espero que o Sindicato nem aceite falar em melhorar o subsídio na reunião do dia 16/08. Estamos tanto tempo em greve pelo nosso piso. Que seja o piso do MEC, o que o governo tem o dever de aceitar (pode dizer que o da CNTE é inviável). Qualquer argumento contrário ao piso, deve ser instantaneamente rechaçado na reunião. Nem deve ser colocado em pauta na nossa Assembleia. Se o Sindicato nos decepcionar este ano, pode dizer adeus à credibilidade junto à categoria.

Anônimo disse...

Beatriz,

(É importante que leia)

"...o impacto do piso do MEC custaria, segundo o deputado Rogério Correia (que continua devendo a confirmação dessa versão) algo próximo de R$ 4 bilhões a mais no orçamento..."

Olha só:

SE 100.000 PROFESSORES TIVESSEM UM SALÁRIO FABULOSO DE R$5.000,00 (CINCO MIL REAIS), O GOVERNO TERIA UM GUSTO TOTAL DER$500.000.000 (QUINQUENTOS MILHOES DE REAIS). AGORA TE PERGUNTO: DE ONDE SE RETIROU ESSE VALOR ABSURDO DE R$4.000.000.000,00 (4 BILHÕES DE REAIS)?

O governo tem que ter lógica na conta. Não adianta inventar números... ele tem que provar os custos.

Anônimo disse...

Beatriz,
Li aqui as noticias sobre a negociacao, li no blog da SEEMG e fiquei muito preocupada com a fala da Renata Vilhena( sermos nós, o que optamos pelo PISO,uma categoria em extincão)
No blog do Professor Euller , ele falou sobre a importancia de se fazer os cálculos tanto dentro do piso do MEC que é o oficial, quanto no de 1570,00.Não podemos aceitar nada que não seja o PISO.
Não aceitamos o subsídio( alias, novo modelo de negociacão).Uma mentira dita 1000 vezes, vira uma verdade.Essa é a política desse Desgoverno de Anastasia.
Ashley

Anônimo disse...

A conquista do Piso vai marcar o início de uma nova luta a ser travada: o fim da proletarização da nossa categoria e o resgate de nossa dignidade profissional.
PISO JÁ!!!

Anônimo disse...

Se o Sindicato aceitar qualquer coisa que não seja o Piso, pode enterrar SindUte e todos os seus diretores e representantes. O Sindicato só deve levar para a Assembleia algo que mencione mudança no valor do Piso. Nossa greve é pelo Piso!!!!!!. Caso o governo apresente aumento no suicídio, os membros do Sindicato na negociação, nossos representantes, devemn na HORA, DIZER NÃO!!! SÓ NEGOCIAMOS PISO!!!!

Anônimo disse...

Não estou gostando do tom da Beatriz, ela diz que a greve continua até a próxima assembléia pelo menos. Isso não é bom. Parece que o sindicato vai ter que ser levado pela categoria, se não, irão voltar com as mãos abanando. Isso é péssimo para nós pais de alunos que não queremos professores desmotivados. A EDUCAÇÃO PRECISA MELHORAR FORÇA PROFESSORES, FORÇA.

Anônimo disse...

Parabéns ao sindicato e aos professores. Resistam e vencerão. Sirvam de exemplo para as outras categorias que se deixam calar por esse governo. Governo este que governa para as empre$as. Hasta La Victoria Siempre!

Anônimo disse...

Com esse fôlego, levamos a greve até dezembro, se preciso for. A Diretora da minha Escola tentou colocar uma colega que não está em greve para me substituir, mas ela não aceitou. Ainda existe um pouco de dignidade nesta categoria. Aqui em minha casa eu e minha esposa estamos em greve - temos três filhos e um neto - que dependem do nosso salário. Mas, só voltaremos com o piso.
Um abraço até a vitória.

Anônimo disse...

KKK FINALMENTE UMA DERROTA REAL PARA ESSE GOVERNO TECNOCRATA E FASCISTA; PROFESSORES COM CURSO SUPERIOR SÃO TRATADOS COMO INÚTEIS NESTA SOCIEDADE MARCADA PELA CORRUPÇÃO E PELA VIOLÊNCIA; CHEGA DE HIPOCRISIA E DESTA MANUTENÇÃO DA MISÉRIA NA EDUCAÇÃO, O FATO DE OS POSSÍVEIS SUBSTITUTOS NÃO IREM REVELA A INDIGNAÇÃO EM GRANDE PARTE DA POPULAÇÃO PELO MODO COM VEM SENDO CONDUZIDA A POLÍTICA AQUI NAS MINAS GERAIS! SALÁRIO DIGNO E EDUCAÇÃO DE QUALIDADE! É BÁSICO, MAS TEM GENTE QUE NÃO APRENDE, OU GANHA NÃO APRENDENDO

Anônimo disse...

Parabéns a Beatriz Cerqueira, imune a propina, respeitada e estimada por toda a classe docente e pesadelo para Anastasia. Viva todos aqueles que buscam ser livres e têm sede de justiça. Confiamos em você não sairemos da greve sem o PISO.

Anônimo disse...

Que pena que profissionais tão úteis a sociedade, sejam tratados com tanto desrespeito.Tomara que consigam resistir e não recuem da luta.

Anônimo disse...

Companheiros de luta e de profissão... Fazer Greve não é fácil... A situação não é tranquila, ficamos muitas vezes ansiosos... inseguros, não é??? Mas a força está no apoio do outro, daquele que também está na luta, que também sofre as consequências de um (des)governo que sequer tem a coragem de negociar, que parece desconhecer completamente o que é Ser Educador (ou faz de conta que não o sabe), que insiste em nos menosprezar, mostrando claramente o que pensa realmente sobre a Educação, ou seja, uma "coisa" sem importância...

O mais incrível é sermos tratados como "invisíveis" pela mídia. A mesma mídia que insiste em declarar que a solução para o país é a Educação, apoia um governo "descompromissado" com os Educadores e ainda não mostra à sociedade o que está acontecendo em Minas! A pergunta que não quer calar: Onde está o compromisso com a verdade???

Bem... Sei que só poderemos realmente educar com atos, com nossos exemplos! Palavras? Palavras são subjetivas demais se não estiverem atreladas às ações... Portanto, educador de verdade é aquele que não só tem um profundo conhecimento e procura aprimorá-lo sempre, como também VAI À LUTA, QUANDO NECESSÁRIO, mostrando aos alunos, qual o verdadeiro sentido da palavra Educar!!!

Abraços a todos!!! Juntos, até a vitória!!!

Anônimo disse...

Subsídio, juridicamente falando, não é salário. Não sendo salário, não há que se falar em data-base ou reposição inflacionária. Assim, reajustes de subsídios serão sujeitos à discricionaridade do governante do momento, ao voluntarismo ou a manobras populistas e eleitorais. Também não servem como base para concessão de abonos ou adicionais por tempo de serviço, por desempenho ou outras gratificações. A esperteza está na escolha do ente jurídico chamado "subsídio", porque ele desobrigará totalmente o Estado de seguir qualquer norma legal que se refira a salários. Assim, quem optar pelo recebimento de "subsídio" estará se sujeitando ad aeternum às decisões autocráticas do Governo e não terá possibilidade jurídica de discutir nenhum direito, pois o ´"subsídio" não gera qualquer direito a quem o recebe, sequer o da habitualidade. Devemos lembrar também que a natureza jurídica do ente "subsídio" determina que o mesmo seja temporário, ou seja, não pode durar para sempre, o Estado deve estabelecer quem será beneficiado pelo "subsídio" e por quanto tempo os beneficiários receberão seus "subsídios". É o caso, por exemplo, dos deputados, senadores e vereadores, cujos "subsídios" devem ser votados ao final de cada legislatura, para vigorarem na legislatura seguinte. Se conseguir emplacar o pagamento de "subsídios" aos professores, será questão de tempo para que o Estado estenda a mesma política às demais categorias profissionais do Serviço Público Estadual. Assim, todos os demais servidores públicos deveriam, no mínimo, ficarem atentos ao desenrolar da greve dos professores estaduais, porque o resultado dela poderá afetar profundamente o futuro de todos.

Anônimo disse...

É hora de a população apoiar os professores em peso!!! Entendo que os alunos não deveriam perder aulas, mas de que adiantam essas aulas sem estrutura??? Melhor perderem uns meses e conseguirem algo melhor para eles e para as futuras gerações! Até quando vamos tratar a educação como algo de segunda importância??? A PM pressiona e o governo negocia logo. Professor pressiona e o governo se esquiva. Educação é menos importante que segurança? Educação melhor não gera mais segurança? Escolas melhores não diminui a necessidade de presídios? Pelo amor de Deus! Que esse governo mude sua mentalidade pequena e invista pesado na educação, com mais qualidade e segurança nas escolas.

Anônimo disse...

O Governador Professor vai ter que voltar atrás e pagar o piso nacional da educação, não adianta tentar enganar a população falando que já paga. O Governador Professor deveria respeitar a Classe.

Anônimo disse...

ÔOOOOOOOOOO beleza! A SEE vai começar a perceber que ninguem ta doido querendo dar aulas para ganhar a gorjeta do governo! Vai ter que negociar com os heróis que ainda têm um resto de vontade de voltar pra sala de aula. "Somos exército de um homem só" todos dias damos show de "Se vira nos 50 (minutos de aula)"

Anônimo disse...

Beatriz, sou ATB e retornei a tabela anterior e ganharei a menos(200,00) que um servidor designado que começa a trabalhar hoje, e eu já tenho 10 anos de efetiva por concurso. E a ISONOMIA SALARIAL, como fica??? E a justiça não é feita e nada acontece.

Anônimo disse...

Bia, sou professora católica há 20 anos no estado e gosto muito da TV Canção Nova. Fico muito feliz quando aparece alguma entrevista com você no Jornalismo da TV. Hoje vi uma entrevista com Paulo Henrique da Fonseca se não me engano falando sobre a greve dos professores. Que bom que eles dão abertura para estas notícias. Lembrando que eu também estou de greve, na luta.
Abraços, e muita fé, perseverança e força para todos os grevistas.

Anônimo disse...

Beatriz quando li o comentario do nosso colega fiquei pensando que tipo de cidadão seria e tive certeza de que faz parte daqueles que prestam todo tipo de concurso e na primeira oportunidade vai "cair fora"
continue por tantos mais que acreditam que mesmo sendo uma profissão com sua grande maioria formada por mulheres e sofrer ainda esse tipo de discriminação mascarada acreditam que possamos adquirir respeito e dignidade...Um abraço Alcinea C.Diniz

Gleiferson Crow disse...

"Sem o PISO, não pisamos na escola."

Caros companheiros, amigos alunos, amigos professores, amigo pai, amigo mãe, amigo, vamos caminhar juntos, agir juntos, pensar juntos, para que a vitória seja de todos nós.

Ontem estive em uma escola que esta funcionando, e fui muito bem recebido pelos companheiros que estão trabalhando, não irei citar o nome da escola. E sai mais alegre com o convite para retornar e falar com mais professores sobre a nossa luta, que é uma luta da categoria: "a greve foi deflagrada em 08 de junho último e, desde então, a categoria intensifica esforços na tentativa de abrir negociação com o governo do Estado, que se nega a implantar a Lei 11.738/08, que institui o Piso Salarial Profissional Nacional (PSPN)." http://www.sindutemg.org.br/novosite/conteudo.php?MENU=1&LISTA=detalhe&ID=2183. O convite foi de vários amigos que reencontrei, pois já lecionei, fui PROFESSOR EDUCADOR nesta escola.

Diga não ao professor tampão, somos professores, servidores da educação, seres humanos, seres pensantes e formadores de opiniões). Sou professor e jamais participaria de uma "estratégia do governo de tampar buraco", tampar sol com peneira" substituindo um cargo que não existe. A secretária de educação e toda a equipe deveriam preocupar com a legislação vigente e providenciar o pagamento imediato do PISO SALARIAL PROFISSIONAL Lei 11.738/08. Tampar sol com peneira em pleno século XXI, um país com uma excelente CONSTITUIÇÃO FEDERAL, tempos de concursos, designações dentro da lei, tudo isso traz lembranças da época que eu era designado com qualificação LP (sem nenhuma chance de assumir a vaga, pois verificava até xerox de contagem de tempo - autenticada- e xerox de comprovante de votação era motivo para assumir ou não a vaga, digo novamente V-A-G-A.


Deixo o recado novamente a Sub Sede do SindUTE de Sete Lagoas: por favor façam uma visita as escolas que ainda estão funcionando.

Governador Antônio Anastasia (PSDB)

"Cadê o meu PISO, governador? "

Piso Salarial é Lei Federal 11.738/08
Educação é um direito de todos.
Recado ao GOVERNADOR e sua EQUIPE
http://www.youtube.com/watch?v=zABP_lbj2qY

Este vídeo foi postado para deixar um recado aos amigos de combate e para esse governador fora da lei. Essa batalha que começou no dia 8 de junho já atingiu o ponto mais alto (o de um GOVERNADOR desesperado que tenta confundir a sociedade com informações distorcidas e incompletas divulgadas nos meios de comunicação) e agora o que resta é o desfecho com a nossa vitória (categoria da Educação de Minas). Todos unidos para construir uma Minas Gerais mais justa. Isso é aula de cidadania. Quando estiver cansado, com raiva e sem graça ao ver e ouvir tantos noticiários "pagos e comprados" . Pense nas horas de ouro que tivemos desde o dia 8 de junho e de tantas pessoas boas que você conheceu.

abraço a todos os companheiros de luta !!!

Gleiferson Crow
LEIA: O Jornal do José Elias Issa
http://leiajeissaeemg.blogspot.com/

Anônimo disse...

Pois é bia, aki em SETE LAGOAS, na Escola Estadual Edite Furst a diretora muito spressadinha correu e ofereceu as aulas do Professor Joaquim(Joca) o marido da Alzira, (aquela do contracheque) a professora(eloa não está na greve) nnum ato de solidariedade,simplesmente rtespondeu: de jeito nenhum, pode procuirar outro(a)Adoramos, foi bom demais kakakakakakakaka

Paulo Campos disse...

E o salário dos professores mineiros?!...

Muitos chiaram com o "aumento" do salário mínimo p/ R$ 545,00 e muitos estão chiando com o pedido dos professores mineiros pela aplicação da lei federal do piso nacional em nosso Estado; porém não estão discordando do aumento do "´salário presidiário" para R$ 810,00 !
Será que os governantes do Brasil acreditam que um criminoso merece um salário superior a de um professor mineiro ????

A REFERIDA PORTARIA JÁ FOI REVOGADA PELA DE Nº 333, DE 1º/06/2010 NA QUAL O VALOR DO SALARIO FAMILIA PRESIDIARIO PASSOU A SER DE R$810,18! ! ! E TEM MAIS. . .
NO CASO DE MORTE DO "POBRE PRESIDIÁRIO", A REFERIDA QUANTIA DO AUXÍLIO- RECLUSÃO PASSA A SER "PENSÃO POR MORTE".
O GRANDE LANCE É ROUBAR OU MATAR PARA SER PRESO E ASSIM SUSTENTAR CONDIGNAMENTE A SUA PROLE.
ISTO É INADMISSÍVEL ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! !

INCENTIVO À CRIMINALIDADE ! !

Você sabe o que é o AUXÍLIO RECLUSÃO?

Todo presidiário com filhos tem direito a uma bolsa que, a partir de 1/1/2010 é de R$798,30 por filho para sustentar a família, já que o coitadinhonão pode trabalhar para sustentar os filhos por estar preso. Mais que um salário mínimo que muita gente por aí rala pra conseguir e manter uma família inteira. Praticamente o dobro do atual piso salarial dos professores mineiros

Ou seja, (falando agora no popular pra ser entendido)
Bandido com 5 filhos, além de comandar o crime de dentro das prisões, comer e beber nas costas de quem trabalha e/ou paga impostos, ainda tem direito a receber auxílio reclusão de R$3.991,50 da Previdência Social.
Qual pai de família com 5 filhos recebe um salário suado igual ou mesmo um aposentado que trabalhou e contribuiu a vida inteira e ainda tem que se submeter ao fator previdenciário?
Mesmo que seja um auxílio temporário, prisão não é colônia de férias.

Isto é um incentivo a criminalidade. Que politicos e que governo é esse?????
Não acredita?
Confira no site da Previdência Social.

Portaria nº 48, de 12/2/2009, do INSS
http://www.previdenciasocial.gov.br/conteudoDinamico.php?id=22

Pergunto-lhes:

1. Vale a pena estudar e ser professor?
2. Trabalhar nas salas de aula e ainda preparar as aulas e correções em casa para receber um piso de R$ 369,00; fazer malabarismo com orçamento pra manter a família?
3. Viver endividado com prestações da TV, do celular ou do carro que você não pode ostentar pra não ser assaltado?

4. Viver recluso atrás das grades de sua casa?
5. Por acaso os filhos do sujeito que foi morto pelo coitadinho que está preso, recebe uma bolsa de R$798,30 para seu sustento?
6 Já viu algum defensor dos direitos humanos defendendo esta bolsa para os filhos das vítimas?

MOSTRE A TODOS O QUE OCORRE NESSE PAÍS!!!

Acreditem se for possível, isso aqui não é um País sério...
E o piso dos professores mineiros?! ... R$ 369,00!!!

Professores de Minas, a nossa dignidade não tem preço! Paulo Campos

Anônimo disse...

A carta magna desse país está sendo rasgada ante postura adotada pelo governo estadual.
Nesse sentido, parece que as leis que regem esse país valem apenas para os "frascos e comprimidos". As "autoridades", que apriori, deveriam respeita-la são os primeiros a mostrarem como se deve agir um cidadão de bem: ignorar as leis. Veja a constituição, a lei de greve, a lei do piso sendo vilipendiada por esse grupo que está no poder. O que eles acham que são? Estão acima a lei?. A lei é para ser cumprida? Devo ressaltar que tais leis deveriam ser colocadas em prática. Assim aprendemos, ou mesmo, nos é exigido em nosso cotidiano. Em Minas Gerais, a pessoa do governador, haje como um ditador!

Professores Espinosa disse...

Bia
Já que o governadorzinho TIMOTIN CABRAL(anastAZIA) está querendo que a SEE contrate professores para alunos dos 3º anos, que ninguém reponha as aulas após o fim da greve. Que ele contrate professores também para todos os outros alunos que estão sem suas aulas. Se caso ele não encontrar professores, que vá ele e sua corja de comandados para a sala repor aulas para os alunos do 1º, 2º ano do ensino médio e também aos alunos do ensino fundamental do 1º ao 9º ano. Por FAVOR Coloque esta proposta na reunião do conselho de terça feira(16/08) e que seja levada para assembléia. Já que nosso salário de fome foi cortado e conseguimos vencer mais essa dificuldade que diferença faz, repor aulas para receber de qualquer jeito ou quem sabe nem receber, não é mesmo???... Devemos continuar firmes na nossa luta e não queremos que vc venha a apresentar aprimoramentos do subsídio para a nossa categoria!
Grande abraço a Vc e aos companheiros de guerra. Somos professores de Espinosa(MG)

Professores Espinosa disse...

Beatriz, ficamos preocupados com a possibilidade de nossa luta ir por água abaixo depois desta reunião com o MP e depois de tanto trabalho feito em prol do nosso tão suado piso salarial! O que que a justiça está fazendo? Assistindo a tudo de braços cruzados? Lei não é para ser cumprida? Cadeia para esse Governo AnastAZIA Timotinho(Cordel Encantado). O que os nossos ministros do STF estão esperando? Quer dizer que eles julgam uma lei, e o Timotinho cumpre se quiser ou se achar conveniente? Onde que estamos? Isso é Brasil? Não Concordo! Acho que a nossa categoria tem que se posicionar agora, JÁ, e ir ao STF e fazer a cobrança!!! EstamosIndignados!!!

Anônimo disse...

Beatriz,
Que "silêncio" no seu Blog! É aterrador ficar sem notícias...
Bia, será que o Sind Ute pode convidar alguém para representar, de fato, os anseios dos Professores, para ajudá-la nas negociações com a Secretaria de Educação? Em nome de todos os colegas, sugiro o nome do Professor Euler Conrado. O E-mail para contato com o Blog está exposto lá, por isso, acho que posso citá-lo aqui:
euler.conrado@gmail.com
Quem sabe ele aceitaria? Se não aceitar, tenho certeza de que será claro em seus motivos.
Sugiro a você levar calculadora, lápis e papel e um exemplo de situação de Professor na próxima reunião, para mostrar por A + B que o governo não paga o piso. Seria interessante também levar uma caixa de lápis de cor: pode ser que você precise desenhar!
Estamos torcendo por um feliz desfecho, mas não se esqueça: nem queremos ouvir falar em subsídio. Vamos tirar essa palavra de nosso vocabulário. Inteligentes, vamos substitui-la por outra mais simpática e atraente.

Anônimo disse...

Estamos torcendo por um feliz desfecho, mas não se esqueça: nem queremos ouvir falar em subsídio. Vamos tirar essa palavra de nosso vocabulário. Inteligentes, vamos substitui-la por outra mais simpática e atraente: PISO, QUE É A ÚNICA COISA QUE NOS INTERESSA, SEM OUTRO ACORDO.

Anônimo disse...

Carlos Moraes(Montes Claros )
Olá Bia, Amiga e Companheira de Luta!!!
Estamos todos indignados e envergonhados com o silêncio e omissão dos Tribunais de Justiça de MG! Será que não existe um juiz ou Desembargador que tenha compromisso com o cumprimento da Lei e da Justiça? e a INDEPENDÊNCIA DO PODER JUDICIÁRIO? VIVEMOS UMA DITADURA DISFARÇADA?
Estamos aguardando ansiosos a resposta do Mandanto de Segurança contra a contratação ilegal dos professores substitutos.Aliás, diga-se de passagem, não são professores(estudantes, desempregados, mototaxistas,etc).ATENÇÃO ALUNOS: COMO SERÁ A QUALIDADE DESSAS PSEUDO-AULAS? SERÁ QUE ELAS VÃO PREPARÁ-LOS PARA OS CONCURSOS?
BIa, gostaria que nos informasse também sobre o resultado da reunião com o Ministério da Educação.
FORÇA NA LUTA COMPANHEIROS(AS), FORTALEÇAMOS A GREVE!!!
AVANTE ATE A VITÓRIA!!!
SAUDAÇÕES FRATERNAS!!!

jodson disse...

Acho que a luta também deve seguir buscando o fim do subsidio, que é visivel para todos, uma manobra do governo pra fugir do ônus que o piso trarápara ele e em contra partida o bônus que trará para categoria.

Anônimo disse...

Beatriz,
Faça as contas: se o impacto na folha de pagamento com a implantação do piso for na ordem de 4 bilhões, como diz o governo, divida-os por (cerca de) 400 mil servidores da educação e teremos um salário de 10.000 reais por mês. Temos ótimos matemáticos no governo, não?

Antônio.

Professora Rosemeire disse...

Escola Estadual Helena Guerra, no Eldorado, ontem, realizou diversas e vergonhosas contratações para substituição dos "combatentes" em greve.
É o fundo do poço!
Que nome se dá a esses "substitutos" ilegais?????

delduque-pedro leopoldo disse...

Prezados professores, algumas reflexões sobre essa reunião:
1- Quem marcou essa reunião não foi o ministério público, foi o governo. Como o discurso dele tem sido o de não negociar, e como a greve atingiu a simpatia da sociedade, ele teve que negociar. Para não negar a sua posição, colocou o ministério público como fachada. Senão, porque a secretária de planejamento foi à reunião? Isso é uma vitória da greve.
2- A proxima reunião foi marcada para o dia da assembléia, às 10 horas. Isso já foi utilizado na greve passada. Significa que ele vai apresentar uma proposta e que para que ele a mantenha, a condição será a greve terminar na terça feira. Ou seja, não vai nos dar tempo para refletir sobre a proposta.
3- A proposta a ser apresentada deve constar de pagamento dos dias parados com a emissão de contracheque especial e com a condição de apresentação do calendário de reposiçao; melhoria da remuneração do subsídio para quem tem mais tempo no estado. Talvez ele incorpore a malfadada Vantagem Temporária Incorporável e proponha algo como reajuste anual do subsídio de acordo com o reajuste do piso salarial nacional, tendo em vista que já há no Congresso uma nova proposta para essa forma de reajuste (que por sinal não é nada agradável).
4- Em sintese: o governo vai insistir no subsídio.
5- O governo já tem as contas do custo do pagamento do piso e já tem uma proposta para pagar. Esse estudo já foi feito. Só que essa proposta, para o governo, é a pior solução para a greve. E é esta proposta que nós temos que arrancar. Logo, a greve vai continuar. Não criem a ilusão de que começou a negociar, a greve terminará... Agora nós estamos iniciando o segundo tempo. Paciência, persistencia e garra é o que mais precisaremos. A dificuldade dessa luta é que ela é pelo piso salarial; é pela melhoria salarial e não pelo reajuste das inflações acumuladas. O governo considera que o gasto não vale a pena; acha que aumento salarial do professor não vai mudar os indices dos resultados das avaliações escolares. Nós que estamos dentro da escola sabemos que sim, que vai mudar, que melhores profissionais poderão ser admitidos, que teremos mais tempo para estruturar o ensino, que valerá a pena financeiramente trabalhar como professor de escola pública em minas gerais.
- Portanto, não é de desaminar o que vem por aí. Vamos continuar economizando, solicitando a ajuda financeira de parentes e amigos, pois a sociedade, como raras vezes, entendeu a nossa luta.
- Uma palavra de ordem que ouvi:
"Com força, com garra
O piso sai na marra".

Anônimo disse...

Beatriz, não podemos ficar assim sem notícias do que está acontecendo. O momento é de grande ansiedade, delicado e como já disse uma outra vez, é preciso ser estrategista. Como foi a reunião com o MEC?
Outra coisa: a batalha judicial não está para amadores: o sindicato precisa DOS MELHORES advogados. Veja o exemplo do quilate dos advogados que atuaram em Santa Catarina. Sem esquecer que Anastasia é um "expert" e não podemos menosprezar. O sindicato tem que visar diminuir esta ansiedade da categoria. Precisamos disso.

VANIA disse...

onde esta você? entramos em greve para PAGAMENTO DO PISO, RETORNO AO SISTEMA ANTIGO,TERÇO EXTRA CLASSE, DEVOLUÇÃO REFERENTE A 2003!"!!
NÃO SE ESQUEÇAM DISSO !

VÂNIA disse...

GENTE NÃO ESQUEÇAM PAGAMENTO DO PISO!!! NÃO QUEREMOS AJUSTAMENTOS NO NOVO SISTEMA OKKKK!!!!

Rui Souza disse...

O nosso principal foco na greve 2011 é o cumprimento do Piso Salarial, que é Lei Federal, que no entanto não é cumprida. Assim a culpa da greve e de todos os transtornos causados por ela é da "Justiça" que não faz cumprir a Lei do Piso. Vamos então pressionar a Promotoria a fim de que se manifeste a favor da Lei e consequentemente a favor dos nossos interesses profissionais.

Anônimo disse...

Fiquei um pouco preocupada e intrigada após ler o comentário da secretária Renata Vilhena, dizendo que 70% dos funcionários permaneceram no subsidio. Fiquei pensando em como essa porcentagem será apresentada ao MP. O governo vai querer dar uma de esperto e colocar no cálculo também aqueles que não puderam fazer a opção, como os designados por exemplo. É preciso estarmos bastante atentos, pois ele(o governo) vai querer mostrar ao MP e à população que a maioria preferiu o subsídio. A própria lei do subsídio nos dá a opção de retorno, então, não importa quantos voltaram, poderia ser um funcionário apenas , para este a lei do piso deverá ser cumprida.
Abraços Beatriz e parabéns pelo excelente trabalho.Confiamos em você.

André Augusto / BH disse...

Bia, o que esta acontecendo...
Não se esqueça que o nosso objetivo é e tão somente é a IMPLANTAÇÃO DO PISO NACIONAL, nada de fazer acordo com esse governo se não for o piso, independente da quantidade das opções entre o piso e subsídio. Abraços.

Anônimo disse...

Beatriz,
É interessante que vc. atualize seu blog com informações mais recentes para que possamos acompanhar as movimentações dos bastidores.

Anônimo disse...

antonio disse...
Professores essa luta poderia ter sucesso com menor esforço. É só fazer um panfleto individual por cidade,nas dez maiores de minas,com a foto de quatro ou cinco deputados que tiveram votos nestas mesmas cidades, com os seguintes dizeres:

ESTES DEPUTADOS NÃO QUEREM UMA BOA EDUCAÇÃO PARA NOSSOS FILHOS.

Levar este panfleto ao gabinete do deputado e ameaça-lo com uma panfletagem em massa em toda cidade se ele não se colocar em favor dos professores na grande imprenssa mineira e mediar uma negociação com o governador. Tenho certeza que isso dará certo.

Anônimo disse...

Onde está vc, Beatriz? Já nos sentimos muito íntimos e queremos notícias....

Samuel disse...

ou professor da rede estadual de educação, e tenho acompanhado de perto as informações sobre a atual greve em que estamos embrenhados.
Digo que fiquei muito preocupado ao ler no site da educação em que a secretaria de planejamento disse que o antigo plano remuneratório esta em extinção e que seria apresentado na próxima reunião apenas uma remodelação no subsídio para deixá-lo mais atraente aos mais velhos no estado, e que seria levado para a assembleia próxima o que contradiz os dados no site do sinde ute. Que esta com a verdade?
Parece que o MP esta sendo iludido pela proposta do piso, pois as secretarias estão batendo na tecla em cima do valor para nível médio e não coloca o valor que seria pago para o professor de nível superior, temos que passar esses dados ao MP.
Outro fator é que o subsídio é interessante para os mais novos e para os de nível técnico. E o sindicato não esta mostrando ao MP que estes são a maioria no estado e para os que possuem mais de 18 anos de casa o subsídio não é atraente. Para os que possuem entre 12 a 17 anos tem que fazer um estudo detalhado do seu vencimento na tabela atual, mas se colocado o valor do piso fica interessante para todos, mesmo que de forma proporcional para as 24:00h.
Gostaria de saber se o governo negocia o pagamento proporcional ao piso para as 24:00h? E se esta proposta foi colocada em pauta? Piso é lei já sentenciada pelo STF, o que o MP mineiro fala sobre o assunto? Porque colocar de forma tão reduzida a pauta da reunião di dia 10 no site do sindicato?
Gostaria que fossem respondidas estas indagações, e se já foram propostas, favor publicar no site do sindicato, pois são indagações de muitos.  
Juntos sairemos vitoriosos.
Atenciosamente: Prof.  Samuel José de Oliveira Reis

Anônimo disse...

Onde anda Beatriz,nenhuma novidade em seu blog estamos aguardando ansiosos.Grevistas de Rio Manso.

Maria disse...

Beatriz onde esta você. estou carente de notícias aqui no nortão de MG.Você e o Euler são minhas fontes de informações. Atualize o seu blog.

Ronei Professor disse...

É por acreditar que as crianças são o futuro do Brasil que a sociedade deve lutar para que os professores possam ter a oportunidade de trabalhar em um único cargo, com condições de sobrevivência, para entrar na sala de aula com ânimo e preparados, pois, na atual situação os professores são obrigados a pegar dois ou três cargos para conseguirem manter suas despesas básicas. Quem é trabalhador, deve lutar para que os salários sejam melhores para que possamos também poder pagar uma faculdade decente para nossos filhos ou que nossos filhos tenham chances iguais aos dos filhos da elite. Os professores estão lutando para que o governo pague o Piso Nacional que foi estabelecido por uma Lei Federal. O governo mineiro insiste no subsidio, que não é bom para os trabalhadores da educação, mesmo hoje tendo um valor superior ao do piso nacional. O pai preocupado deveria lutar para que os professores tivessem condições melhores de trabalho, pois a realidade das escolas públicas não contemplam o que os alunos realmente merecem. Os professores recebem por um cargo um valor que gira em torno de um ou dois salários. Se quiserem aumentar essa renda, tem que dobrar a carga horária. Professor não nasceu sabendo, tem que preparar. Esse tempo, infelizmente, não está existindo mais. O pai preocupado deveria lutar para que houvesse uma mudança no sistema de educação, com uma carga horária de 40 horas semanais, onde o professor trabalharia 04 horas diárias em sala e nas outras 04 horas prepararia suas aulas, estudaria, prepararia materiais, provas, corrigiria atividades, preencheria diários, e outras atividades que só o professor sabe e que ninguém vê, nem valoriza, tudo isso com um salário que fosse suficiente para realmente viver e não apenas sobreviver, como acontece atualmente. MAIS UMA VEZ O TRABALHADOR PARECE QUE NÃO TEM VOZ, E UMA MINORIA RICA COM ACESSO AOS MEIOS DE COMUNICAÇÃO NOS FAZEM ACREDITAR QUE QUANDO LUTAMOS PELA NOSSA SOBREVIVÊNCIA ESTAMOS ERRADOS. Acredito que isso é reflexo da falta de acesso a uma educação que realmente nos torne críticos e cientes do que acontece nesse nosso mundo realmente. Ainda tenho esperança... Os professores estão certos nessa luta e os preocupados deveriam lutar também para que as lutas não se prolonguem tanto. Até hoje, se fizermos uma análise, a educação e a saúde só foram prioridades em campanhas eleitorais, pois na realidade, quem sabe somos nós... que dependemos desse tipo de serviço público.

Ronei Professor disse...

Educação, dever do Estado, direito de todos, de todos... Por que só os alunos do 3º ano terão seus direitos garantidos, em parte, porque não sabemos se essas contratações realmente garantem a qualidade que o governo tanto comenta nas propagandas,,, a realidade são escolas precisando de assistência e servidores precisando de melhores condições de trabalho e melhores salários....

Anônimo disse...

Boa noite, gostaria de saber como foi a reunião com o MEC?
Obrigada,
Simone.

jotaeme disse...

Penso que o governo abriu contratações porque a greve realmetne esta mexendo com eles, agora é a hora de unir forças e derrubar esta estratégia do governo,não participando dos editais e é a hora também de mobilizar pais e alunos para não aceitar esta atitude hipocrita do governo que diz estar preocupado com o 3º anos, sendo que se tivesse preocupado ele deveria resolver a situação o mais rapido possivel de maneira inteligente e não atravez de ameaças e retratações, isto é estar preocupado? colocando qualquer um para cuidar dos alunos, eu também estou preocupado com meus alunos mas tambem quero formar cidadão criticos, quero que eles enxerguem o que esta acontecendo para que no futuro saiba escolher o seus representandes da melhor forma e de maneira correta chega de roubalheira e de bandidos no poder. Acha que colocando qualquer um para dar aula para eles, isto se conseguierem porque pouquissimos querem a carreira do magistério, irão resolver alguma coisa eu conheço meus alunos me preocupo com eles e não gostaria que se atrapalhassem com outo profesor. Esta atitude mostra claramente a preocupação que o governador e a secreatria tem com os alunos.

Anônimo disse...

Não vamos sair dessa greve sem o Piso. NÃO FAZER DA GREVE EM SI PRÓPRIA UMA "VITÓRIA" DA CATEGORIA. DESSA VEZ SÓ SAIREMOS COM A VITÓRIA REAL, OU SEJA O PISO!!!!!!!!!!!!!

Anônimo disse...

Sindicato, porque te calas??????????

Anônimo disse...

Beatriz, porque você sumiu? Queremos notícias da reunião, saber seu parecer, pois NÃO VAMOS ACEITAR SUBSÍDIO MELHORADO TÁ? Não nos venha com essa proposta indecente na Assembléia. Aliás, esquecemos esse nome "subsídio". Só falamos em PISO!!!

Anônimo disse...

Nossa luta é pelo piso. Não aceito voltar para a sala de aula somente com sentimento de dever cumprido ou ter dado aula de cidadania. Minha família precisa também de alimentos, vestuário e, acima de tudo, DIGNIDADE!!!!Não a qualquer acordo sem Piso!!!! Aliás, sou totalmente favorável a radicalizarmos daqui pra frente!!! Sinceramente, espero não me decepcionar com o SindUte e, principalmente com você. Por favor, depois de tanto nos estimular, no clarear com textos coerentes e dignos de aplausos, agora vir com discurso conciliador. Espero que continuemos firmes, até 2014 se necessário, GREVE, GREVE, GREVE , somente vale o Piso!!!

Anônimo disse...

Notícia do Jornal Estado de Minas:

"Ontem, o Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE/MG) anunciou que impetrou mandado de segurança no Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) pedindo o cancelamento da contratação dos professores substitutos, com o argumento de que a medida fere o direito de greve. A previsão é de que o julgamento seja segunda-feira"

Não devemos aceitar outra proposta. A nossa greve é pelo piso. É dever do Estado em todas as suas esferas cumprir a Lei.

Anônimo disse...

O "Estado de Minas" deu hoje que o governo Anastasia vai aumentar os recursos p/ o Legislativo e judiciário, a começar pelo MPE. Olha o abafa o caso aí, gente!!!! Talvez essa reunião chamada e mediada (aliás, essas não as funcões desse orgão, mas sim fiscalizar e denunciar irregularidades) pelo MPE fosse um aviso implícito por mais verbas. Parece que o governo entendeu. Enquanto isso a ilegalidade pelo não cumprimento da lei do piso promovida pelo governo Anastasia não é denuciada. Oh! Minas Gerais! Terra de bestas e imorais! Vamos ficar atento ao comportamento do MPE.

Anônimo disse...

O professor que abandonar a greve e voltar para sala de aulas, antes da decisão final da negociação do pagamento do piso, estará tendo um comportamento pior dos que não entraram. Vai colocar tudo a perder, ou seja, vai fazer papel de bobo e covarde. Tem que ter muita coragem para este ato de traição.

Anônimo disse...

Bravos colegas fizeram com que a reunião com diretores da metropolitana B fosse encerrada,assunto tratado na reunião contratação de "professores" Tampax.

Parabéns !!!!

Anônimo disse...

Passamos por grandes provações no nosso dia a dia. Nossa clientela é difícil e não possuem, (salvo raras exceções) pré requisitos,para a série que cursam por causa desta política de empurra aluno dos governos municipais e estaduais.Some-se a isto a falta de material,livros paradidáticos,pessoal de apoio,etc.Imaginem voltar para sala DERROTADOS,COM O RABO ENTRE AS PERNAS,SENTINDO-SE PALHAÇOS.MUITOS ALUNOS RIRÃO NAS NOSSAS COSTAS E COM RAZÃO POIS,SEM NOSSO PISO FIZEMOS PAPEL DE BOBOS.
POR ISSO É QUE NÃO PODEMOS ARREFECER.
O PISO É QUESTÃO DE HONRA.
SE PERDERMOS AGORA ESTAREMOS SEPULTANDO NOSSA AUTO ESTIMA.
PARA NÓS AGORA É VENCER OU VENCER.
DIZER QUE PARTICIPAR DE UMA GREVE DERROTADA É VITÓRIA É DOURAR A PÍLULA.NÃO SEJAMOS INFANTIS.

Anônimo disse...

Essa greve, já é um divisor de águas.
Sem o piso..PISO , não pisamos na escola.
E agora anasta AZIA?

LEIA: o Jornal do José Elias Issa disse...

Olá Beatriz Cerqueira
Desejo um ótimo final de semana

Veja o que encontrei, já postei no LEIA: O Jornal do José Elias Issa
http://leiajeissaeemg.blogspot.com/

.............
"Primeiro eles te ignoram, depois riem de você, depois brigam, e então você vence."
(Mahatma Gandhi)
............

A T E N Ç Ã O


É direito de todos o acesso a informação correta e completa. Fazendo uma análise e uma leitura acompanhada de uma boa interpretação, vejam caros leitores e companheiros de luta, o que encontrei:


O que está no site da SECRETARIA DE EDUCAÇÃO:


..."O piso em vigor no país, definido pelo Ministério da Educação (MEC), é R$1.187,00 para uma jornada de 40 horas semanais."


https://www.educacao.mg.gov.br/destaques/1908-educacao-publica




O que está na Lei Federal LEI Nº 11.738, DE 16 DE JULHO DE 2008.
Regulamenta a alínea “e” do inciso III do caput do art. 60 do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias, para instituir o piso salarial profissional nacional para os profissionais do magistério público da educação básica.


"O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei:
§ 1o O piso salarial profissional nacional é o valor abaixo do qual a União, os Estados, o Distrito Federal e os Municípios não poderão fixar o vencimento inicial das Carreiras do magistério público da educação básica, para a jornada de, no máximo, 40 (quarenta) horas semanais."


http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2008/lei/l11738.htm


Por favor, vamos questionar e divulgar.

Gleiferson Crow
LEIA: O Jornal do José Elias Issa
http://leiajeissaeemg.blogspot.com/
===================================

joelmo de paula vieira disse...

Bom dia! sou professor apoio integralmente a greve, mas acho que devemos ir além, temos que incomodar de fato, o nao cumprimento das leis é uma caracteristica de improbidade administrativa, acho que o sind ute deveria juntamente com o ministerio publico e os deputados da oposição, propor a cassação do senhor governador... alem de ser uma medida legitima, vamos incomodá-lo.e certamente ele vai ceder.

Anônimo disse...

Beatriz, o governo anunciou que fará uma proposta de aprimoramento do subsídio. Não podemos aceitar nenhuma proposta que não seja piso!!!!. Esperamos que vc tb não concorde, mesmo que a proposta seja tentadora, pq esta categoria está com esperança e não podemos nos decepcionar,até mesmo porque o sindicato no orientou para o retorno a carreira antiga. Estamos atentos e não iremos aceitar se não piso.

Bruno disse...

Em, Alfenas os alunos da Escola estadual Emilio Silveira, não concorda com a contratação de academicos para dar aulas. isso é só uma maquiagem do governador para disfarçar seu derespeito com a classe dos alunos.

Blogger disse...

Estamos no caminho certo conduzindo a luta com estrategia e pulso forte,
Parabéns Beatriz,
William

Blogger disse...

Olá Beatriz.
A luta tem sido áeduo , porém os resultados são históriccos.
Com pulso forte e estratégias alcançaremoso Objetivo.
Valeu demais sua destreza de condução.
Forte abraço,
William
De Coronel Fabriciano

Anônimo disse...

Caros colegas:
A bíblia nos fala que devemos fazer a nossa parte,e nós que estamos de greve estamos fazendo,estamos firme na luta e não esperamos sentados eu não volto até que o piso seja pago.E com fé em Deus vamos vencer.Mas a luta não é fácil e sabemos disso.Sei que somos guerreiros mas somos cristãos e a Bíblia nos ensina que devemos orar por nossos governantes para que DEUS ilumine as suas mentes, tenho fé e acredito , por isso peço a todos voces que tem fé.Até a nossa assembléia vamos entrar em orações ,para que Deus ilumine a mente do governador e de suas secretárias para que eles nos paguem o piso.Se orarem comigo tenho certesa que teremos a vitória.Deus é justo e não estamos de greve por politicagem ou brincadeira,Deus sabe das nossas necessidades e com certeza nús atenderá.

Anônimo disse...

Os professores do Rio acabaram com uma greve de dois meses com aquela marreca.Nós não podemos fazer o mesmo. NUNCAAAAAAAAAAA!!!!!!!!!!
Se é para copiar alguém que copiemos os chilenos...
Não quero saber de subsídio , quero o meu PISO e de quebra a demissão da Gorgonzollona ,a feia. GREVE ATÉ O PISO!

Anônimo disse...

Aposto que nana já mandou felicitações para o cabral.
Os professores do Rio colheram uma flor chamada derrota nos calcinados campos de uma guerra sem equilíbrio das armas.
Estamos todos de luto. QUE LÁSTIMA. ISSO NÃO ACONTECERÁ EM MG.

Anônimo disse...

EXTRA... EXTRA... EXTRA... Notícia em primeira mão! Remarcado o dia da volta às aulas, não só para alunos do 3º ano, mas para todos: será no DIA EM QUE O GOVERNO CAIR NA REAL e pagar nosso Piso. Está sendo o maior mico que um governador e uma secretária poderiam pagar: achar que professores se encontram em qualquer esquina ou beco de nossas cidades. Caiam na real: tem muita gente formada que não quer nem pisar na sala (ainda mais sem o Piso) e as faculdades já não estão formando mais professores (ninguém quer dar aulas e receber mixaria). Os professores que por acaso aparecerem para substituir os grevistas, com certeza, são biqueiros da educação e não têm nada a acrescentar aos nossos alunos.

Anônimo disse...

Hahahaha. O tiro saiu pela culatra. Quem vai querer pegar essa bomba???? Salários ridículos, alunos insatisfeitos com a contratação de substitutos, condições de trabalho horríveis etc. Este desgoverno está desmoralizado. Até as pirâmides do Egito sabem que em Minas Gerais a LEI FEDERAL DO PISO DO PROFESSOR não é cumprida. Esperamos que o Ministério Público reaja, uma vez que já são mais de 9 anos na mordaça. Contra a ditadura civil imposta em nossso Estado, já tem estudante mais exaltado pedindo o impeachment do desgovernador.

Anônimo disse...

1-Ps. continuamos aqui em Resplendor totalmente "parados" até que a justiça nos seja feita.
2-Ps. Convidamos nossos colegas de Ituêta a se levantarem para a luta, lembrem-se: somente se pode rasgar um livro página por página, se estivermos juntos estaremos seguros.

Anônimo disse...

Vamos que continuar em greve até o PAGAMENTO DO PISO SALARIAL. Professor-tampão, até quando a educação será vista como "bueiro"? Queremos respeito e dignidade.

Anônimo disse...

O governo tem nos afrontado em não dar à categoria o que é de direito.Continuando agindo assim não sabe ele < o desgoverno > que está injetando, em nossas veias,dignidade,hombridade,respeito e conciência da comunidade em querer engana-las com os supóstos professores tampões. Continuaremos em fazer o trabalho, de sensibilização com os colegas que ainda estão em atividade.A nossa luta continuará firme e forte, e espelhando na força e crença de uma companheira de luta que sai do seu aconchego por 15 horas para nos apoiar,por que ela acredita em nossa vitória, e tem tantos guerreiros tão próximos que ainda não estão conosco, não entendo o por que. VENHAM TODOS DAR AS MÃOS E UNIRMOS EM UM SÓ PROPÓSITO QUE É DE TODOS, E A LUTA CONTINUA COMPANHEIROS...

Anônimo disse...

Os professores estão muito revoltados porque o ano passado a gente não queria o fim da greve. A Bia acabou com greve e deu em subsídio. Não aceitem votação pra acabar a greve em praça pública. A greve tem que acabar em reunião fechada, com apresentação de contracheques para adentrar no recinto da votação. A greve do ano passado tinha muita gente que nem professor era e foram infiltrados no meio dos professores, pelo governo pra acabar com a greve. Chegaram onibus e onibus lotados de pessoas, que repito NÃO ERAM PROFESSORES, que o governo e outros mandaram, pra votarem contra a greve, essa pessoas estavam rindo da gente. Sinto que o sindicato estava a par desse fato pois pouco antes a Bia falou que chegariam alguns alunos e que a gente deveria manter a calma que alguns poderiam falar coisas que não eram favoráveis a nós mas que todos tinham direito de pensar a favor ou contra. Só que foi um golpe baixo pois ter direito a voto, não. E como separar em uma praça quem votaria e quem não votaria ? E não fizeram nada procederam a votação e a greve que tava fortíssima acabou, sem mais nem menos, deixando a todos nós perplexos e revoltados. Por um comentário que ouvi, penso que esse fato irá se repetir de novo. Pais que estão contra iram votar pelo fim da greve. Esse ano, os professores todos que eu falo me responde com tudo isso que relatei e olha que ano no passado a greve aqui foi muito forte.
Os professores dizem: Acaso eles perguntaram se a gente queria subsídio? Agora eles tem obrigação moral de acabar com ele. Beatriz, fique atenta, NÃO VOLTAREMOS SEM O PISO.

Anônimo disse...

Beatriz, estou muito aflita, com muito medo da greve acabar sem sermos atendidos em nossas reivindicações. Como disse uma colega acima, a votação em praça pública permite que "inimigos" da educação votem em favor do término da greve. Temos que estar muito fortes e unidos no dia 16/08 e ficar de olho se há pessoas se infiltrando em nosso meio. Eu não posso nem pensar em terminar essa greve como ano passado, com uma "bomba" de presente. Só podemos sair dessa greve com o PISO. Se chegamos até aqui, seria uma covardia, uma burrice, uma idiotice sem tamanho voltarmos sem o Piso. Eu NÃO POSSO ACEITAR ISSO e sei que muitos colegas também não. Então vamos nos mobilizar e fazer MUUUITO barulho dia 16/08. Sem PISO NÃO PISAMOS NA ESCOLA! POR FAVOR, NÃO NOS DEIXE SERMOS FEITOS DE PALHAÇO. NÃO MERECEMOS ISSO!!!

Anônimo disse...

NÃO VAMOS REPOR OS DIAS CORTADOSSSSSSSSSSSSSSSSSSSS!!!!!!!!!!!!!! GOVERNO PICARETA!!!!!!

Anônimo disse...

Boa noite companheiros de luta!
Vejo as notícias do jornal e acho incrível a cara-de-pau da nossa digníssima secretária de educação: "O sistema de remuneração com vantagens de tempo esta em processo de extinção..." A pergunta é: POR QUAL MOTIVO CARA PÁLIDA? Porque outras áreas do funcionalismo continuam com direito a biênio, quinquênio, trintenário e etc, e só na área de educação é que esse "modelo está sendo extinto?"
Eles devem nos achar com cara de idiota, MAS NÂO SOMOS!!!
Agora adotam o eufemismo de "novo sistema remuneratório". Observem nas entrevistas nos jornais "O TEMPO" e "HOJE EM DIA": ESTÃO EVITANDO A PALAVRA SUBSÍDIO!!!
Dizem que no "novo sistema remuneratório", os professores recebem bem mais que no antigo, mas se pagaram o piso no sistema antigo, o Governo de Minas não terá condições, esbarra na responsabilidade fiscal e mais um monte de baboseira... Então filhota, como a droga do subsídio pode ser mais vantajoso??? Vai pro inferno com esse subsídio!!! Tô perdendo a paciência com as falácias e demagogias desse governo!!!
Agora, temos que ser mais radicais nas cobranças, protestos e campanhas de mídia. Sei o quanto é caro pagar propaganda, mas devemos dizer para a população que o governo só oferece o subsídio para a educação, que o governo quer cortar todas as vantagens do professores que já tem um salário paupérrimo e tudo mais!
Penso que, apesar da indiferença de boa parte da população, devemos trazer a sociedade para o nosso lado. Mostrar ao cidadão mineiro as reais condições do professor da rede estadual de Minas Gerais.
Peço desculpas pelos excessos, mas confesso que a minha indignação está afetando minha paciência...
Prof. Eduardo
B.H.

Anônimo disse...

Beatriz,

Estou sendo defendendo sua liderança, sua atuação, mas gostaria de fazer uma critica - apesar do apoio que temos recebido do Rogerio, Padre João, Reginaldo e outros - fica um pouco estranho- Enquanto combatemos o governo do PSDB, que sufoca o nosso salário - O Ministro da Educação, que por uma questão de posição, deveria dar um apoio a nossa causa - Nos engana, não comparece a reunião e fica de longe nesta luta!!!
Convenhamos, esta muito estranho.Estamos amplamente apoiando o Sind Ute e sua atuação, mas grande parte dos companheiros vão rever algumas posições politicas.
Linder

Anônimo disse...

SÓ PARA LEMBRAR: o ultimo dia para opção de retorno foi dia 10/08, quarta feira. Os requerimentos são protocolados e enviados na hora "on line", a SEE teve quinta, sexta e segunda dia 15 para os devidos procedimentos, portanto, dia 16/08 terá que divulgar o NUMERO TOTAL E REAL DOS SERVIDORES OPTANTES PELA ANTIGA E LEGITIMA CARREIRA.

E MAIS: NÃO SEI SE HÁ COMO ORGANIZAR, PORÉM,A APRESENTAÇÃO DO CONTRACHEQUE E IDENTIDADE DEVE SER EXIGÊNCIA INDISPENSAVEL PARA SE VOTAR NA ASSEMBLÉIA DO DIA 16/08.

"GATO ESCALDADO TEM MEDO DE ÁGUA FRIA!

Anônimo disse...

Falam que Anastasia é muito inteligente, acho que nem tanto, pode ser inteligente bastante para fazer maldade, principalmente com os professores. Um dia a casa cai e ele será condenado. Vou dar dois exemplos como ele não é tão inteligente como anda falando.
1º) A intenção dele ao criar a lei do subsídio era acabar com a carreira antiga, mas deichou um artigo que permitiu a volta de quem quizesse.(quebrou cara).
2º) Não cumprindo a lei do Piso, corre o risco de pagar na justiça, o gasto será muito maior.

O governador e a turma do choque, querem brincar com os professores.
O Ministro do STF Marco Aurélio disse: o ESTADO NÃO PODE BRINCAR COM O CIDADÃO.

Voces professores guerreiros vencerão esta batalha.

Anônimo disse...

Falam que Anastasia é muito inteligente, acho que nem tanto, pode ser inteligente bastante para fazer maldade, principalmente com os professores. Um dia a casa cai e ele será condenado. Vou dar dois exemplos como ele não é tão inteligente como anda falando.
1º) A intenção dele ao criar a lei do subsídio era acabar com a carreira antiga, mas deichou um artigo que permitiu a volta de quem quizesse.(quebrou cara).
2º) Não cumprindo a lei do Piso, corre o risco de pagar na justiça, o gasto será muito maior.

O governador e a turma do choque, querem brincar com os professores.
O Ministro do STF Marco Aurélio disse: o ESTADO NÃO PODE BRINCAR COM O CIDADÃO.

Voces professores guerreiros vencerão esta batalha.

Anônimo disse...

Beatriz, na próxima Assembléia será preciso tomar precauções. Você imagina se o governo resolve forçar o fim da greve levando gente a troco de suco e pão com mortadela? Vamos lembrar como Newton Cardoso escapou do impeachment. Ele mandou levar um grupo de partidários seus de Nova Contagem, região que deve a ele todos os melhoramentos recebidos. A cada voto pelo impeachment uma sonora vaia ecoava no Plenário e o Presidente nada fez. Muitos parlamentares ficaram intimidados e votaram contra o impeachment.
Nós temos que tomar nossas precauções. Cada um que for à Assembleia leve sua carteira de identidade e seu contracheque.
Lá estarei no dia 16 de agosto. Na hora em que pus o meu nome no rol dos professores que irão a Belo Horizonte, eu disse - dane-se a minha tromboflebite. Eu vou.

ATÉ A VITÓRIA!!!!!!

Westerley Santos disse...

Greve dos Professores: uma luta para além das montanhas de Minas.

Esta sendo veiculado nas mídias on line a declaração de guerra que o Sr. Governador de MG, Anastasia está fazendo à presidenta Dilma. Desde a ausência proposital à posse da Presidenta. Diz a mídia que o Sr Anastasia está organizando nos bastidores, apoio à instalação de uma CPI contra o governo Dilma. Ainda que justificável, sabemos que o motivo desta CPI defendida pelo Sr Governador, está longe de ser por um súbito sentimento de justiça e apuração de irregularidades. Sabemos que o motivo do Sr. governador é político , no sentido ideológico e, com claras intenções de desestabilizar o governo Dilma já que este se orienta para as classes menos favorecidas. Ao contrário da política do Sr. Governador.

Mas o que a greve dos professores de Minas tem a ver com isso? Tudo! Devemos lembrar que a presidenta em sua campanha teve substancial apoio declarado dos professores de Minas. E isso não agradou o Sr Anastasia. Devemos lembrar que a presidenta se comprometeu e está atuando na melhoria da Educação e dos salários dos professores, e isso não agrada o Sr Anastasia. Devemos lembrar que o STF deu ganho de causa aos professores em relação ao piso salarial, contra o que queria o Sr governador e isso não o agradou, tanto que estamos em greve para fazer valer a determinação do STF, determinação esta que o Sr governador está descumprindo descaradamente, numa clara demonstração de desobediência constitucional, jurídica e federativa.


Bem! Contudo não seria demais avaliar que o descumprimento do piso salarial, direito irrevogável dos professores, seja uma forma do Sr. Anastasia punir os professores, pelo apoio à presidenta e declarar guerra à Presidenta Dilma e até ao STF. Sendo esta avaliação plausível, cabe a nós via Sind-UTE, levar o caso para o Ministério Público Federal, a quem cabe matéria de "descumprimento injustificado à ordem judicial", conduta que reside em descumprir, de forma acintosa e desamparada de quaisquer fundamentos, determinação judicial de natureza mandamental. Ao MEC, aos políticos que defendem a Educação, no Congresso nacional e Assembléias e até a Presidenta Dilma. Pois, o caso não se restringe mais a luta d uma categoria, não se restringe mais as montanhas de Minas. Trata-se agora de uma questão nacional, uma ação partidária ideológica, punitiva e autoritária de um governador que não quer cumprir uma lei federal na clara intenção de criar um fato político e jurídico contra a presidente e sua política de melhoramento da Educação, usando os professores como “bois de piranha”.

Sugiro ao Sind-UTE, listar e divulgar entre os professores, os emails oficiais dos Deputados e Senadores que defendem nossa luta e encaminharmos a eles emails esclarecendo e pedindo apoio à nossa luta!

Prof. Westerley
westerleyas@yahoo.com.br

Beatriz disse...

Beatriz, falo em nome de vários outros colegas também. Estou muito preocupada com a reunião de terça-feira com a SEE. Com certeza vão oferecer melhorias no subsídio e nós queremos é o PISO. Que fique bem claro isso. Você representa a nossa categoria, e muito bem por sinal, mas temo pela insistência em exigir o piso da CNTE, que nada fez até agora para nos apoiar. Precisamos combater esse governo com leis claras. Vale, então aceitar o piso do MEC proporcional como fala a secretária e discutir depois a implantação do piso reconhecido pela CNTE. Não aguentamos mais, essa é a hora, precisamos sair vitoriosos e não vai adiantar intransigência agora. Por favor, te peço, encarecidamente, ouça o apelo da maioria. Queremos o piso nem que seja o proporcional do MEC. Não lutamos tanto até agora para nada.

Vilma Luiza, de Montes Claros disse...

Beatriz (Bia), espero de coração que você esteja bem. Se estes dias de greve têm sido difíceis para todos, imagino que mais ainda para você, com tamanha responsabilidade; não esqueço que há toda uma equipe trabalhando junto com você, mas o nome em evidência - para o louvor ou para as críticas - é o seu, não é? E percebo que estas são constantes, algumas bem impiedosas até. Tome cuidado para não sofrer demais, não se deixe adoecer. Espero que este tempo de silêncio no seu blog seja para isso - uma pausa para respirar fundo, renovar as energias e readquirir o controle da situação. Sábia atitude . Deus conserve seu corpo e seu espírito fortes, dê-lhe serenidade e a certeza de que é pelo Bem e para que a Justiça se faça que entramos, estamos e permaneceremos nesta batalha. Hoje, domingo, Dia do Senhor, que Ele lhe dê (e a nós todos) Força e Confiança, Colega! Abraço. Vilma Luiza

Anônimo disse...

Beatriz,
acho que a greve está no clímax, não podemos perder a chance de pressionar o governo para que cumpra o que é de lei. Piso que está na lei é o do Mec, é justo?não.Mas o piso do MEC, mesmo sendo pago proporcionalmente já será uma das maiores conquistas da categoria.Confiamos na sua capacidade de argumentação e acreditamos que o mínimo que devemos aceitar é o pagamento do piso proporcional.
Que Deus te ilumine !
Abraços!

Anônimo disse...

Antes o PISO do MEC DO QUE NADA!
Estamos firmes com você. Só não aceitaremos o mesmo desfecho de 2010.
Essa greve e o resultado que estamos tentando arrancar na marra nos trará DIGNIDADE E GÁS para próximos combates.
Sem piso NÃO PISAMOS NA ESCOLA.

Anônimo disse...

Antes o PISO do MEC DO QUE NADA!
Estamos firmes com você. Só não aceitaremos o mesmo desfecho de 2010.
Essa greve e o resultado que estamos tentando arrancar na marra nos trará DIGNIDADE E GÁS para próximos combates.
Sem piso NÃO PISAMOS NA ESCOLA.

João Paulo Ferreira de Assis disse...

Por que o blog está parado? Aconteceu alguma coisa?

Édila disse...

"Antes o PISO do MEC DO QUE NADA!
Estamos firmes com você. Só não aceitaremos o mesmo desfecho de 2010.
Essa greve e o resultado que estamos tentando arrancar na marra nos trará DIGNIDADE E GÁS para próximos combates.
Sem piso NÃO PISAMOS NA ESCOLA."
Busque um acordo com o piso do Mec 1.187,00 caso o de 1.597,00 dê para trás. Não queremos um final como a greve de 2010.

Anônimo disse...

Beatriz, apoio o sindicato, mas por favor, não tente negociar o piso de 1597,00 pois ele não é reconhecido pelo MEC. Dessa forma você estará dando munição para o inimigo nos derrotar.
Abraços e força na luta.

Anônimo disse...

Beatriz, porque você não está postando os comentários? Precisamos saber sobre os últimos acontecimentos da greve para que o nosso movimento esfrie. Estamos contigo, força nesta luta, pois você está combatendo o bom combate em favor da dignidade de todos os servidores da educação. Obrigado por sua garra, luta e perseverança nesta batalha. NÃO DESISTA DE LANÇAR AS REDES, E NÃO SE ESQUEÇA, DEUS ESTÁ SEMPRE AO SEU LADO E NOS TAMBÉM ESTAMOS CONTIGO. JUNTOS SOMOS MAIS!
Abraço forte.

Anônimo disse...

Olá Beatriz, boa tarde! Sou ATB e retornei a tabela antiga para receber pelo piso, se Deus quiser. Vou receber quase 150,00 a menos que se ficasse no subsídio, mas resolvi correr o risco. Mas isto é errado, pois como sou ATB II A devo receber como o ATB II A do subsídio também, pois faço o mesmo serviço devo receber o mesmo salário. ISONOMIA SALARIAL: igualdade de vencimentos para cargos de atribuições iguais ou assemelhados do mesmo Poder ou entre os Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, ressalvadas as vantagens de caráter individual e as relativas à natureza ou ao local de trabalho. FONTE: www.planejamento.mg.gov.br

Anônimo disse...

Professor Luciano

O sindicato tem que usar 100% de verdade e hoje a verdae é um piso de RS1.187,00. O valor de R$ 1.597,00 não é o verdadeiro, com esse valor o sindicato vai cair na armadilha do governoe e colocar a sociedade contra os professores. Temos que lutar pelo valor de R$1.187,00 mesmo que proporcional. Assim a verdade vai prevalecer.

Professor Luciano

César Pedroso disse...

Viva o CONSUMO: dia dos pais...tem pai pra tudo, lembro do meu...me ensinou a fazer papagaio, jogar pião, .....mas minha homenagem é pras meninas da creche da engenharia-ufmg-1988-7-6-9, por aí, ia todos os dias ver minha filhinha e pegava ela pra gente ir comer no restaurante da engenharia(Bandejão) e depois voltava e inclusive dormiamos uns 50 minutos e, então nesse dia dos pais quero homenagear as figuras que a maioria eu lembro o nome, mas a minoria, mulheres com companheiros ausentes, PAI, falo sempre o que penso, meus parabéns para todos que se dizem PAIS,...professores....
um apertado abraço, ....pra selar o nosso objetivo....ou paga o piso...ou paga o piso...

BEIJÃO PRA TODOS PAIS, INCLUSIVE AS MULHERES PAIS.....

César

César Pedroso disse...

Oi Beatriz, assim que tem que ser tratada...bia...é só um pedaçinho dos nossos objetivos...somos muito mais loucos que diminutivos...e pedacinhos...feliz dias dos pais...aqueles que chegam de carona...aquelas que vestem de macho...mais principalmente o patriarcado dos tjs....uma vergonha...mas vamos sempre diretos à luz....feliz dia dos pais....brasil...

Beatriz Cerqueira disse...

Prezado colega que não gostou do "tom" sobre a greve,
não sei qual foi a sua fonte (qual jornal, rádio, TV), mas quem decide continuidade ou não da greve é a categoria em assembleia. A greve é por tempo indeterminado, sempre até a próxima assembleia. Por isso em cada assembleia votamos continuidade ou suspensão. É o nosso procedimento desde o dia 08/06.
Espero ter esclarecido.

Beatriz Cerqueira disse...

Prezados colegas,
vários questionamentos postados aqui foram respondidos na postagem "Breve Avaliação".
Mais uma vez peço desculpas pela demora. De fato a agenda dos últimos dias foi muito pesada.
Um abraço,
Beatriz

Anônimo disse...

Olá Beatriz,
Gostaria de dizer a voce, que por duas vezes foi colocado no seu Blog, dois posts que escreví no blog do Euler. A pessoa que colocou no seu blog não se identificou(anônimo). Ficou chato para mim, porque eu colocaria meu nome no blog do Euler e no seu ficaria como anônimo? Não tenho preferência por blog, o que quero é colaborar com a categoria, pois o movimento é justo.
Sebastião de Oliveira

Anônimo disse...

Beatriz primeiramente quero te parabenizar pelo seu excelente trabalho, foi muito esclarecedor ouvir você falar.O dia que você veio em Araxá foi feita algumas perguntas em relação ao concurso, e você disse que no momento temos que manter o foco na greve, só que gostaria de fazer uma pergunta em relação ao concurso, o edital deixa muito a desejar principalmente sobre a questão do número de vagas e a questão dos efetivados as vagas que são ocupadas por eles, e também afirma na primeira página que a remuneração será pelo subsídio. E o tempo está passando e o edital continua o mesmo sem alterações, divulgando que as inscrições iniciará no dia 20/09/2011.

Anônimo disse...

Beatriz primeiramente quero te parabenizar pelo seu excelente trabalho, foi muito esclarecedor ouvir você falar.O dia que você veio em Araxá foi feita algumas perguntas em relação ao concurso, e você disse que no momento temos que manter o foco na greve, só que gostaria de fazer uma pergunta em relação ao concurso, o edital deixa muito a desejar principalmente sobre a questão do número de vagas e a questão dos efetivados as vagas que são ocupadas por eles, e também afirma na primeira página que a remuneração será pelo subsídio. E o tempo está passando e o edital continua o mesmo sem alterações, divulgando que as inscrições iniciará no dia 20/09/2011.

Anônimo disse...

por a região de conselheiro lafaiete os professores estão com tanto receio de aderirem a greve?Cade o sindute?

Liliana disse...

Beatriz, cadê você? Neste blog você não fez nenhum comentário sobre o STF, e as nossa conquistas depois de tantos anos. Parabéns, por eu ter escolhido uma diretora do SINDUTE como você . Cheia de coragem Liliana