quarta-feira, 3 de agosto de 2011

A LUTA PELO PISO SALARIAL CONTINUA

O MOMENTO É DE CONTINUIDADE DA GREVE
A demora do Governo de Estado em estabelecer um processo de negociação que modifique o vencimento básico é uma estratégia que explicita a forma de gestão que enfrentamos.
Lidar com movimento organizado seja ele social ou sindical é muito trabalhoso e não é possível estabelecer um controle dele. Por isso enfraquecê-lo, desacreditá-lo como interlocutor da categoria é importante para que não seja um ator no cenário, para que não pressione e portanto não interfira na forma de gestão.
Por isso, para o governo é preciso punir a categoria de modo a mostrar que a organização é uma afronta intolerável. Nesta situação se enquandram o corte de pagamento, a suspensão de ferias-prêmio e o adiamento da posse das novas direções de escola que vivemos neste momento.
Em 2012, haverá eleições, portanto restrições no que diz respeito à política salarial. Por isso a luta precisa conquistar o Piso Salarial este ano.
Não há motivos para o retorno às aulas neste momento. Precisamos conquistar o Piso Salarial.
Por isso a greve continua por tempo indeterminado.
O recuo neste momento não garante o salário, nem as férias-prêmio. É preciso fortalecer ainda mais o nosso movimento e intensificar o retorno à remuneração de vencimento básico. É ela que possibilitará o pagamento do Piso Salarial.
ATO EM DEFESA DO PISO
A escadaria da Igreja São José foi o palco da nossa 1a. manifestação no segundo semestre.
O Ato reunião movimento sindical, social e político em defesa da nossa greve e da nossa luta pelo Piso Salarial.
Foi uma ação muito importante porque demonstrou que nã estamos isolados e pudemos aglutir vários movimentos em torno de questão tão sagrada como é a educação. Entre tantas entidades e autoridades presentes, cito algumas:
- Internacional da Educação (IE)
- Bloco Minas sem Censura (Rogério Correia e Elismar Prado)
- Deputado Federal Padre João
- Presidente Nacional do PSTU, Zé Maria
- o MST
- o Sindeletro
- CUT Nacional (Vagner Freitas)
- CUT MG
- CTB
- SindRede
- Associação Metropolitana dos Estudantes Secundaristas
- Marcha Mundial das Mulheres
- CNTE (Marta Vaneli, Secretária Geral)
- Sindicato dos Metroviários
e várias outras entidades.
Os estudantes de São José da Lapa estiveram presentes em nossa assembleia manifestando apoio à categoria.
CIDADES ATINGIDAS PELA GREVE
A nossa lista aumentou!!!

Abadias dos Dourados, Águas Formosas, Águas Vermelhas, Aimorés, Além Paraíba, Alfenas, Almenara, Andradas, Antunes (distrito de Igaratinga), Araçuaí, Ato Rio Doce, Baguari, Bandeira, Barbacena, Belo Horizonte, Belo Serro,Betim, Bocaiúva, Bonito de Minas, Brasilândia, Buenópolis, Buritizeiro, Cachoeira da Prata, Caeté, Caiana, Cajuru, Camanducaia, Cambuí, Campestre, Campo Belo, Campo do Meio, Campo Florido, Campos Gerais, Canápolis, Capelinha, Capinópolis, Caputira , Carangola, Caratinga, Carlos Chagas, Cataguases, Catajas, Catas Altas, Coimbra, Conceição do Ipanema, Conceição do Rio Verde, Confins, Contagem, Coração de Jesus, Corinto, Coronel Fabriciano, Coronel Murta, Curvelo, Diamantina, Divino, Divinópolis, Divisópolis, Dom Bosco, Dom Cavate, Durandé, Entre Folhas, Esmeraldas, Espinosa, Felício dos Santos, Felisburgo, Fernandes Tourinho, Florestal, Fronteira, Fronteira dos Vales, Frutal, Governador Valadares, Granada (distrito de Abre Campo), Guanhães, Guaraciama, Guarani, Guaxupé, Gurinhatã, Iapu, Ibirité, Igarapé, Ilicínia, Inhapim, Inhauma, Inimutaba, Ipaba, Ipanema, Ipatinga, Iraú, Itabira, Itabirito, Itaguaraçu, Itajubá, Itambacuri, Itanhomi, Itaobim, Itaúna, Ituiutaba, Jaboticatubas, Jacinto, Jaíba, Jampruca, Janaúba, Januária, Jequeri, Jequitibá, João Monlevade, Joponvar, José Raydan, Juiz de Fora, Lagoa Santa, Lajinha, Lavras, Leopoldina, Luislândia, Machado, Manga, Manhuaçu, Manhumirim, Maria da Fé, Mariana, Mário Campos, Martins Soares, Mata Verde, Matias Cardoso, Mato Verde, Medina, Mirabela, Montalvânia, Monte Carmelo, Monte Verde, Montes Claros, Muriaé, Mutum, Nacip Raydan, Nanuque, Naque, Natalândia, Nepomuceno, Nova Era, Nova Lima, Nova Serrana, Nova União, Novo Cruzeiro, Novo Oriente, Ouro Branco, Ouro Preto, Padre Carvalho, Pará de Minas, Passos, Patrocínio, Pavão, Pedralva, Pedro Leopoldo, Pequi, Perdões, Piedade de Caratinga, Piracicaba, Piranguçu, Piranguinho, Pirapora, Planura, Poços de Caldas, Pompéu, Ponte Nova, Porteirinha, Pouso Alegre, Raposos, Reduto, Resplendor, Ressaquinha, Riachinho, Ribeirão das Neves, Rio Acima, Rio Casca, Rio Espera, Rio Manso, Rio Piracicaba, Rio Pomba, Rubim, Salinas, Salto da Divisa, Santa Bárbara, Santa Helena de Minas, Santa Maria, Santa Maria do Salto, Santa Maria do Suaçui, Santana do Pirapama, Santana do Riacho, Santo Antônio do Jacinto, Santos Dumond, São Cândido, São Gonçalo, São Gonçalo do Rio Preto, São João da Chapada, São João Del Rei, São João do Oriente, São João do Paraíso, São José da Lapa, São José da Varginha, São Miguel do Anta, São Pedro do Suaçui, São Tomé, Sarzedo, Sem Peixe, Senador Mourão, Senhora dos Remédios, Serra do Cipó, Serra dos Aimorés, Serranópolis de Minas, Serro, Sete Lagoas, Simonésia, Sobrália, Tarumirim, Teófilo Otoni, Timóteo, Tocantins, Três Marias, Três Pontas, Turmalina, Ubá, , Ubaporanga, Uberaba, Uberlândia, Umburatiba, Unaí, Urucânia, Vai-Volta, Vargem Alegre, Varginha, Várzea da Palma, Varzelândia, Verdelândia, Vespasiano, Viçosa, Virgem da Lapa, Virgolândia, Volta Grande.

46 comentários:

Anônimo disse...

Bia
O nosso movimento de hoje é uma resposta clara à sociedade e ao governador Anastasia de que não recuaremos. Como vimos na reunião do Comando estadual de Greve,mesmo após o corte do ponto ela aumentou em todo o estado e vai continuar crescendo. O governo está comprometendo o ano letivo com o corte de pagamento. A publicação dos contracheques é a prova final de que o governo mente para a sociedade. Sigamos firmes até a conquista do Piso.
Sidilúcio Ribeiro Senra
Leopoldina

Rodrigo Souza disse...

Bom dia Bia e aos demais colegas!
Vejo que agora com o corte de ponto devíamos fazer uma campanha para recolher alimentos não perecíveis. Isso alem de chamar mais a atenção da população com certeza irá desmoralizar ainda mais o governo que não quer cumprir o piso.

Rodrigo Souza disse...

Bom dia Bia e aos demais colegas!
Vejo que agora com o corte de ponto devíamos fazer uma campanha para recolher alimentos não perecíveis. Isso alem de chamar mais a atenção da população com certeza irá desmoralizar ainda mais o governo que não quer cumprir o piso.

jodson disse...

Bia, acho que estamos no limite da paciÊncia com nossos governantes, tanto aqui em Ipatinga, quanto no estado, somos desrespeitados e desvalorizados. Queria sugerir ao sindute que procurasse algum jurista de renome que desse fim à esse monte de interpretações da lei do piso. É infame o governo dizer que o piso é para 40 horas sendo que ele oferece 24. Pela lógica deles o salário do professor em Minas deveria ser próximo ao salário mínimo. Precisamos de uma interpretação que seja oficial e que tenha q ser obedecida pelos mandatários. Essa ambiguidade da lei incomoda e dá brecha pra que eles falem em alto e bom som que pagam o piso, o que todos sabemos é uma mentira.

Maria Helena- Ipatinga disse...

Essa semana será a mais difícil, pois o governo e suas corja fará de tudo para que recuemos, não duvido nem um pouco deles melhorarem o subsídio para que alguns desavisados desistam do PISO. Não podemos abrir a retaguarda.
Segundo a"gorgozola" os contra cheques apresentados é de um sistema de pagamento em extinção( mais de 85000 professores nessa opção, sem contar com aqueles de superintendências iguais a de Cel Fabriciano que até hoje não fez nada a respeito de nossos protocolos).
Com uma educação de qualidade, em extinção estarão políticos iguais ao anast ASIA e sua corja, porque povo esclarecido não será massa de manobra.(Abaixo políticos manipuladores e mentirosos)

Anônimo disse...

Bia, companheiros(as)
Parabéns para vcs, parabéns para nós! Resgatamos neste país a força de uma ou (várias) entidades, dizer que não dá para calar a voz das massas...
Governador não quer negociar, ele que ponha a forca e se enforque cada dia mais, porque da nossa parte a greve continua e vai crescendo cada dia mais.... Sentimos mto por nossos alunos/pais, mas se não for este ano, nunca mais será!!! E está na hora de acabar com o monopólio desse Aécio Neves e sua "turma".

Helcilene disse...

A cidade de Brasilia de Minas também tem escola que aderiu a greve após a assembleia do dia 03/08.
Beatriz estamos esperando a sua visita para aumentar o número de adesão de escolas à greve.
Helcilene

Anônimo disse...

Ipanema, não está na greve, vergonhosamente estamos calados como se satisfeitos com a situação, esperando a vitória conquistada por outros, por favor retire este nome daí, não tem sentido trabalhar e dizer que está em greve!

Anônimo disse...

Prezada Beatriz,
Me emocionei muito ao assistir o momento em que meus colegas decidirem na assembleia pela continuidade da greve. Somos guerreiros e a você, minha cara, deixo aqui os meus mais profundos agradecimentos.
É maravilhoso ver a nossa classe unida como nunca. Iremos até o fim... Que Deus nos abençoe.

Yara Vasconcellos disse...

VIVA A CONSCIÊNCIA DOS TRABALHADORES EM EDUCAÇÃO!

VIVA O MOVIMENTO DE GREVE!!!!!
VIVA A PERSEVERANÇA!
VIVA A CATEGORIS UNIDA!!!
VIVA A NOSSA VITÓRIA CERTA!!!
Sou orgulhosa de pertencer a essa categoria!
Espero sinceramente que a greve de fome das companheiras de Ipatinga já tenha sido resolvida e elas estejam bem!!!
Gente, greve de fome é um ato extremo!!!!
É sério demais!!!!
me solidarizo totalmente, mas me preocupo MUITO com as companheiras!!!!espero que o prefeito se DIGNE a pelo menos reiniciar as negociações!!!!

Anônimo disse...

Olá Beatriz, Boa Tarde!
Sei que este é um momento de muito trabalho para você, mas gostaria que me ajudasse. Todas as ASB da minha escola voltaram a trabalhar, elas cairam na armadilha deste governo. Gostaria que você nos orientasse como devemos proceder, precisamos tirá-las da escola. Desde já agradeço e aguardo, anciosa, pelas informações.

Anderson- Pará de Minas disse...

Cara Beatriz

Nós , trabalhadores em educação de Pará de Minas, estamos desde o dia 08 de junho no movimento de greve . A cidade tem 13 escolas estaduais e com uma população de 85 000 habitantes . O índice de adesão ao movimento na cidade é aproximadamente 70% , inclusive os números aumentaram em 01 de agosto com novas adesões .
Como atividade da greve para esclarecimento da população , organizamos um ato público na principal praça da cidade para o próximo sábado 06 de agosto às 11 horas da manhã , onde realizaremos panfletagens , exposição de contracheques , e espaço para fala dos nossos apoiadores . Convidamos padres , líderes comunitários , sindicalistas , alunos , pais , políticos locais , deputados .

Convidamos você para participar do evento . Sua presença e apoio serão muito importantes . Confirmando : o evento acontecerá no sábado dia 06/08 às 11 horas na Praça Padre José Pereira Coelho ( Praça da Matriz ) em Pará de Minas .
Desde já agradecemos e contamos com sua presença .

Anderson Oliveira Viana
Coordenador Subsede Pará de Minas

benhur disse...

Beatriz , a ira nascida da sensibilidade moral não é pecado e nem vingativa , mas uma expressão de grande tristeza pela tirania do governador professor que era esperança da classe em bater as portas da esperança e da vida na cara dos pilares da nação (os PROFESSORES ) ; pois o nosso salário mal dá para viver. Ira vingativa é caracterizada pela agressão do governador , demonstrada pela frieza, indiferença, agressão verbal com depoimentos falso tipo: POVO DO ESTADO DE MG , por seus representantes , decretou e eu , EM SEU NOME promulgo ( referente à educação), agressão sob sua permissão com prisões e uso de gás lacrimogêneo. Sabemos agora que estamos em uma guerra e você como o (general sun tzu ) ficará na história ao dar continuidade à greve e não abrir mão para proposta alguma , a não ser o imediato cumprimento do piso salarial profissional nacional ; para isso comeremos apenas um pão por dia se preciso for para sustentar a greve , pelos nossos direitos . NÃO DAREMOS MAIS AULAS ; VENDEREMOS AULAS , TRANSMISSÃO DE INFORMAÇÃO TEM QUE TER VALOR , POIS CONDUZ À CULTURA DA PREVENÇÃO. VALOR = PISO SALARIAL !!!

REDEGEOAMBIENTAL disse...

QUERIDA BEATRIZ, MAIS UMA VEZ AGRADEÇO PELA FORÇA E LUTA. FAÇO UMA PROPOSTA: PRODUZIR UM PANELAÇO EM QUE OS PROFESSORES LEVEM FILHOS E FAMILIARES QUE VIVEM DO SALÁRIO, QUE ESTÁ CORTADO. PODERÍAMOS DIVULGAR A AÇÃO EM TODOS OS MEIOS, INCLUSIVE PEDINDO A QUEM ESTÁ EM GREVE IR ATÉ AS ESCOLAS QUE NÃO ESTÃO EM GREVE E MOBILIZAR A TODOS, A FIM DE REALIZAR O ATO. SERIA BOM MARCAR COM BASTANTE ANTECEDÊNCIA. ACREDITO QUE DIA 11, DIA DA REUNIÃO COM O MINISTRO, SERIA BOM, E TRANSMITIR PARA ELE AO VIVO. ABRAÇOS E DEUS TE ABENÇOE.

REDEGEOAMBIENTAL disse...

OLÁ BEATRIS, PARABÉNS PELA LUTA. GOSTARIA DE DAR UMA IDÉIA. PRODUZIR UM PANELAÇO EM QUE AS FAMÍLIAS LEVEM SEUS PARENTES OU FILHOS QUE VIVEM DO SALÁRIO. ESTA MANIFESTAÇÃO SERIA ANUNCIADA COM ANTECEDÊNCIA E OS PRÓPRIOS PROFISSIONAIS EM GREVE FARIAM A DIVULGAÇÃO NAS ESCOLAS QUE NÃO PARARAM. DE PREFERÊNCIA QUE SEJA NO DIA 11, DIA DA REUNIÃO COM O MINISTRO, E TRANSMITIDA AO VIVO PARA O MESMO PELA INTERNET, NUM NOTE BOOK. ABRAÇOS E DEUS TE ABENÇOE.

Rita Frugoli disse...

Beatriz, boa tarde.
Você tem alguma notícia sobre o acordão? Sabe quando vai ser publicado? Imagina ( certeza é impossível ) por qual razão está havendo essa demora? Tenho olhado no diário eletrônico e há ADIs com data em maio, junho que já foi publicada.
O que o jurídico diz disso tudo.
Esse impasse que segura tudo é sufocante.
Abraços e obrigada.
Rita

Anônimo disse...

Agora temos que ir até o fim, na minha cidade mais tres escolas aderiram. Força na luta companheiros, nossa hora chegou.

Jose Antônio de Paiva Marcos disse...

Bia foi colocada a proposta de fazer uma conta nacional e pedi dinheiro pra os professores. Tal fato vai acontecer ? É uma maneira de desmoralizar esse governo covarde.

Professor Marcos de Jaíba

Paulo Henrique Santos Fonseca disse...

Continuamos em Greve e nas Ruas.
É impressionante, mas não surpreendente como a cobertura midiática a uma greve que já dura quase dois meses, atinge mais de uma centena de milhar de trabalhadores e mais de um milhão de estudantes, é tão incipiente, quando não é deformativa.
Em um jornal encontrei a informação que reivindicavamos um Piso para 40 horas. Será que o jornalismo investigativo não é capaz de entender oque dizemos, de ler o que escrevemos em nossos informes e em nossa página? Em outro jornal o título foi de que mantinhamos a greve e atrapalhavamos o trânsito. Porque se tornou tão natural a primazia do transporte automotivo em relação ao caminhar? Será que se seguíssemos em fila indiana pelas calçadas também seríamos acusados de atrapalhar os pedestres? O fato é, somos muitos e vamos as ruas em marcha exigir o cumprimento da lei, pois até os pisos dos já desgastados solados de nossos calçados são maiores que o piso que governo Anastasia diz nos pagar.
Em Greve, pelos educadores, pelos educandos, pela educação, pelo direito de ensinar disciplinas humanas, exatas e biológicas, mas acima de tudo de ensinar e aprender cidadania.

Anônimo disse...

Falta na lista de cidades Bela Vista de Minas, somos poucos mas estamos na luta.

Anônimo disse...

Beatriz,
Hj a SRE de Coronel Fabriciano madrugou ligando pra todos os diretores das escolas convocando pra uma reunão às 9h da manhã, reunião que não estava planejada ontem, ligaram antes das 8h, sendo que a SRE começa a trabalhar as 8h.... Essa pelegada deve estar dormindo na SRE pra cumprir os desmandos dessse desgovernador cara de pau!!!!
Qual será a pauta da reunião? Alguém arrisca?

E DÁ-LHE GOLPE BAIXO!"

andersonsoul disse...

Olá Beatriz! Boa tarde... não sei qual a base de dados para a lista das cidades acima mas a E. E. Rose Haas Klabin onde leciono história no noturno está parada desde 8 de junho. A mesma situação ocorre no turno da tarde com exceção das primeiras séries do fundamental que seguem normalmente. Há outras escolas em Santa Luzia na mesma situação. Abç e obrigado pela postura coerente. Anderson

Gracieusa Brito disse...

postei em mídias:
04/08/2011 - 17h30
Professora Gracieusa Brito
Santa Luzia
Que bom ver tantas pessoas debatendo a EDUCAÇÃO. Assim que o país irá crescer. Foi exatamente isso que fez a China, o Japão, toda a Europa e demais nações. Também estou sugerindo ao Sind-UTE que montemos um Acapamento Nacional no jardim do STF, em Brasília para cobrar uma ação rápida do Supremo Tribunal de Federal pois só a publicação do ACORDÃO poderá colocar fim a greve, uma vez que LEI É PRA SER CUMPRIDA E NÃO DEBATIDA não entendo: lei é só para pobres e trabalhadores cumprirem ? Pois eu aprendi que a lei é para todos e o Exmº Srº Governador jurou guardar e respeitar a CONSTITUIÇÃO FEDERAL no momento de sua posse, teria que cobrar do STF uma solução para essa greve, uma vez que a UNIÃO falou que o ESTADO que não pudesse cumprí -la teria ajuda Federal. Nâo abriremos mão do PISO NACIONAL SALARIAL PROFISSIONAL (PNSP)é a Lei Federal 11.738/08, pois ela representa a profissionalização de toda nossa categoria e reestrutura nosso PLANO DE CARREIRA que foi destruído pelo subsídio. Já que o Governador e o MEC dizem estar cumprindo, então está fácil: basta trocar o nome no contracheque(olerite) colocar piso no lugar de subsídio. Vejam se eles querem fazer isso. A propósito quero sugerir a todos que pesquisem no google o que significa piso salarial e subsídio. Também que leiam a Lei e vejam o real texto legal onde diz: para professores com ensino médio e ATÉ quarenta horas semanais. O governo paga mil e poucos reais para professores com curso superior. Detalhe: depois de descontado a previdência social sobram novecentos e poucos reais. O professor trabalha só 24 horas? Os senhores(as sras) acham que é quem que corrige tudo, planeja e avalia ? Por que fazem questão de repetir discurso do patrão ? Um dia depois de formados , senhores(as) carissímos(as) alunos(as) iram atuar como profissionais e também vão reivindicar o direito de vocês. Teram nosso apoio. Vejam os contracheques e o vídeo, pra depois emitir as opiniões dos senhores(as). http://leiajeissaeemg.blogspot.com/ http://blogdoeulerconrado.blogspot.com/http://blogdabeatrizcerqueira.blogspot.com/ http://www.sindutemg.org.br/novosite/index.php Obrigada a todos.

Anônimo disse...

Bia,

Aqui em Ipatinga a luta está muito, muito difícil. Duas companheiras do Sind-UTE, a Feliciana, que por várias vezes esteve à mesa de negociações ao seu lado aí em BH e a Cida Lima , que como nós tb estão desesperadas, cansadas e desgastadas chegaram ao extremo: colocaram em risco suas vidas em uma GREVE DE FOME desde ontem, 02/08, ás 16:h 0 e os "VAGABUNDOS, VAGABUNDAS, LADRÕES E CORRUPTOS do governo (muitos deles vimos crescer ou cresceram conosco e já foram pessoas honestas) permanecem inertes diante de tudo, com cara de paisagem. O pior é que ouço colegas voltando ao trabalho ( filhinhas de papai e mamãe, sem um passarinho pra tratar) dizendo: "que bobagem fazer greve de fome, não vai dar em nada mesmo". A única coisa que espero é que a vida cobre delas esta dívida.
Eu sei que vc já sabe, mas a mídia não informa a população.
Veja a reportagem e , POR FAVOR, divulguem para o mundo todo como o Brasil trata seus educadores, pois a imprensa não "pode" noticiar .

http://www.diariopopularmg.com.br/mat_vis.aspx?cd=18279

Diretoras do Sind-UTE entram em greve de fome
por Diário Popular

04/08/2011 00:00


As diretoras do Sind-UTE, Feliciana Saldanha e Cida Lima, decidiram entrar em greve de fome até que o impasse tenha solução
IPATINGA - Em defesa dos direitos dos professores e pela reabertura de negociações com a Prefeitura Municipal de Ipatinga, duas integrantes do Sind-UTE, Cida Lima (coordenadora do Departamento de Comunicação do Sind-UTE/MG) e Feliciana Saldanha (coordenadora geral do Sind-UTE) iniciaram uma greve de fome na noite de terça-feira (2).
De acordo com Cida Lima, a ação é mais uma etapa na luta pelas reivindicações dos professores. "A intenção é chamar a atenção e sensibilizar o governo, para que leve a sério esta negociação", disse.
De acordo com Cida, a decisão foi tomada uma vez que, ao receber as contrapropostas da categoria, os representantes da Prefeitura afirmaram não mais precisar reunir-se com a equipe que estava negociando com o governo e que as decisões da administração seriam enviadas por escrito.

NOTA
A decisão foi informada em nota, na tarde de ontem. O documento fala que os representantes do Sind-UTE/MG, subsede de Ipatinga, estiveram reunidos novamente com os representantes do Governo Municipal, Comissão de Pais e representante da Câmara, para entregarem a avaliação feita pelos trabalhadores em educação acerca da contraproposta apresentada pela Prefeitura, em reunião realizada no dia 1º de agosto.
"Nesta avaliação, os trabalhadores reafirmaram a necessidade de integralização do Piso para a categoria, questão que foi desconsiderada na contraproposta da Prefeitura. Os trabalhadores também reivindicam a participação efetiva na comissão que está discutindo as alterações no Plano de Carreira do Magistério. Outro ponto fundamental é a manutenção dos direitos já consolidados", afirma Vasco Lagares, coordenador do Departamento de Políticas Sociais do Sind-UTE.
A greve dos professores continua por tempo indeterminado. Uma nova assembleia está marcada para a próxima sexta-feira (5), às 16h30. "Esperamos que a Prefeitura avalie o documento entregue na última rodada de negociação e atenda às reivindicações da categoria", concluiu Vasco Lagares.

Abraços
Kátia - Ipatinga."

Anônimo disse...

Temos algumas pessoas em greve na cidade de Santana do Paraíso

Anônimo disse...

Os requerimentos para o retorno a carreira antiga também aumentou com certeza! Na minha escola mesmo não estando de greve, que aliás não sei o porque, muitos enviaram para a SRE seus requerimentos. Disseram que a prorrogação vai somente até o dia 10/08/11, não é mesmo Beatriz?
Abraços e sucesso na próxima manifestação!

Anônimo disse...

Olá Beatriz, boa noite! Mesmo o subsídio tendo um vencimento inicial mais atrativo para os ATBs, ASBs, ATEs, etc. estamos optando pela remuneração de vencimento básico. Agora se todos estão se unindo com um mesmo objetivo nesta luta pelo Piso Salarial(ao conquistarmos o tão sonhado) não se esqueçam do Administrativo, pois nunca recebemos o piso mesmo tendo direito. Nem sequer a PRM recebemos desde 2008. Podemos entrar com a ação para recebermos desde 2008?
Ficarei aguardando sua resposta.
Obrigada e força nesta luta, estamos contigo.

Maria Inês disse...

"Magistério é sacerdócio"!Esta era a afirmativa mais ouvida nos corredores das escolas, nas homenagens às professoras (quase não havia homem no magistério de ensino fundamental)no período da ditatura militar no Brasil.
Eu, adolescente obediente, não entendia a poderosa carga filosófica e política existente em frase tão "bem intencionada". Fui compreender a extensão da mensagem quando, em 1979, iniciei o Magistério. Sacerdote não pode se dedicar à família, sua dedicação ao seu povo é exclusiva; não tem salário, vive de doações da comunidade; tem ouvido atento e acolhedor, conhece e alivia as misérias morais e espirituais de sua gente, mas não tem direito de expressar seus sentimentos, sob pena de ser crucificado.
Estamos pagando ainda o preço dessa ideologia tão bem plantada, os educadores parecem ainda ter vergonha de ter conhecimento, parecem ter medo de assumir que são profissionais competentes e demonstram-se constrangidos em receber um salário. Por isto, alguns insistem em não entrar nesse movimento cada vez mais forte e crescente pela implementação do Piso em MG.
Ah!Não é nada disso? Estou "viajando na maionese"?
Então seria qual o motivo de alguns fazerem de conta que está tudo bem? Pura covardia? Votos de pobreza? Opção pela miséria?
Que bom que Deus colocou você aqui em Minas, Beatriz! Parabéns pelo trabalho. Ontem você, mais uma vez, demonstrou competência e persistência.
Parabéns aos EDUCADORES que são "bons de serviço", sabem que merecem respeito e salário e vão à luta sem preguiça e sem medo.
Que Deus nos abençoe e nos guarde!

Anônimo disse...

Gente, o corte de salário já deveria ser esperado pela categoria. É a primeira pressão que o governo faz, e todos que entram numa greve sabe que podem passar por isso. Mas não vamos desistir. É greve até o piso. Não é hora de recuarmos de jeito nenhum. Agora é pressão dos dois lados: do governo e da categoria.

Anônimo disse...

O QUE ESTÁ SENDO ALVO É A LEI 100 E DECRETOS, NÃO OS EFETIVADOS. SE EXISTE MISÉRIA NO PAÍS, É UMA QUESTÃO DE EXIGIR TAMBÉM DO ESTADO SUA ERRADICAÇÃO E DE HONRAR COM SUAS OBRIGAÇÕES. PARA ISSO, A REMÉDIOS CONSTITUCIONAIS ADEQUADOS E TAMBÉM O MINISTÉRIO PÚBLICO. SOU UM CIDADÃO, NÃO SOU EFETIVO E NEM EFETIVADO PELO ESTADO. NEM MESMO FAREI O CONCURSO. SOMENTE ESTOU INDIGNADO COM ESTA EFETIVAÇÃO SEM CONCURSO, POIS ACHO QUE É UMA DESCONSIDERAÇÃO COM A EDUCAÇÃO DO PAÍS. ALÉM DISSO, NÃO SE PODE JUSTIFICAR ALGO QUE ESTÁ INVÁLIDO COM OUTRAS SITUAÇÕES. NÓS, COMO CIDADÃOS, TEMOS DE EXIGIR OS NOSSOS DIREITOS.

Ilza disse...

A greve continua e só terá fim quando o governo pagar o piso.Vamos á luta!! Não podemos nos deixar intimidar pelo corte e ameças do governo.Greve até conquistarmos o piso!!!

Beatriz Cerqueira disse...

Prezado colega,
estamos num momento que setores do governo utilizam a contra-informação como mecanismo de inibir, coibir e confundir a categoria. Por isso tomemos cuidade com questões como "fiquei sabendo" ou tive "acesso a informação confidencial" quando o autor não se identifica. Nestes casos é importante procurar uma subsede do Sind-UTE, um diretor estadual ou mesmo a nossa sede em BH para que possamos fazer a apuração necessária.
Reitero que os blogs são um importante instrumento de informação, debate e interação mas não substituem a presença de cada um nas subsedes, nos comandos estaduais de greve.

Wilma disse...

Bia,
Vamos continuar firmes na LUTA até o PAGAMENTO DO NOSSO PISO SALARIAL! A cada dia, aumenta o número de pessoas revoltadas CONTRA o governador Anastasia devido a omissão dele nas negociações que poderiam por FIM NA GREVE, bem como na forma como vem tratando a EDUCAÇÃO E OS EDUCADORES MINEIROS! Todos estão percebendo o total descaso deste governo com a EDUCAÇÃO... Continuaremos firmes na Luta até a conquista do nosso Piso Salarial!

João Paulo Ferreira de Assis disse...

Prezada companheira Beatriz

Acabei de ler agora no blog do Azenha comentário do leitor Josaphat sugerindo um mandado de segurança coletivo para proteger direito líquido e certo.
Talvez seja necessário também protocolar um pedido para que o Acórdão seja publicado o quanto antes. Pois veja, Anastasia conseguiu a postergação da publicação do Acórdão, como suponho que tenha sido sugerido pelos desembargadores do TJMG que lhe teriam dito que com o Acórdão publicado eles não teriam como decidir contra os professores. Assim, com a publicação do Acórdão adiado para as calendas gregas (ou seja, para nunca, pois só existem calendas romanas)seria mais fácil eles nos obrigarem a voltar para as salas de aula sem o Piso salarial.

Anônimo disse...

Bia !! O governador estará recebendo uma homenagem hoje na sede do Cruzeiro Esporte Clube na Pampulha na rua das Canárias Perto do via Brasil apartir da 19:30 junto com ele Aecio Neves , Zezé Perrela etc.. Seria uma Boa uma Blitz lá hein!!

Anônimo disse...

Beatriz,
As subsedes estão marcando reuniões em lugares que ainda não aderiram a greve. Esta lista vai crescer! E viva a CIDADANIA!!!

Anônimo disse...

Beatriz e caros colegas,
Gostaria de fazer uma observação: os alunos podem perder o ano não porque os professores decidiram manter a greve, mas simplesmente porque o governo Anastasia não negocia e não cumpre A LEI. É um absurdo alunos, professores, pais
passarem por todo esse transtorno e sofrimento porque um GOVERNANTE NAO CUMPRE A LEI!

Anônimo disse...

Carlos Moraes(Montes Claros)
Olá Beatriz:
Amiga e Companheira de Luta!!!
Aqui em Moc o índice de adesão à greve continua aumentando.Tivemos mais duas grandes escolas que aderiram totalmente e outra em que o Vespestino(1º a 5ª e anos finais do fundamental) que estava funcionando também parou.
O corte de ponto do governo deixou indignados os colegas que reagiram prontamente ao nosso apelo.
TODAS OS COMPANHEIROS(AS) DE MG FAÇAM O MESMO, ENGROSSEM AS NOSSAS FILEIRAS!!!
OUTRO AVISO IMPORTANTE: RETORNEM A CARREIRA ANTIGA O MAIOS RÁPIDO POSSÍVEL: ATÉ DIA 10/08!!!
DIA 09 TEREMOS UMA ASSEMBLÉIA MAIOR QUE A ANTERIOR.
PARABÉNS PELA SUA LIDERANÇA, NOS ORGULHAMOS DE TER VOÇÊ COMO COORDENADORA!!!!
SAUDAÇÕES FRATERNAS!

prof. JB mutm disse...

Sem conciência politizada,o
Indivíduo é manipulável.
Não age de maneira coletiva e se
Deixa levar pelo "ouvi dizer".
Uma postura correta trás atritos e
Tensoes,mas tambem conquistas.
Essa luta é nossa, vamos até o fim.

FORÇA COMPANHEIROS(AS)SOMOS MUITOS
E SOMOS RESISTENTES!!!
Prof.JB Mutum

Marília Cândida - Mutum disse...

Construir a greve aqui em Mutum não está nada fácil. Temos tido muita resistência e desculpas esfarrapadas para não entrar em greve. Mas não desisto! Aos poucos quem sabe, com a nossa garra e luta vamos desmascarando este governo que não se importa com uma educação de qualidade. Não temos muitas adesões ao movimento grevista, mas felizmente contamos com o apoio de muitos pais. Sei que com coragem vamos alcançar a vitória.

Anônimo disse...

Minha escola em BH, Maestro Villa Lobos, está querendo voltar às aulas. Se suportamos a greve até agora, temos de ir até o fim. Retornar agora é morrer na praia.

Anônimo disse...

cara Beatriz.
Estamos século 21 , porém existem profissionais da educação preparadas no ensino superior, para assumir o compromisso e cumprir o papel social de educar nossos alunos para a prática da cidadania e a vida democrática,não assumindo seu papel é desolador. Ser testemunha de colegas alheio a nossa LUTA e simplismente constatar que o conhecimento não pode restriguir apenas dos conteúdos tradicionais, educar é ensinar a ter escolhas , não ser submissos. Caros colegas ANTIgreve Não fuja de sua responsabilidade de contribuir para a consrução de uma classe mais justa e solidária.
Verônica Fonseca
Coronel Murta

Anônimo disse...

Boa noite a todos!
É incrível esse nosso governo:
- Tem dinheiro (bilhões!) para investir em estádios de futebol;
- Tem dinheiro (bilhões!) para construir uma cidade administrativa;
- Tem dinheiro para cumprir a lei e pagar aos nossos digníssimos deputados estaduais os 75% do salário de um deputado federal;
- Tem dinheiro pra fazer propagandas a todo instante, em todas as mídias: tv, jornal, rádio e etc;
- Term dinheiro para pagar as polícias (civil e militar) e garantir um salário inicial de (vejam bem: SALÁRIO e não SUBSÍDIO!) R$ 4000,00 nos próximos anos, através de aumentos suceessivos;
- Tem dinheiro pra pagar pessoas sem formação necessária e nomeá-los "Professor da Família";
- E agora, a cereja do bolo, ameaça contratar e pagar professores para os alunos do 3° ano do ensino médio, substituindo os grevistas!
É revoltante! Existe dinheiro pra tudo, menos para cumprir uma simples lei; pagar O PISO aos professores...
É lamentável que se o governo realmente contratar professores, tem colegas não pensarão duas vezes e aceitarão o contrato...
Essa era pra ser uma briga de DAVI x GOLIAS, onde os professores seriam o lado mais forte dessa corda. O problema e que muitos se acovardam e não tem coragem de entrar em greve e exigir um direito que é o nosso por lei federal: O PISO SALARIAL!!!
Sugiro que o sindicato, através de suas subsedes, produza material e convoque um mutirão entre os grevistas! Já que não podemos pagar propagandas carìssimas como o governo, que façamos panfletagem próximo as escolas, mostrando o nosso verdadeiro salário, nossas condições de trabalho e gastança desse governo com tudo o que foi citado acima e ainda se diz "preocupado com a educação dos nossos jovens". Não vamos desistitr nunca!
Prof. Eduardo
B.H>

Anônimo disse...

Hoje Conselheiro Pena entrou na greve também.
O governador conseguiu o que queria... mais professores aderindo à greve.
Abraços e força na luta.

Anônimo disse...

Brasília de Minas também está de greve.

Anônimo disse...

Hoje a Globo em pleno jornal Nacional falou da greve de MG, pais pedindo que suspendesse a data do Enem , pois os filhos estão prejudicados. Falou tb do embate governo X categoria. Enfim, o nosso governador está finalmente na mídia e aquele espanto de secretária, só falou bobagens numéricas.
O que será que ainda teremos pela frente???